Suspeita foi abordada durante uma operação da Receita Federal, BPFron e Força Nacional Paraguaia, na noite de sábado (21). Passageira de táxi foi presa ao tentar passar quase 60 carregadores de fuzil pela Ponte da Amizade, diz polícia Divulgação/BPFron Uma jovem de 22 anos foi presa na noite de sábado (21) com quase 60 carregadores de fuzil na bagagem, segundo o Batalhão de Polícia de Fronteira (BPFron). Ela foi abordada pelos policiais durante uma operação da Receita Federal, BPFron e Força Nacional Paraguaia. Segundo a polícia, a suspeita estava em um táxi paraguaio e foi presa quando tentava passar pela Ponte Internacional da Amizade, na fronteira entre o Paraguai e Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná. Com a jovem, segundo o BPFron, foram apreendidos 57 carregadores de fuzil e um carregador de pistola 9 milímetros. Veja mais notícias da região no G1 Oeste e Sudoeste.
Passageira de táxi é presa ao tentar passar quase 60 carregadores de fuzil pela Ponte da Amizade, diz polícia

Suspeita foi abordada durante uma operação da Receita Federal, BPFron e Força Nacional Paraguaia, na noite de sábado (21). Passageira de táxi foi presa ao tentar passar quase 60 carregadores de fuzil pela Ponte da Amizade, diz polícia Divulgação/BPFron Uma jovem de 22 anos foi presa na noite de sábado (21) com quase 60 carregadores de fuzil na bagagem, segundo o Batalhão de Polícia de Fronteira (BPFron). Ela foi abordada pelos policiais durante uma operação da Receita Federal, BPFron e Força Nacional Paraguaia. Segundo a polícia, a suspeita estava em um táxi paraguaio e foi presa quando tentava passar pela Ponte Internacional da Amizade, na fronteira entre o Paraguai e Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná. Com a jovem, segundo o BPFron, foram apreendidos 57 carregadores de fuzil e um carregador de pistola 9 milímetros. Veja mais notícias da região no G1 Oeste e Sudoeste.




Dois pilotos também morreram na queda, no município de Paula Freitas, no sul do estado, de acordo com a assessoria do deputado do PSDB. Deputado estadual Bernardo Ribas Carli (PSDB) morreu em um acidente aéreo Pedro de Oliveira/Divulgação/Alep O deputado estadual Bernardo Ribas Carli (PSDB) morreu em um acidente aéreo no município de Paula Freitas, no sul do Paraná, por volta das 11h30 deste domingo (22), segundo a assessoria dele. Dois pilotos também morreram na queda. Ainda de acordo com a assessoria, Carli decolou de Guarapuava no começo da manhã rumo a um compromisso em União da Vitória, também no sul do estado. O deputado participaria da 62ª Festa dos Motoristas, na Paroquia Nossa Senhora de Salete, a convite do prefeito Santin Roveda. Avião caiu na manhã deste domingo, em Paula Freitas Canal 4 TV WEB O velório será na Prefeitura de Guarapuava, ainda sem horário definido. Luto oficial O Governo do Paraná e a Assembleia Legislativa decretaram luto oficial de três dias pela morte do deputado. As bandeiras do Estado e do país ficarão a meio mastro durante o período em todas as repartições públicas. "Em nome dos paranaenses, o Governo do Estado manifesta o mais profundo sentimento de pesar e solidariedade aos familiares do parlamentar e dos pilotos", diz a nota do estado. Histórico Bernardo Ribas Carli tinha 32 anos, nasceu em Guarapuava, na região central do estado, e era graduado em Administração de Empresas. Ele cumpria o segundo mandato como deputado estadual. Na Assembleia, também era presidente da Comissão de Esportes da Assembleia Legislativa e coordenador da Frente Parlamentar dos Produtores de Energia Elétrica. Bernardo é filho do ex-prefeito de Guarapuava, Luiz Fernando Ribas Carli, e irmão do ex-deputado estadual Luiz Fernando Ribas Carli Filho, condenado por matar duas pessoas em um acidente de trânsito. O suplente de Bernardo Ribas na Assembleia Legislativa é Wilson Quinteiro (PSB), de Maringá, segundo a assessoria do Legislativo. Autoridades lamentam O ex-governador Beto Richa, presidente do PSDB no Paraná, lamentou a morte de Carli. "Profundamente abalado com a notícia da trágica morte do amigo e jovem deputado Bernardo Ribas Carli. Que Deus, na sua imensa benevolência, conforte a família neste momento de grande dor. Eu e Fernanda sofremos juntos a ausência repentina do Bernardo, ao lado da sua família", disse. O prefeito de Guarapuava, Cesar Silvestri Filho, também divulgou uma nota em que lamenta a morte. "Neste momento de tristeza, transmitimos nossas condolências e pedimos a Deus que abençoe e conforte sua família e amigos". Veja mais notícias da região no G1 Campos Gerais e Sul.
Deputado estadual Bernardo Ribas Carli morre em acidente aéreo no Paraná

Dois pilotos também morreram na queda, no município de Paula Freitas, no sul do estado, de acordo com a assessoria do deputado do PSDB. Deputado estadual Bernardo Ribas Carli (PSDB) morreu em um acidente aéreo Pedro de Oliveira/Divulgação/Alep O deputado estadual Bernardo Ribas Carli (PSDB) morreu em um acidente aéreo no município de Paula Freitas, no sul do Paraná, por volta das 11h30 deste domingo (22), segundo a assessoria dele. Dois pilotos também morreram na queda. Ainda de acordo com a assessoria, Carli decolou de Guarapuava no começo da manhã rumo a um compromisso em União da Vitória, também no sul do estado. O deputado participaria da 62ª Festa dos Motoristas, na Paroquia Nossa Senhora de Salete, a convite do prefeito Santin Roveda. Avião caiu na manhã deste domingo, em Paula Freitas Canal 4 TV WEB O velório será na Prefeitura de Guarapuava, ainda sem horário definido. Luto oficial O Governo do Paraná e a Assembleia Legislativa decretaram luto oficial de três dias pela morte do deputado. As bandeiras do Estado e do país ficarão a meio mastro durante o período em todas as repartições públicas. "Em nome dos paranaenses, o Governo do Estado manifesta o mais profundo sentimento de pesar e solidariedade aos familiares do parlamentar e dos pilotos", diz a nota do estado. Histórico Bernardo Ribas Carli tinha 32 anos, nasceu em Guarapuava, na região central do estado, e era graduado em Administração de Empresas. Ele cumpria o segundo mandato como deputado estadual. Na Assembleia, também era presidente da Comissão de Esportes da Assembleia Legislativa e coordenador da Frente Parlamentar dos Produtores de Energia Elétrica. Bernardo é filho do ex-prefeito de Guarapuava, Luiz Fernando Ribas Carli, e irmão do ex-deputado estadual Luiz Fernando Ribas Carli Filho, condenado por matar duas pessoas em um acidente de trânsito. O suplente de Bernardo Ribas na Assembleia Legislativa é Wilson Quinteiro (PSB), de Maringá, segundo a assessoria do Legislativo. Autoridades lamentam O ex-governador Beto Richa, presidente do PSDB no Paraná, lamentou a morte de Carli. "Profundamente abalado com a notícia da trágica morte do amigo e jovem deputado Bernardo Ribas Carli. Que Deus, na sua imensa benevolência, conforte a família neste momento de grande dor. Eu e Fernanda sofremos juntos a ausência repentina do Bernardo, ao lado da sua família", disse. O prefeito de Guarapuava, Cesar Silvestri Filho, também divulgou uma nota em que lamenta a morte. "Neste momento de tristeza, transmitimos nossas condolências e pedimos a Deus que abençoe e conforte sua família e amigos". Veja mais notícias da região no G1 Campos Gerais e Sul.




Laudo preliminar do IML aponta causa da morte como queda. Segundo a polícia, marido dela foi detido em São Miguel do Iguaçu, a 340 quilômetros de Guarapuava, após sofrer acidente. Advogada Tatiane Spitzner foi encontrada morta em Guarapuava Reprodução/Facebook A advogada Tatiane Spitzner, de 29 anos, foi encontrada morta, na madrugada deste domingo (22), após cair do 4º andar de um prédio no Centro de Guarapuava, na região central do Paraná, segundo a Polícia Militar (PM). A Polícia Civil investiga o caso como suspeita de feminicídio. O marido dela foi detido na manhã deste domingo, após sofrer um acidente na rodovia BR-277, em São Miguel do Iguaçu, a 340 quilômetros de Guarapuava. De acordo com o relatório da PM, o caso foi atendido por volta das 3h, na Rua Senador Pinheiro Machado. Os agentes receberam a informação de que uma mulher “teria pulado ou sido jogada da sacada de um edifício, caindo na calçada”. Ao chegar ao local, os policiais encontraram muito sangue na calçada e foram informados que um homem tinha carregado a vítima no colo para dentro do prédio, ainda conforme o boletim. Corpo de advogada foi encontrada dentro do apartamento, no Centro de Guarapuava, segundo o boletim de atendimento da Polícia Militar (PM) Eduardo Andrade/RPC Em seguida, a equipe foi até um apartamento localizado no 4º andar, onde havia rastros de sangue. “Nesse momento, um casal de moradores no apartamento ao lado, relatou que ouviu gritos de uma discussão, vindos do apartamento e que ouviram a mulher gritando por socorro, a qual foi vista pela vizinha, chorando na sacada”, informa o relatório. A porta do apartamento foi arrombada e os policiais encontraram a advogada no chão, com muito sangue na região cabeça. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi chamado, mas ela já estava morta, diz o boletim. Um documento disponível no site do órgão aponta a causa preliminar da morte como sendo queda, mas outros exames periciais ainda serão feitos para que essa informação inicial possa ser confirmada. Ainda de acordo o relatório, o síndico do prédio passou imagens de câmeras de segurança que mostram o marido da vítima saindo do prédio em um carro branco. Um alerta foi emitido, e o veículo foi localizado em São Miguel do Iguaçu, no oeste do estado, após um acidente de trânsito perto do trevo do município. Segundo a PM, ele deixou o carro e caminhava próximo a linha Catiporam, sentido Foz do Iguaçu, quando foi localizado e encaminhado para a delegacia da cidade onde foi ouvido. O carro foi levado para o pátio da Polícia Rodoviária Federal (PRF) de Santa Terezinha de Itaipu. Velório O velório de Tatiane Spitzner será realizado na Capela Santa Cruz, e deve começar ainda na tarde deste domingo. A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Subseção de Guarapuava, emitiu uma nota sobre o falecimento. Veja abaixo: É com muito pesar que recebemos a notícia de falecimento da jovem advogada Tatiane Spitzner, de Guarapuava. A diretoria da OAB Guarapuava pede às autoridades a elucidação do caso o mais breve possível. A OAB Guarapuava se solidariza com os familiares e amigos, pedindo conforto a seus corações e forças para transformar a dor da perda em esperança. Transmitimos nossos mais profundos sentimentos. Veja mais notícias da região no G1 Campos Gerais e Sul.
Advogada é encontrada morta após cair de 4º andar de prédio em Guarapuava, diz PM

Laudo preliminar do IML aponta causa da morte como queda. Segundo a polícia, marido dela foi detido em São Miguel do Iguaçu, a 340 quilômetros de Guarapuava, após sofrer acidente. Advogada Tatiane Spitzner foi encontrada morta em Guarapuava Reprodução/Facebook A advogada Tatiane Spitzner, de 29 anos, foi encontrada morta, na madrugada deste domingo (22), após cair do 4º andar de um prédio no Centro de Guarapuava, na região central do Paraná, segundo a Polícia Militar (PM). A Polícia Civil investiga o caso como suspeita de feminicídio. O marido dela foi detido na manhã deste domingo, após sofrer um acidente na rodovia BR-277, em São Miguel do Iguaçu, a 340 quilômetros de Guarapuava. De acordo com o relatório da PM, o caso foi atendido por volta das 3h, na Rua Senador Pinheiro Machado. Os agentes receberam a informação de que uma mulher “teria pulado ou sido jogada da sacada de um edifício, caindo na calçada”. Ao chegar ao local, os policiais encontraram muito sangue na calçada e foram informados que um homem tinha carregado a vítima no colo para dentro do prédio, ainda conforme o boletim. Corpo de advogada foi encontrada dentro do apartamento, no Centro de Guarapuava, segundo o boletim de atendimento da Polícia Militar (PM) Eduardo Andrade/RPC Em seguida, a equipe foi até um apartamento localizado no 4º andar, onde havia rastros de sangue. “Nesse momento, um casal de moradores no apartamento ao lado, relatou que ouviu gritos de uma discussão, vindos do apartamento e que ouviram a mulher gritando por socorro, a qual foi vista pela vizinha, chorando na sacada”, informa o relatório. A porta do apartamento foi arrombada e os policiais encontraram a advogada no chão, com muito sangue na região cabeça. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi chamado, mas ela já estava morta, diz o boletim. Um documento disponível no site do órgão aponta a causa preliminar da morte como sendo queda, mas outros exames periciais ainda serão feitos para que essa informação inicial possa ser confirmada. Ainda de acordo o relatório, o síndico do prédio passou imagens de câmeras de segurança que mostram o marido da vítima saindo do prédio em um carro branco. Um alerta foi emitido, e o veículo foi localizado em São Miguel do Iguaçu, no oeste do estado, após um acidente de trânsito perto do trevo do município. Segundo a PM, ele deixou o carro e caminhava próximo a linha Catiporam, sentido Foz do Iguaçu, quando foi localizado e encaminhado para a delegacia da cidade onde foi ouvido. O carro foi levado para o pátio da Polícia Rodoviária Federal (PRF) de Santa Terezinha de Itaipu. Velório O velório de Tatiane Spitzner será realizado na Capela Santa Cruz, e deve começar ainda na tarde deste domingo. A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Subseção de Guarapuava, emitiu uma nota sobre o falecimento. Veja abaixo: É com muito pesar que recebemos a notícia de falecimento da jovem advogada Tatiane Spitzner, de Guarapuava. A diretoria da OAB Guarapuava pede às autoridades a elucidação do caso o mais breve possível. A OAB Guarapuava se solidariza com os familiares e amigos, pedindo conforto a seus corações e forças para transformar a dor da perda em esperança. Transmitimos nossos mais profundos sentimentos. Veja mais notícias da região no G1 Campos Gerais e Sul.




Motorista morreu depois de capotar o carro e atingir outros dois veículos, segundo a PRE; acidente aconteceu na manhã deste domingo (22), em Pinhais. Uma pessoa morreu e duas ficaram feridas em acidente na Rodovia João Leopoldo Jacomel Everson Moreira/RPC Curitiba Uma pessoa morreu e outras duas ficaram feridas em um acidente entre dois carros e uma moto na manhã deste domingo (22), em Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, segundo a Polícia Rodoviária Estadual (PRE). O acidente aconteceu na PR-415, conhecida como Rodovia Deputado João Leopoldo Jacomel, que liga Curitiba a Pinhais e Piraquara. De acordo com a polícia, o motorista de um dos carros morreu depois de capotar o veículo, na região da Vila Varginha. No acidente, o homem bateu contra um outro carro e contra uma moto. Dois feridos foram encaminhados em estado grave para hospitais da região. Motorista capotou carro antes de atingir outro carro e uma moto, em acidente que deixou uma pessoa morta e duas feridas na Avenida João Leopoldo Jacomel Everson Moreira/RPC Curitiba Veja mais notícias do estado no G1 Paraná.
Uma pessoa morre e duas ficam feridas em acidente na Rodovia João Leopoldo Jacomel

Motorista morreu depois de capotar o carro e atingir outros dois veículos, segundo a PRE; acidente aconteceu na manhã deste domingo (22), em Pinhais. Uma pessoa morreu e duas ficaram feridas em acidente na Rodovia João Leopoldo Jacomel Everson Moreira/RPC Curitiba Uma pessoa morreu e outras duas ficaram feridas em um acidente entre dois carros e uma moto na manhã deste domingo (22), em Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, segundo a Polícia Rodoviária Estadual (PRE). O acidente aconteceu na PR-415, conhecida como Rodovia Deputado João Leopoldo Jacomel, que liga Curitiba a Pinhais e Piraquara. De acordo com a polícia, o motorista de um dos carros morreu depois de capotar o veículo, na região da Vila Varginha. No acidente, o homem bateu contra um outro carro e contra uma moto. Dois feridos foram encaminhados em estado grave para hospitais da região. Motorista capotou carro antes de atingir outro carro e uma moto, em acidente que deixou uma pessoa morta e duas feridas na Avenida João Leopoldo Jacomel Everson Moreira/RPC Curitiba Veja mais notícias do estado no G1 Paraná.




Mais de 20 presos conseguiram escapar, na madrugada deste domingo (22), segundo a Polícia Civil. Presos fogem após cavar túnel até pátio do Fórum de Ubiratã Vinte e três presos fugiram da Delegacia de Ubiratã, no oeste do Paraná, por volta das 5h deste domingo (22), depois de cavar um túnel que ia de uma cela até o pátio do Fórum, que fica nos fundos da cadeia, de acordo com a Polícia Civil. Ao chegar ao pátio, os presos precisavam pular a grade do Fórum. Durante a fuga, eles deixaram para trás roupas, chinelos e sacolas. De acordo com o Departamento Penitenciário do estado (Depen-PR), a unidade foi projetada para abrigar 32 presos, mas estava com 74 detentos no momento da fuga. Até as 11h deste domingo, pelo menos dois detentos já tinham sido recapturados. A Polícia pede que a população ligue para o 190 se souber do paradeiro de algum dos fugitivos. Após sair pelo túnel, presos precisaram pular grade do Fórum de Ubiratã, e alguns deixaram chinelos, roupas e sacolas para trás Sidney Trindade/RPC Vinte e três presos fugiram da Delegacia de Ubiratã, na madrugada deste domingo (22) Sidney Trindade/RPC Presos fugiram da Delegacia de Ubiratã após cavar túnel com saída no pátio do Fórum, que fica nos fundos da cadeia Sidney Trindade/RPC Veja mais notícias da região no G1 Oeste e Sudoeste.
Presos cavam túnel até pátio do Fórum e fogem da Delegacia de Ubiratã

Mais de 20 presos conseguiram escapar, na madrugada deste domingo (22), segundo a Polícia Civil. Presos fogem após cavar túnel até pátio do Fórum de Ubiratã Vinte e três presos fugiram da Delegacia de Ubiratã, no oeste do Paraná, por volta das 5h deste domingo (22), depois de cavar um túnel que ia de uma cela até o pátio do Fórum, que fica nos fundos da cadeia, de acordo com a Polícia Civil. Ao chegar ao pátio, os presos precisavam pular a grade do Fórum. Durante a fuga, eles deixaram para trás roupas, chinelos e sacolas. De acordo com o Departamento Penitenciário do estado (Depen-PR), a unidade foi projetada para abrigar 32 presos, mas estava com 74 detentos no momento da fuga. Até as 11h deste domingo, pelo menos dois detentos já tinham sido recapturados. A Polícia pede que a população ligue para o 190 se souber do paradeiro de algum dos fugitivos. Após sair pelo túnel, presos precisaram pular grade do Fórum de Ubiratã, e alguns deixaram chinelos, roupas e sacolas para trás Sidney Trindade/RPC Vinte e três presos fugiram da Delegacia de Ubiratã, na madrugada deste domingo (22) Sidney Trindade/RPC Presos fugiram da Delegacia de Ubiratã após cavar túnel com saída no pátio do Fórum, que fica nos fundos da cadeia Sidney Trindade/RPC Veja mais notícias da região no G1 Oeste e Sudoeste.




Animais foram encontrados amarrados em Pinhais. Um macho e uma fêmea tinham sido levados do Centro de Produção e Pesquisa de Imunobiológicos (CPPI), em Piraquara, na última terça-feira (17). Centro de pesquisa recupera cavalos usados na produção de soro contra aranha que tinham sido furtados em Piraquara Sesa/Divulgação O Centro de Produção e Pesquisa de Imunobiológicos (CPPI) recuperou os dois cavalos crioulos mestiços, usados na produção de soro contra aranha, que tinham sido furtados, segundo a Secretaria de Estado da Saúde do Paraná (Sesa). A fêmea de nome Fá Sinfonia, de 20 anos, e o macho Pé-de-pano, de 17, foram levados na última terça-feira (17) da sede da instituição, que fica em Piraquara, na Região Metropolitana de Curitiba. De acordo com a Sesa, os animais foram encontrados na sexta-feira (20) amarrados em uma área de matagal no bairro Weissópolis, em Pinhais, também na Grande Curitiba. Os veterinários do CPPI foram até o local depois de receber uma denúncia de um morador da cidade. Eles contaram com o apoio da Guarda Municipal de Pinhais e do Regimento de Cavalaria da Polícia Militar do Paraná, que providenciou o veículo para transporte dos animais ao centro de pesquisa. Segundo o veterinário do CPPI, João Minozzo, o estado de saúde dos cavalos é bom, apesar de alguns arranhões. O CPPI O centro de pesquisa é de responsabilidade da Sesa e abriga 74 cavalos. A secretaria explicou que os animais são utilizados no processo de produção de soro para o tratamento de pessoas picadas por aranha marrom. Regimento de Cavalaria da PM providenciou o veículo para transporte dos animais de Pinhais para o centro de pesquisa, em Piraquara Sesa/Divulgação Veja mais notícias do estado no G1 Paraná.
Centro de pesquisa recupera cavalos usados na produção de soro contra aranha que tinham sido furtados

Animais foram encontrados amarrados em Pinhais. Um macho e uma fêmea tinham sido levados do Centro de Produção e Pesquisa de Imunobiológicos (CPPI), em Piraquara, na última terça-feira (17). Centro de pesquisa recupera cavalos usados na produção de soro contra aranha que tinham sido furtados em Piraquara Sesa/Divulgação O Centro de Produção e Pesquisa de Imunobiológicos (CPPI) recuperou os dois cavalos crioulos mestiços, usados na produção de soro contra aranha, que tinham sido furtados, segundo a Secretaria de Estado da Saúde do Paraná (Sesa). A fêmea de nome Fá Sinfonia, de 20 anos, e o macho Pé-de-pano, de 17, foram levados na última terça-feira (17) da sede da instituição, que fica em Piraquara, na Região Metropolitana de Curitiba. De acordo com a Sesa, os animais foram encontrados na sexta-feira (20) amarrados em uma área de matagal no bairro Weissópolis, em Pinhais, também na Grande Curitiba. Os veterinários do CPPI foram até o local depois de receber uma denúncia de um morador da cidade. Eles contaram com o apoio da Guarda Municipal de Pinhais e do Regimento de Cavalaria da Polícia Militar do Paraná, que providenciou o veículo para transporte dos animais ao centro de pesquisa. Segundo o veterinário do CPPI, João Minozzo, o estado de saúde dos cavalos é bom, apesar de alguns arranhões. O CPPI O centro de pesquisa é de responsabilidade da Sesa e abriga 74 cavalos. A secretaria explicou que os animais são utilizados no processo de produção de soro para o tratamento de pessoas picadas por aranha marrom. Regimento de Cavalaria da PM providenciou o veículo para transporte dos animais de Pinhais para o centro de pesquisa, em Piraquara Sesa/Divulgação Veja mais notícias do estado no G1 Paraná.




Polícia Civil investiga suspeita de que o caso tenha sido criminoso; incêndio atingiu dez carros e foi registrado na madrugada deste domingo (22). Incêndio destrói carros em oficina mecânica de Foz do Iguaçu Dez carros foram incendiados em uma oficina mecânica em Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, segundo a Polícia Militar (PM). O incêndio foi registrado na madrugada deste domingo (22). A Polícia Civil investiga o caso e afirma que há a suspeita de que o incêndio tenha sido criminoso. Próximo ao local, policiais informatam que foi encontrado um galão que pode ter sido usado para atear fogo nos veículos. De acordo com a polícia, ninguém ficou ferido. O dono da oficina afirmou que não sabe a motivação do incêndio. O homem disse também que ainda está calculando os prejuízos causados com a destruição dos carros atingidos pelas chamas. Dez carros foram incendiados durante a madrugada em oficina mecânica de Foz do Iguaçu Raphaela Potter/RPC Foz do Iguaçu Veja mais notícias da região no G1 Oeste e Sudoeste.
Incêndio destrói carros em oficina mecânica de Foz do Iguaçu

Polícia Civil investiga suspeita de que o caso tenha sido criminoso; incêndio atingiu dez carros e foi registrado na madrugada deste domingo (22). Incêndio destrói carros em oficina mecânica de Foz do Iguaçu Dez carros foram incendiados em uma oficina mecânica em Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, segundo a Polícia Militar (PM). O incêndio foi registrado na madrugada deste domingo (22). A Polícia Civil investiga o caso e afirma que há a suspeita de que o incêndio tenha sido criminoso. Próximo ao local, policiais informatam que foi encontrado um galão que pode ter sido usado para atear fogo nos veículos. De acordo com a polícia, ninguém ficou ferido. O dono da oficina afirmou que não sabe a motivação do incêndio. O homem disse também que ainda está calculando os prejuízos causados com a destruição dos carros atingidos pelas chamas. Dez carros foram incendiados durante a madrugada em oficina mecânica de Foz do Iguaçu Raphaela Potter/RPC Foz do Iguaçu Veja mais notícias da região no G1 Oeste e Sudoeste.




Policiais abordaram o veículo na BR-376, na noite de sábado (21); segundo a PRF, seis pessoas foram encaminhadas à delegacia. PRF apreendeu ecstasy, LSD e maconha em ônibus, na BR-376, em Mandaguari Divulgação/PRF A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu 106 comprimidos de ecstasy, 70 pontos de LSD e 32 gramas de maconha em ônibus, na BR-376, na noite de sábado (21). De acordo com a polícia, o veículo levava cerca de 20 jovens para uma festa em Mandaguari, no norte do Paraná. A PRF informou que seis suspeitos, que levavam pequenas porções de drogas nos bolsos, com idades entre 18 e 23 anos, foram levados para a delegacia de Mandaguari. "Nós soubemos que um ônibus tinha sido fretado em Mandaguari para levar passageiros até uma festa rave em Maringá. Eles ainda passariam pegando mais gente em Marialva e Sarandi", disse Pedro Faria, inspetor da PRF. Os jovens encaminhados à delegacia foram liberados depois de assinarem um termo circunstanciado por posse de drogas para consumo pessoal. De acordo com a Polícia Civil de Mandaguari, não foi possível apurar de quem era a droga apreendida. Veja mais notícias da região no G1 Norte e Noroeste.
PRF apreende ecstasy, LSD e maconha em ônibus que levava jovens para festa

Policiais abordaram o veículo na BR-376, na noite de sábado (21); segundo a PRF, seis pessoas foram encaminhadas à delegacia. PRF apreendeu ecstasy, LSD e maconha em ônibus, na BR-376, em Mandaguari Divulgação/PRF A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu 106 comprimidos de ecstasy, 70 pontos de LSD e 32 gramas de maconha em ônibus, na BR-376, na noite de sábado (21). De acordo com a polícia, o veículo levava cerca de 20 jovens para uma festa em Mandaguari, no norte do Paraná. A PRF informou que seis suspeitos, que levavam pequenas porções de drogas nos bolsos, com idades entre 18 e 23 anos, foram levados para a delegacia de Mandaguari. "Nós soubemos que um ônibus tinha sido fretado em Mandaguari para levar passageiros até uma festa rave em Maringá. Eles ainda passariam pegando mais gente em Marialva e Sarandi", disse Pedro Faria, inspetor da PRF. Os jovens encaminhados à delegacia foram liberados depois de assinarem um termo circunstanciado por posse de drogas para consumo pessoal. De acordo com a Polícia Civil de Mandaguari, não foi possível apurar de quem era a droga apreendida. Veja mais notícias da região no G1 Norte e Noroeste.



Passageiro da moto ficou gravemente ferido; segundo a PRF, motorista do caminhão acessava a rodovia quando o acidente aconteceu. O piloto de uma moto morreu e o passageiro ficou ferido na noite de sábado (21) depois de baterem contra um caminhão bitrem na BR-376, em Paranavaí, no noroeste do Paraná, segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF). A polícia informou que o motorista do caminhão saía de uma empresa de bebidas e começava a acessar a rodovia quando o piloto da moto, que seguia sentido Nova Londrina, não conseguiu frear e bateu. As vítimas entraram embaixo de um dos eixos do caminhão, de acordo com a PRF. O piloto, de 28 anos, morreu ainda no local. Ainda conforme a polícia, o passageiro da motocicleta, também de 28 anos, ficou gravemente ferido e foi encaminhado para um hospital em Paranavaí. Veja mais notícias da região no G1 Norte e Noroeste.
Motociclista morre depois de bater contra caminhão bitrem na BR-376, em Paranavaí
Passageiro da moto ficou gravemente ferido; segundo a PRF, motorista do caminhão acessava a rodovia quando o acidente aconteceu. O piloto de uma moto morreu e o passageiro ficou ferido na noite de sábado (21) depois de baterem contra um caminhão bitrem na BR-376, em Paranavaí, no noroeste do Paraná, segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF). A polícia informou que o motorista do caminhão saía de uma empresa de bebidas e começava a acessar a rodovia quando o piloto da moto, que seguia sentido Nova Londrina, não conseguiu frear e bateu. As vítimas entraram embaixo de um dos eixos do caminhão, de acordo com a PRF. O piloto, de 28 anos, morreu ainda no local. Ainda conforme a polícia, o passageiro da motocicleta, também de 28 anos, ficou gravemente ferido e foi encaminhado para um hospital em Paranavaí. Veja mais notícias da região no G1 Norte e Noroeste.




Parque Nacional do Iguaçu registra mais de 8 mil pessoas por dia, durante o período de férias; média diária é de 3,5 mil visitantes. Número de visitantes no Parque Nacional do Iguaçu dobrou neste mês de julho O Parque Nacional do Iguaçu, em Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, tem registrado mais que o dobro da média diária de visitantes durante o mês de julho. Segundo a direção do parque, durante as férias deste mês, o local chega a receber entre 8 mil e 10 mil pessoas por dia. A média diária das Cataratas do Iguaçu é de 3,5 mil pessoas. A expectativa é de que, neste domingo (22), o parque chegue a 1 milhão de visitantes em 2018. Entre os visitantes, há turistas brasileiros e de outros países. De acordo com a direção do parque, a vazão das cataratas está abaixo do volume considerado normal. São cerca de 1,2 milhão de litros de água por segundo. Normalmente, o volume registrado é de 1,5 milhão de litros de água por segundo. Rede hoteleira De acordo com o Sindicato dos Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Foz do Iguaçu (Sindhotéis), o movimento no Parque Nacional do Iguaçu reflete em 73% de ocupação da rede hoteleira na cidade. A expectativa do sindicato é de que a média de turistas continue alta até o final do mês. Cataratas do Iguaçu atinge o dobro da média de visitantes durante o mês de julho Reprodução/RPC Veja mais notícias da região no G1 Oeste e Sudoeste.
Cataratas do Iguaçu recebem mais que o dobro da média de visitantes durante o mês de julho

Parque Nacional do Iguaçu registra mais de 8 mil pessoas por dia, durante o período de férias; média diária é de 3,5 mil visitantes. Número de visitantes no Parque Nacional do Iguaçu dobrou neste mês de julho O Parque Nacional do Iguaçu, em Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, tem registrado mais que o dobro da média diária de visitantes durante o mês de julho. Segundo a direção do parque, durante as férias deste mês, o local chega a receber entre 8 mil e 10 mil pessoas por dia. A média diária das Cataratas do Iguaçu é de 3,5 mil pessoas. A expectativa é de que, neste domingo (22), o parque chegue a 1 milhão de visitantes em 2018. Entre os visitantes, há turistas brasileiros e de outros países. De acordo com a direção do parque, a vazão das cataratas está abaixo do volume considerado normal. São cerca de 1,2 milhão de litros de água por segundo. Normalmente, o volume registrado é de 1,5 milhão de litros de água por segundo. Rede hoteleira De acordo com o Sindicato dos Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Foz do Iguaçu (Sindhotéis), o movimento no Parque Nacional do Iguaçu reflete em 73% de ocupação da rede hoteleira na cidade. A expectativa do sindicato é de que a média de turistas continue alta até o final do mês. Cataratas do Iguaçu atinge o dobro da média de visitantes durante o mês de julho Reprodução/RPC Veja mais notícias da região no G1 Oeste e Sudoeste.




Grupo foi preso na sexta-feira (20) durante uma operação da Polícia Civil; eles são suspeitos de cometer explosões de caixas e roubar carros-fortes em Curitiba e Região. Funcionária da Assembleia é presa junto com quadrilha que assaltava bancos Uma funcionária comissionada da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) estava entre os presos suspeitos de integrar uma quadrilha investigada por explodir caixas eletrônicos e roubar carros-fortes em Curitiba e Região Metropolitana, de acordo com a Polícia Civil. A mulher de 47 anos foi presa com outras quatro pessoas na sexta-feira (20), durante a Operação "Baixa Ordem". A informação foi confirmada pela polícia neste sábado (21). Eliana Benedita Correa é funcionária da Comissão de Ecologia, Meio Ambiente e Proteção aos Animais, conforme o portal da Alep. O deputado Raska Rodrigues (PV), que é presidente da comissão, informou que Eliana deve ser demitida sumariamente. Até a última atualização desta reportagem, o G1 não conseguiu contato com a defesa de Eliana Correa. Funcionária da Alep estava entre presos suspeitos de integrar quadrilha que explodia caixas eletrônicos no Paraná Reprodução/RPC A mulher também já trabalhou como assistente de gabinete do deputado Luiz Cláudio Romanelli (PSB), que afirmou que, durante o período em que ela exerceu a função, sempre se mostrou uma boa funcionária. Presa suspeita de integrar quadrilha que explodia caixas eletrônicos em Curitiba e Região é funcionária comissionada, segundo o portal da Alep Reprodução/RPC Investigação A Polícia Civil, afirma que o grupo preso durante a operação, do qual fazia parte a funcionária, é suspeito pela explosão de um caixa eletrônico em Rio Branco do Sul, na Região de Curitiba, na madrugada de quarta-feira (18), além de crimes em outros seis bancos. Eles também são investigados por participação na tentativa de roubo a carros-fortes registrada na BR-376, em Palmeira, nos Campos Gerais, em fevereiro deste ano. Veja mais notícias do estado no G1 Paraná.
Funcionária da Alep estava entre presos suspeitos de integrar quadrilha que explodia caixas eletrônicos, diz polícia

Grupo foi preso na sexta-feira (20) durante uma operação da Polícia Civil; eles são suspeitos de cometer explosões de caixas e roubar carros-fortes em Curitiba e Região. Funcionária da Assembleia é presa junto com quadrilha que assaltava bancos Uma funcionária comissionada da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) estava entre os presos suspeitos de integrar uma quadrilha investigada por explodir caixas eletrônicos e roubar carros-fortes em Curitiba e Região Metropolitana, de acordo com a Polícia Civil. A mulher de 47 anos foi presa com outras quatro pessoas na sexta-feira (20), durante a Operação "Baixa Ordem". A informação foi confirmada pela polícia neste sábado (21). Eliana Benedita Correa é funcionária da Comissão de Ecologia, Meio Ambiente e Proteção aos Animais, conforme o portal da Alep. O deputado Raska Rodrigues (PV), que é presidente da comissão, informou que Eliana deve ser demitida sumariamente. Até a última atualização desta reportagem, o G1 não conseguiu contato com a defesa de Eliana Correa. Funcionária da Alep estava entre presos suspeitos de integrar quadrilha que explodia caixas eletrônicos no Paraná Reprodução/RPC A mulher também já trabalhou como assistente de gabinete do deputado Luiz Cláudio Romanelli (PSB), que afirmou que, durante o período em que ela exerceu a função, sempre se mostrou uma boa funcionária. Presa suspeita de integrar quadrilha que explodia caixas eletrônicos em Curitiba e Região é funcionária comissionada, segundo o portal da Alep Reprodução/RPC Investigação A Polícia Civil, afirma que o grupo preso durante a operação, do qual fazia parte a funcionária, é suspeito pela explosão de um caixa eletrônico em Rio Branco do Sul, na Região de Curitiba, na madrugada de quarta-feira (18), além de crimes em outros seis bancos. Eles também são investigados por participação na tentativa de roubo a carros-fortes registrada na BR-376, em Palmeira, nos Campos Gerais, em fevereiro deste ano. Veja mais notícias do estado no G1 Paraná.




Pesquisadores já sabem que algumas das variedades do grão são mais suscetíveis à estria bacteriana. Entenda a nova doença chamada estria bacteriana que preocupa produtores de milho O Instituto Agronômico do Paraná (Iapar) trabalha no combate a uma nova doença que pode reduzir pela metade a produtividade do milho. Pesquisadores já sabem que, entre as quase 500 variedades do grão, cerca de 10% são mais suscetíveis à estria bacteriana. Assista à reportagem do Caminhos do Campo. A doença foi descoberta na África do Sul, em 1949, e chegou aos Estados Unidos há cerca de dois anos. Depois foi identificada na Argentina e, mais recentemente, no Paraná. No estado, a bactéria teve mais incidência na região oeste, mas também há casos na região norte. Estria bacteriana pode reduzir até pela metade a produtividade do milho, segundo pesquisadores Reprodução/RPC Veja mais notícias na página do Caminhos do Campo.
Iapar trabalha no combate à nova doença que pode reduzir a produtividade do milho

Pesquisadores já sabem que algumas das variedades do grão são mais suscetíveis à estria bacteriana. Entenda a nova doença chamada estria bacteriana que preocupa produtores de milho O Instituto Agronômico do Paraná (Iapar) trabalha no combate a uma nova doença que pode reduzir pela metade a produtividade do milho. Pesquisadores já sabem que, entre as quase 500 variedades do grão, cerca de 10% são mais suscetíveis à estria bacteriana. Assista à reportagem do Caminhos do Campo. A doença foi descoberta na África do Sul, em 1949, e chegou aos Estados Unidos há cerca de dois anos. Depois foi identificada na Argentina e, mais recentemente, no Paraná. No estado, a bactéria teve mais incidência na região oeste, mas também há casos na região norte. Estria bacteriana pode reduzir até pela metade a produtividade do milho, segundo pesquisadores Reprodução/RPC Veja mais notícias na página do Caminhos do Campo.




Receita é uma adaptação paranaense de torta holandesa. Torta holandesa ganha adaptação paranaense O Caminhos do Campo deste domingo (22) ensinou a preparar a receita de torta caipira recheada com carne e pinhão, a adaptação paranaense de uma torta holandesa. O quitute é servido no Parque de Carambeí, nos Campos Gerais do Paraná, e a cozinheira do local, Karine Vanessa da Cruz, ensina como preparar essa delícia. Veja como fazer. Torta caipira de carne com pinhão Ingredientes Massa 500 g de farinha de trigo; 300 g de manteiga; 15 g de fermento; 20 g de sal; 3 gemas; 80 ml de iogurte natural. Recheio 800 g de carne bovina; 4 cebolas; 3 pimentas vermelhas; 100 g de vermelha; 60 g de páprica picante; 50 g de noz-moscada; 3 dentes de alho; 800 g de pinhão cozido; 200 g de caldo de carne; 300 g de bacon; 200 g de farinha de trigo; 1 caixa de creme de leite. Modo de preparo Comece pelo recheio. Triture a cebola, a pimenta e o alho. Reserve. Doure a carne cortada em cubos na manteiga derretida. Acrescente o bacon, depois o caldo de carne. Mexa. Depois inclua os temperos triturados. Mexa novamente. Coloque a páprica, a noz-moscada e 500 gramas do pinhão já cozido. Mexa. Acrescente a farinha de trigo. Desligue o fogo e coloque o creme de leite. Enquanto o recheio pronto esfria, faça a massa. Misture a manteiga com as gemas, o iogurte natural, o sal e o fermento. Mexa. Acrescente a farinha de trigo aos poucos até o ponto de a massa não grudar nas mãos. Amasse bem com as mãos. Com um rolo abra e estique a massa. Coloque na forma. Use o restante do pinhão cozido e triturado forrando o fundo da massa. Acrescente todo o recheio e cubra com mais massa. A torta assa em 40 minutos. Torta recheada com carne e pinhão é adaptação paranaense de uma receita holandesa Reprodução/RPC Veja mais notícias do campo na página Caminhos do Campo.
Aprenda a preparar uma torta caipira recheada com carne e pinhão

Receita é uma adaptação paranaense de torta holandesa. Torta holandesa ganha adaptação paranaense O Caminhos do Campo deste domingo (22) ensinou a preparar a receita de torta caipira recheada com carne e pinhão, a adaptação paranaense de uma torta holandesa. O quitute é servido no Parque de Carambeí, nos Campos Gerais do Paraná, e a cozinheira do local, Karine Vanessa da Cruz, ensina como preparar essa delícia. Veja como fazer. Torta caipira de carne com pinhão Ingredientes Massa 500 g de farinha de trigo; 300 g de manteiga; 15 g de fermento; 20 g de sal; 3 gemas; 80 ml de iogurte natural. Recheio 800 g de carne bovina; 4 cebolas; 3 pimentas vermelhas; 100 g de vermelha; 60 g de páprica picante; 50 g de noz-moscada; 3 dentes de alho; 800 g de pinhão cozido; 200 g de caldo de carne; 300 g de bacon; 200 g de farinha de trigo; 1 caixa de creme de leite. Modo de preparo Comece pelo recheio. Triture a cebola, a pimenta e o alho. Reserve. Doure a carne cortada em cubos na manteiga derretida. Acrescente o bacon, depois o caldo de carne. Mexa. Depois inclua os temperos triturados. Mexa novamente. Coloque a páprica, a noz-moscada e 500 gramas do pinhão já cozido. Mexa. Acrescente a farinha de trigo. Desligue o fogo e coloque o creme de leite. Enquanto o recheio pronto esfria, faça a massa. Misture a manteiga com as gemas, o iogurte natural, o sal e o fermento. Mexa. Acrescente a farinha de trigo aos poucos até o ponto de a massa não grudar nas mãos. Amasse bem com as mãos. Com um rolo abra e estique a massa. Coloque na forma. Use o restante do pinhão cozido e triturado forrando o fundo da massa. Acrescente todo o recheio e cubra com mais massa. A torta assa em 40 minutos. Torta recheada com carne e pinhão é adaptação paranaense de uma receita holandesa Reprodução/RPC Veja mais notícias do campo na página Caminhos do Campo.




Estado deve produzir 9,4 toneladas de milho, quase 30% menos do que o total da safra anterior. Começa a colheita de milho no Paraná com estimativa de queda de produção Produtores de milho do Paraná iniciaram a colheita do grão com estimativa de queda no volume de produção. Segundo dados do Departamento de Economia Rural (Deral), o estado deve produzir 9,4 toneladas de milho. O montante é quase 30% menor do que o total da safra anterior. A área plantada também apresentou queda: de 2,1 milhões de hectares neste ano. Os produtores alegam que a falta de chuva, o frio e outras condições climáticas influenciam a queda na produção. Além disso, especialistas afirmam que o período de plantio também influenciou na perspectiva de queda. "O produtor entrou plantando em um período mais tardio do que o momento ideal por conta da colheita da safra verão", afirma a técnica agrícola Jovir Esser. Assista à reportagem acima. Paraná inicia colheita de milho com estimativa de queda na produção Reprodução/RPC Veja mais notícias na página do Caminhos do Campo.
Paraná inicia colheita de milho com estimativa de queda na produção

Estado deve produzir 9,4 toneladas de milho, quase 30% menos do que o total da safra anterior. Começa a colheita de milho no Paraná com estimativa de queda de produção Produtores de milho do Paraná iniciaram a colheita do grão com estimativa de queda no volume de produção. Segundo dados do Departamento de Economia Rural (Deral), o estado deve produzir 9,4 toneladas de milho. O montante é quase 30% menor do que o total da safra anterior. A área plantada também apresentou queda: de 2,1 milhões de hectares neste ano. Os produtores alegam que a falta de chuva, o frio e outras condições climáticas influenciam a queda na produção. Além disso, especialistas afirmam que o período de plantio também influenciou na perspectiva de queda. "O produtor entrou plantando em um período mais tardio do que o momento ideal por conta da colheita da safra verão", afirma a técnica agrícola Jovir Esser. Assista à reportagem acima. Paraná inicia colheita de milho com estimativa de queda na produção Reprodução/RPC Veja mais notícias na página do Caminhos do Campo.




Prazo para inscrição começa neste domingo (22) e termina em 5 de agosto; podem ser inscritos acompanhamentos, entradas, saladas, pratos principais e sobremesas. Inscrição para concurso de receitas do Caminhos do Campo começa neste domingo (22) Arte/ RPC O programa Caminhos do Campo abre neste domingo (22) as inscrições para mais uma edição do concurso de receitas paranaenses. O prazo para se inscrever termina em 5 de agosto. Você gosta de cozinha? Tem aquela receita tradicional na família e quer mostrar para todo o estado? Então, faça a sua inscrição. Além de ter a sua receita conhecida, você pode ganhar uma televisão de LED 55” Full HD ou um kit Caminhos do Campo. Veja o regulamento. Quanto mais receitas você enviar, mais chances de ir para a final e aparecer no Caminhos do Campo. Podem participar receitas de pratos de entrada, acompanhamentos, saladas, pratos principais e sobremesas. Cronograma Inscrição: de 22 de julho a 5 agosto de 2018 Seleção das receitas: de 6 a 21 de agosto Divulgação das 8 finalistas: 26 de agosto Exibição reportagens: 16, 23 e 30 de setembro; 7 , 14, 21 e 28 outubro e 4 de novembro Votação: 4 a 20 de novembro Divulgação do vencedor: 25 de novembro Exibição VT com vencedor e entrega do prêmio (TV LED 55”): 2 de dezembro Dica Não se esqueça de enviar o passo a passo detalhado para o preparo das receitas: escreva um breve comentário sobre a receita. Coloque os ingredientes, medidas, tempo de preparo, modo de fazer, tudo bem explicadinho. Envie também uma foto caprichada da sua delícia. Veja mais notícias do estado em G1 Paraná.
Participe do Concurso de Receitas do Caminhos do Campo 2018

Prazo para inscrição começa neste domingo (22) e termina em 5 de agosto; podem ser inscritos acompanhamentos, entradas, saladas, pratos principais e sobremesas. Inscrição para concurso de receitas do Caminhos do Campo começa neste domingo (22) Arte/ RPC O programa Caminhos do Campo abre neste domingo (22) as inscrições para mais uma edição do concurso de receitas paranaenses. O prazo para se inscrever termina em 5 de agosto. Você gosta de cozinha? Tem aquela receita tradicional na família e quer mostrar para todo o estado? Então, faça a sua inscrição. Além de ter a sua receita conhecida, você pode ganhar uma televisão de LED 55” Full HD ou um kit Caminhos do Campo. Veja o regulamento. Quanto mais receitas você enviar, mais chances de ir para a final e aparecer no Caminhos do Campo. Podem participar receitas de pratos de entrada, acompanhamentos, saladas, pratos principais e sobremesas. Cronograma Inscrição: de 22 de julho a 5 agosto de 2018 Seleção das receitas: de 6 a 21 de agosto Divulgação das 8 finalistas: 26 de agosto Exibição reportagens: 16, 23 e 30 de setembro; 7 , 14, 21 e 28 outubro e 4 de novembro Votação: 4 a 20 de novembro Divulgação do vencedor: 25 de novembro Exibição VT com vencedor e entrega do prêmio (TV LED 55”): 2 de dezembro Dica Não se esqueça de enviar o passo a passo detalhado para o preparo das receitas: escreva um breve comentário sobre a receita. Coloque os ingredientes, medidas, tempo de preparo, modo de fazer, tudo bem explicadinho. Envie também uma foto caprichada da sua delícia. Veja mais notícias do estado em G1 Paraná.




Segundo a polícia, os policiais só chegaram ao local porque perseguiam um homem com um celular rastreado que foi roubado. Mil pé de maconha foram encontrados em casa em Pinhais PM/Divulgação A Polícia Militar (PM) encontrou neste sábado (21) cerca de 1 mil pés de maconha em um casa no bairro Alphaville, em Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba. Três pessoas foram presas no local, onde havia uma estufa para as plantas. Segundo a PM, os policiais só chegaram ao local porque perseguiam um homem com um celular rastreado que foi roubado. Durante a fuga do suspeito, os PMs sentiram um forte cheiro de maconha e chegaram à casa. O trio detido foi levado para a Delegacia de Pinhais. O homem com o celular roubado conseguiu fugir. Veja mais notícias do estado no G1 Paraná.
PM encontra 1 mil pés de maconha em casa no Alphaville, na Região de Curitiba

Segundo a polícia, os policiais só chegaram ao local porque perseguiam um homem com um celular rastreado que foi roubado. Mil pé de maconha foram encontrados em casa em Pinhais PM/Divulgação A Polícia Militar (PM) encontrou neste sábado (21) cerca de 1 mil pés de maconha em um casa no bairro Alphaville, em Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba. Três pessoas foram presas no local, onde havia uma estufa para as plantas. Segundo a PM, os policiais só chegaram ao local porque perseguiam um homem com um celular rastreado que foi roubado. Durante a fuga do suspeito, os PMs sentiram um forte cheiro de maconha e chegaram à casa. O trio detido foi levado para a Delegacia de Pinhais. O homem com o celular roubado conseguiu fugir. Veja mais notícias do estado no G1 Paraná.




Homens invadiram casa em Rancho Alegre d'Oeste, levaram objetos de valor e fizeram familiares reféns. Polícia conseguiu identificá-los e e encontrar as vítimas. Colete roubado de banco, drogas e munição foram encontrados com os ladrões PM/Divulgação Duas pessoas da mesma família foram mantidas reféns por homens armados neste sábado (21), em Rancho Alegre d'Oeste, no noroeste do Paraná. Segundo a Polícia Militar (PM), dois homens invadiram a casa da família e deram voz de assalto. Eles levaram objetos de valor, como relógios, joias, celulares e uma televisão. Uma terceira vítima, que se manteve na casa, avisou a polícia. Quase duas horas depois, a Polícia Militar de Goioerê identificou a caminhonete em que os assaltantes estavam na cidade. Ao serem abordados, os suspeitos confessaram o assalto e disseram que os reféns estavam amarrados em local próximo ao Rio Caracol, em Rancho Alegre d'Oeste. Eles foram prontamente encontrados pela polícia. Na casa dos assaltantes, a PM diz ter localizados uma arma, munição, uma balança de precisão e um colete à prova de balas levado em um assalto a banco, em 25 de abril, também em Rancho Alegre d'Oeste. Um terceiro envolvido, tio de um assaltantes, também foi preso. Todos foram levados para a Delegacia de Goioerê. Veja mais notícias da região no G1 Norte e Noroeste.
Duas pessoas da mesma família são feitas reféns em assalto no noroeste do Paraná

Homens invadiram casa em Rancho Alegre d'Oeste, levaram objetos de valor e fizeram familiares reféns. Polícia conseguiu identificá-los e e encontrar as vítimas. Colete roubado de banco, drogas e munição foram encontrados com os ladrões PM/Divulgação Duas pessoas da mesma família foram mantidas reféns por homens armados neste sábado (21), em Rancho Alegre d'Oeste, no noroeste do Paraná. Segundo a Polícia Militar (PM), dois homens invadiram a casa da família e deram voz de assalto. Eles levaram objetos de valor, como relógios, joias, celulares e uma televisão. Uma terceira vítima, que se manteve na casa, avisou a polícia. Quase duas horas depois, a Polícia Militar de Goioerê identificou a caminhonete em que os assaltantes estavam na cidade. Ao serem abordados, os suspeitos confessaram o assalto e disseram que os reféns estavam amarrados em local próximo ao Rio Caracol, em Rancho Alegre d'Oeste. Eles foram prontamente encontrados pela polícia. Na casa dos assaltantes, a PM diz ter localizados uma arma, munição, uma balança de precisão e um colete à prova de balas levado em um assalto a banco, em 25 de abril, também em Rancho Alegre d'Oeste. Um terceiro envolvido, tio de um assaltantes, também foi preso. Todos foram levados para a Delegacia de Goioerê. Veja mais notícias da região no G1 Norte e Noroeste.




Carro em que ela estava seguia no sentido Toledo quando um caminhão invadiu a pista contrária, de acordo com a PRF. Mãe da vítima, de 57 anos, ficou em estado grave. Carro bateu de frente com caminhão na PR-163 PRF/Divulgação Uma mulher de 36 anos morreu na tarde deste sábado (21) após bater de frente com um caminhão na BR-163, em Cascavel, no oeste do Paraná. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o carro em que ela estava seguia no sentido Toledo, quando o caminhão invadiu a pista contrária e bateu de frente. A mulher morreu na hora. A mãe da vítima, de 57 anos, foi levada a um hospital em estado grave. O pai, de 60 anos, teve ferimentos leves. Batida foi no começo da tarde deste sábado PRF/Divulgação O motorista do caminhão passou por teste de bafômetro, que indicou que ele não havia bebido. A PRF diz acreditar que ele invadiu a pista contrária para desviar de um carro. Outra morte na mesma rodovia Um outro acidente na mesma rodovia, em trecho próximo, deixou um homem de 53 anos morto também neste sábado. Segundo a polícia, ele capotou o carro em trecho próximo ao Contorno Oeste de Cascavel. Veja mais notícias da região no G1 Oeste e Sudoeste.
Mulher morre ao bater de frente com caminhão na BR-163, em Cascavel

Carro em que ela estava seguia no sentido Toledo quando um caminhão invadiu a pista contrária, de acordo com a PRF. Mãe da vítima, de 57 anos, ficou em estado grave. Carro bateu de frente com caminhão na PR-163 PRF/Divulgação Uma mulher de 36 anos morreu na tarde deste sábado (21) após bater de frente com um caminhão na BR-163, em Cascavel, no oeste do Paraná. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o carro em que ela estava seguia no sentido Toledo, quando o caminhão invadiu a pista contrária e bateu de frente. A mulher morreu na hora. A mãe da vítima, de 57 anos, foi levada a um hospital em estado grave. O pai, de 60 anos, teve ferimentos leves. Batida foi no começo da tarde deste sábado PRF/Divulgação O motorista do caminhão passou por teste de bafômetro, que indicou que ele não havia bebido. A PRF diz acreditar que ele invadiu a pista contrária para desviar de um carro. Outra morte na mesma rodovia Um outro acidente na mesma rodovia, em trecho próximo, deixou um homem de 53 anos morto também neste sábado. Segundo a polícia, ele capotou o carro em trecho próximo ao Contorno Oeste de Cascavel. Veja mais notícias da região no G1 Oeste e Sudoeste.




Vítimas foram encaminhados para hospitais da cidade. Delegacia de Homicídios vai investigar o caso. Muro do Creslon ficou marcado pelos disparos da manhã deste sábado; na zona leste de Londrina Reprodução/RPC A Polícia Civil suspeita que uma disputa entre criminosos rivais da Vila Rica e do Jardim Santiago, em Londrina, no norte do Paraná, deixou dois baleados na rua em frente ao Centro de Reintegração Social da cidade (Creslon), na manhã deste sábado (21). Até a publicação desta reportagem, o G1 não tinha conseguido informações sobre o estado de saúde atualizado dos feridos. Câmeras de segurança registraram o momento em que dois homens são baleados, por volta das 6h20 deste sábado (21). Assista ao vídeo no fim da reportagem; as imagens são fortes. A reportagem contém imagens fortes Arte/G1 As imagens mostram várias pessoas na rua – no momento dos disparos, 98 presos do regime semiaberto saiam da unidade com autorização para visitar a família, segundo a Polícia Civil. No vídeo é possível ver um homem de camiseta preta parado na esquina que, conforme a polícia, não era interno da unidade. Um dos internos do Creslon, que vestia camiseta vermelha e carregava algumas bolsas, para por alguns instantes no meio da rua e parece arrumar a roupa. Quase ao mesmo momento em que o homem de vermelho caminha em direção à calçada, o que estava parado na esquina vai em direção a um carro vermelho que se aproxima. É quando ocorrem os disparos. O homem de camiseta preta é atingido e cai no meio da rua. Mesmo assim ele ainda atira em direção ao carro, que vira para a esquerda e não aparece mais no vídeo. O homem de camiseta vermelha também é atingido e fica caído na rua, perto do meio-fio. Ainda de acordo com a Polícia Civil, ele não é de Londrina e não tem relação com a suposta rixa. Em seguida, um carro prata estaciona ao lado do homem caído no meio da rua e ele é colocado no banco de trás antes do veículo deixar o local. A Delegacia de Homicídios de Londrina vai investigar o caso e informou que apura se outro crime, que aconteceu na sequência e deixou um homem morto e outro ferido no Jardim Santiago, também na manhã deste sábado, tem relação com a ocorrência em frente ao Creslon. Ainda de acordo com a Polícia Civil, outras informações não serão divulgadas por enquanto para não atrapalhar as investigações. Dois homens são baleados em frente ao Creslon em Londrina Veja mais notícias na região no G1 Norte e Noroeste.
Polícia suspeita que disputa entre criminosos deixou dois baleados em Londrina

Vítimas foram encaminhados para hospitais da cidade. Delegacia de Homicídios vai investigar o caso. Muro do Creslon ficou marcado pelos disparos da manhã deste sábado; na zona leste de Londrina Reprodução/RPC A Polícia Civil suspeita que uma disputa entre criminosos rivais da Vila Rica e do Jardim Santiago, em Londrina, no norte do Paraná, deixou dois baleados na rua em frente ao Centro de Reintegração Social da cidade (Creslon), na manhã deste sábado (21). Até a publicação desta reportagem, o G1 não tinha conseguido informações sobre o estado de saúde atualizado dos feridos. Câmeras de segurança registraram o momento em que dois homens são baleados, por volta das 6h20 deste sábado (21). Assista ao vídeo no fim da reportagem; as imagens são fortes. A reportagem contém imagens fortes Arte/G1 As imagens mostram várias pessoas na rua – no momento dos disparos, 98 presos do regime semiaberto saiam da unidade com autorização para visitar a família, segundo a Polícia Civil. No vídeo é possível ver um homem de camiseta preta parado na esquina que, conforme a polícia, não era interno da unidade. Um dos internos do Creslon, que vestia camiseta vermelha e carregava algumas bolsas, para por alguns instantes no meio da rua e parece arrumar a roupa. Quase ao mesmo momento em que o homem de vermelho caminha em direção à calçada, o que estava parado na esquina vai em direção a um carro vermelho que se aproxima. É quando ocorrem os disparos. O homem de camiseta preta é atingido e cai no meio da rua. Mesmo assim ele ainda atira em direção ao carro, que vira para a esquerda e não aparece mais no vídeo. O homem de camiseta vermelha também é atingido e fica caído na rua, perto do meio-fio. Ainda de acordo com a Polícia Civil, ele não é de Londrina e não tem relação com a suposta rixa. Em seguida, um carro prata estaciona ao lado do homem caído no meio da rua e ele é colocado no banco de trás antes do veículo deixar o local. A Delegacia de Homicídios de Londrina vai investigar o caso e informou que apura se outro crime, que aconteceu na sequência e deixou um homem morto e outro ferido no Jardim Santiago, também na manhã deste sábado, tem relação com a ocorrência em frente ao Creslon. Ainda de acordo com a Polícia Civil, outras informações não serão divulgadas por enquanto para não atrapalhar as investigações. Dois homens são baleados em frente ao Creslon em Londrina Veja mais notícias na região no G1 Norte e Noroeste.



Investigação apura se ex-governador do Paraná cometeu crimes no processo de licitação para duplicação da PR-323. O caso havia sido enviado por Moro à Justiça Eleitoral em junho. Justiça eleitoral devolve para Moro investigação sobre Beto Richa A juíza eleitoral Mayra Rocco Stainsack devolveu ao juiz federal Sérgio Moro o inquérito que apura se o ex-governador do Paraná e pré-candidato ao Senado Beto Richa (PSDB) cometeu crimes no processo de licitação para duplicação da PR-323. Os autos haviam sido enviados por Moro à Justiça Eleitoral em junho. De acordo com a investigação, Richa favoreceu a Odebrecht em troca de pagamento, via caixa dois, de R$ 2,5 milhões. Ao encaminhar à Justiça Eleitoral, Moro pediu que o caso fosse devolvido a ele, para que a investigação de crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e fraude à licitação continuassem. No despacho de encaminhamento, o juiz federal alegou que a competência do caso é da Justiça Federal e não da Justiça Eleitoral. "Não se trata de mero caixa dois de campanha", afirmou o juiz, que é o responsável pelos processos da Operação Lava Jato na 1ª instância. Agora, a juíza eleitoral concluiu que "os delitos eleitorais e os de competência da Justiça Federal Comum são autônomos e podem ser apurados separadamente, não havendo possibilidade de decisões contraditórias justamente por serem delitos independentes, sendo indiferente terem sido praticados, em tese, pelo mesmo agente público". A defesa do ex-governador Beto Richa afirmou que apresentou recurso ao Tribunal Regional Eleitoral por entender que a decisão unânime da Corte Especial do Superior Tribunal de Justiça está sendo descumprida. O diretório Estadual do PSDB diz que reitera que todas as doações eleitorais referentes às eleições de 2014 foram recebidas em conformidade com a legislação eleitoral vigente. Recurso da defesa A Corte Especial do Superior Tribunal de Justiça (STJ) acolheu um recurso da defesa de Richa e determinou que o fosse encaminhado para a Justiça Eleitoral do Paraná, em 20 de junho. A investigação foi para a primeira instância depois que Richa renunciou ao cargo de governador, em abril deste ano, para disputar as eleições e perdeu o foro privilegiado. A defesa do ex-governador recorreu do envio do caso à Justiça Federal e, por unanimidade, os ministros do STJ decidiram que essa parte do inquérito que estava com Moro deve ser analisada exclusivamente pela Justiça Eleitoral. O caso trata principalmente da duplicação da PR-323 e investiga suposto favorecimento à Odebrecht em troca de dinheiro para a campanha de reeleição de Richa ao governo, em 2014. À época, por meio de nota, Beto Richa afirmou que a decisão do STJ "é perfeita e justa, ao reconhecer a competência exclusiva da Justiça Eleitoral, onde os fatos serão devidamente esclarecidos". Áudios de ex-chefe de gabinete Áudios entre Deonilson Roldo, ex-chefe de gabinete de Richa, e um construtor que teria interesse em participar de uma licitação do projeto de duplicação da PR-323, indicam que o governo Richa atuou na tentativa de direcionar a licitação para a Odebrecht na obra à época da sua reeleição para governador, em 2014. O custo total da obra, que seria realizada no noroeste do Paraná, ficaria em R$ 7 bilhões. A Odebrecht venceu a licitação, mas o projeto nunca saiu do papel. O construtor é Pedro Rache, diretor-executivo da Contern, uma construtora do grupo Bertin, que teria interesse em participar da licitação. A governadora Cida Borghetti (PP) determinou a exoneração de Deonilson Roldo de diretor da Copel e de outros cinco cargos que ocupava no Governo do Paraná. Veja mais notícias do estado no G1 Paraná.
Justiça Eleitoral devolve inquérito sobre Beto Richa para Sérgio Moro
Investigação apura se ex-governador do Paraná cometeu crimes no processo de licitação para duplicação da PR-323. O caso havia sido enviado por Moro à Justiça Eleitoral em junho. Justiça eleitoral devolve para Moro investigação sobre Beto Richa A juíza eleitoral Mayra Rocco Stainsack devolveu ao juiz federal Sérgio Moro o inquérito que apura se o ex-governador do Paraná e pré-candidato ao Senado Beto Richa (PSDB) cometeu crimes no processo de licitação para duplicação da PR-323. Os autos haviam sido enviados por Moro à Justiça Eleitoral em junho. De acordo com a investigação, Richa favoreceu a Odebrecht em troca de pagamento, via caixa dois, de R$ 2,5 milhões. Ao encaminhar à Justiça Eleitoral, Moro pediu que o caso fosse devolvido a ele, para que a investigação de crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e fraude à licitação continuassem. No despacho de encaminhamento, o juiz federal alegou que a competência do caso é da Justiça Federal e não da Justiça Eleitoral. "Não se trata de mero caixa dois de campanha", afirmou o juiz, que é o responsável pelos processos da Operação Lava Jato na 1ª instância. Agora, a juíza eleitoral concluiu que "os delitos eleitorais e os de competência da Justiça Federal Comum são autônomos e podem ser apurados separadamente, não havendo possibilidade de decisões contraditórias justamente por serem delitos independentes, sendo indiferente terem sido praticados, em tese, pelo mesmo agente público". A defesa do ex-governador Beto Richa afirmou que apresentou recurso ao Tribunal Regional Eleitoral por entender que a decisão unânime da Corte Especial do Superior Tribunal de Justiça está sendo descumprida. O diretório Estadual do PSDB diz que reitera que todas as doações eleitorais referentes às eleições de 2014 foram recebidas em conformidade com a legislação eleitoral vigente. Recurso da defesa A Corte Especial do Superior Tribunal de Justiça (STJ) acolheu um recurso da defesa de Richa e determinou que o fosse encaminhado para a Justiça Eleitoral do Paraná, em 20 de junho. A investigação foi para a primeira instância depois que Richa renunciou ao cargo de governador, em abril deste ano, para disputar as eleições e perdeu o foro privilegiado. A defesa do ex-governador recorreu do envio do caso à Justiça Federal e, por unanimidade, os ministros do STJ decidiram que essa parte do inquérito que estava com Moro deve ser analisada exclusivamente pela Justiça Eleitoral. O caso trata principalmente da duplicação da PR-323 e investiga suposto favorecimento à Odebrecht em troca de dinheiro para a campanha de reeleição de Richa ao governo, em 2014. À época, por meio de nota, Beto Richa afirmou que a decisão do STJ "é perfeita e justa, ao reconhecer a competência exclusiva da Justiça Eleitoral, onde os fatos serão devidamente esclarecidos". Áudios de ex-chefe de gabinete Áudios entre Deonilson Roldo, ex-chefe de gabinete de Richa, e um construtor que teria interesse em participar de uma licitação do projeto de duplicação da PR-323, indicam que o governo Richa atuou na tentativa de direcionar a licitação para a Odebrecht na obra à época da sua reeleição para governador, em 2014. O custo total da obra, que seria realizada no noroeste do Paraná, ficaria em R$ 7 bilhões. A Odebrecht venceu a licitação, mas o projeto nunca saiu do papel. O construtor é Pedro Rache, diretor-executivo da Contern, uma construtora do grupo Bertin, que teria interesse em participar da licitação. A governadora Cida Borghetti (PP) determinou a exoneração de Deonilson Roldo de diretor da Copel e de outros cinco cargos que ocupava no Governo do Paraná. Veja mais notícias do estado no G1 Paraná.



Partidos fizeram convenção conjunta, em Curitiba, neste sábado. Atual governadora terá candidatura definida em 5 de agosto, na convenção do Progressistas. O Partido Republicano da Ordem Social (PROS) e o Partido da Mulher Brasileira (PMB) decidiram apoiar a candidatura de Cida Borghetti (Progressistas) ao Governo do Paraná, em convenção realizada conjuntamente neste sábado (21), em Curitiba. Segundo os partidos, mais de 600 lideranças, entre prefeitos, vice-prefeitos e vereadores de todo o estado, participaram do evento. Os presidentes dos partidos, Toninho Wandscheer (PROS) e Alisson Wandscheer (PMB), também estiveram presentes. Cida Borghetti, atual governadora e ainda pré-candidata, terá a candidatura definida em 5 de agosto, data marcada para a convenção do Progressistas. Veja mais notícias do estado no G1 Paraná.
PROS e PMB decidem apoiar candidatura de Cida Borghetti ao Governo do Paraná
Partidos fizeram convenção conjunta, em Curitiba, neste sábado. Atual governadora terá candidatura definida em 5 de agosto, na convenção do Progressistas. O Partido Republicano da Ordem Social (PROS) e o Partido da Mulher Brasileira (PMB) decidiram apoiar a candidatura de Cida Borghetti (Progressistas) ao Governo do Paraná, em convenção realizada conjuntamente neste sábado (21), em Curitiba. Segundo os partidos, mais de 600 lideranças, entre prefeitos, vice-prefeitos e vereadores de todo o estado, participaram do evento. Os presidentes dos partidos, Toninho Wandscheer (PROS) e Alisson Wandscheer (PMB), também estiveram presentes. Cida Borghetti, atual governadora e ainda pré-candidata, terá a candidatura definida em 5 de agosto, data marcada para a convenção do Progressistas. Veja mais notícias do estado no G1 Paraná.




Assista aos vídeos dos telejornais com as notícias do Paraná. Assista aos vídeos dos telejornais com as notícias do Paraná.
VÍDEOS: Paraná TV 1ª edição de sábado, 21 de julho

Assista aos vídeos dos telejornais com as notícias do Paraná. Assista aos vídeos dos telejornais com as notícias do Paraná.



Deputado estadual tem 37 anos foi lançado candidato neste sábado (21), em convenção realizada em Curitiba. PSD oficializa candidatura de Ratinho Jr. ao Governo do Paraná O Partido Social Democrático (PSD) oficializou neste sábado (21), em convenção realizada em Curitiba, a candidatura do deputado estadual Ratinho Junior ao Governo do Paraná. Ele tem 37 anos e já foi deputado federal, secretário estadual de Desenvolvimento Urbano e presidente do Paraná Cidade. Ratinho também se candidatou à Prefeitura de Curitiba, em 2012, sendo derrotado por Gustavo Fruet (PDT). Nas eleições de 2014, foi o deputado estadual mais votado do estado, com mais de 300 mil votos. O que disse o candidato Ratinho Junior disse que, durante a convenção partidária, que montou um grande equipe para trabalhar no plano de governo. "Mais de 350 pessoas trabalhando há mais de um ano nesse plano de governo. Por isso, nós temos a garantia de que o plano de governo do nosso projeto é o mais inovador e, acima de tudo, o mais ousado para poder resgatar a esperança do povo do Paraná na política paranaense e brasileira" Veja mais notícias do estado no G1 Paraná.
PSD oficializa candidatura de Ratinho Junior ao Governo do Paraná
Deputado estadual tem 37 anos foi lançado candidato neste sábado (21), em convenção realizada em Curitiba. PSD oficializa candidatura de Ratinho Jr. ao Governo do Paraná O Partido Social Democrático (PSD) oficializou neste sábado (21), em convenção realizada em Curitiba, a candidatura do deputado estadual Ratinho Junior ao Governo do Paraná. Ele tem 37 anos e já foi deputado federal, secretário estadual de Desenvolvimento Urbano e presidente do Paraná Cidade. Ratinho também se candidatou à Prefeitura de Curitiba, em 2012, sendo derrotado por Gustavo Fruet (PDT). Nas eleições de 2014, foi o deputado estadual mais votado do estado, com mais de 300 mil votos. O que disse o candidato Ratinho Junior disse que, durante a convenção partidária, que montou um grande equipe para trabalhar no plano de governo. "Mais de 350 pessoas trabalhando há mais de um ano nesse plano de governo. Por isso, nós temos a garantia de que o plano de governo do nosso projeto é o mais inovador e, acima de tudo, o mais ousado para poder resgatar a esperança do povo do Paraná na política paranaense e brasileira" Veja mais notícias do estado no G1 Paraná.




Crimes aconteceram em dois locais diferentes, nas zonas leste e oeste da cidade. Polícia investiga os casos. Quatro pessoas são baleadas no início da manhã em Londrina Ao menos quatro pessoas foram baleadas na manhã deste sábado (21), nas zonas leste e oeste de Londrina, no norte do Paraná. Uma delas não resistiu aos ferimentos e morreu, de acordo com a polícia. O primeiro crime ocorreu por volta das 6h20, em frente ao Centro de Reintegração Social de Londrina (Creslon), na zona leste da cidade, onde ficam os presos do regime semiaberto. Dois homens foram baleados e foram levados para hospitais. Um dos feridos é interno do Creslon e tinha acabado de deixar a instituição, graças a uma portaria de saída temporária. Câmeras de segurança flagraram a ação, e as imagens podem ajudar nas investigações. Perito encontrou sete cápsulas deflagradas em frente ao local do crime que ocorre na zona oeste de Londrina Reprodução/RPC O outro crime foi no Jardim Santiago, na zona oeste da cidade. Segundo o policial militar Murilo Macionk, os suspeitos chegaram de carro por volta das 7h30. “As informações que nós temos é que uma motocicleta parou em frente à casa de um dos indivíduos aqui e chamou por ele. Assim que ele saiu no portão dois indivíduos de um gol branco desembarcaram desse carro e começaram a efetuar os disparos”, disse Macionk. Guilherme Henrique Duarte, de 22 anos, morreu no local. Um outro homem que estava na casa também foi baleado, mas conseguiu fugir até a rua de trás, onde foi socorrido. As marcas dos tiros ficaram na parede da casa. Sete cápsulas de pistola foram encontradas pelo perito criminal. “Provavelmente alguma rixa, alguma coisa que eles deviam ter ali que motivou esse crime”, afirmou o policial. A polícia investiga a motivação dos crimes e vai apurar se há ligação entre eles. Veja mais notícias na região no G1 Norte e Noroeste.
Quatro pessoas são baleadas em Londrina; uma delas morreu

Crimes aconteceram em dois locais diferentes, nas zonas leste e oeste da cidade. Polícia investiga os casos. Quatro pessoas são baleadas no início da manhã em Londrina Ao menos quatro pessoas foram baleadas na manhã deste sábado (21), nas zonas leste e oeste de Londrina, no norte do Paraná. Uma delas não resistiu aos ferimentos e morreu, de acordo com a polícia. O primeiro crime ocorreu por volta das 6h20, em frente ao Centro de Reintegração Social de Londrina (Creslon), na zona leste da cidade, onde ficam os presos do regime semiaberto. Dois homens foram baleados e foram levados para hospitais. Um dos feridos é interno do Creslon e tinha acabado de deixar a instituição, graças a uma portaria de saída temporária. Câmeras de segurança flagraram a ação, e as imagens podem ajudar nas investigações. Perito encontrou sete cápsulas deflagradas em frente ao local do crime que ocorre na zona oeste de Londrina Reprodução/RPC O outro crime foi no Jardim Santiago, na zona oeste da cidade. Segundo o policial militar Murilo Macionk, os suspeitos chegaram de carro por volta das 7h30. “As informações que nós temos é que uma motocicleta parou em frente à casa de um dos indivíduos aqui e chamou por ele. Assim que ele saiu no portão dois indivíduos de um gol branco desembarcaram desse carro e começaram a efetuar os disparos”, disse Macionk. Guilherme Henrique Duarte, de 22 anos, morreu no local. Um outro homem que estava na casa também foi baleado, mas conseguiu fugir até a rua de trás, onde foi socorrido. As marcas dos tiros ficaram na parede da casa. Sete cápsulas de pistola foram encontradas pelo perito criminal. “Provavelmente alguma rixa, alguma coisa que eles deviam ter ali que motivou esse crime”, afirmou o policial. A polícia investiga a motivação dos crimes e vai apurar se há ligação entre eles. Veja mais notícias na região no G1 Norte e Noroeste.




De acordo com a PM, caso ocorreu na noite de sexta-feira (20). Há a suspeita de que rapaz tenha participado de outro crime na Vila Morangueira. Suspeitos fugiram após policial militar aposentado disparar durante tentativa de assalto a barbearia em Maringá Reprodução/RPC Um adolescente de 17 anos, suspeito de participar de uma tentativa de assalto a uma barbearia em Maringá, norte do Paraná, foi baleado na noite de sexta-feira (20), segundo a Polícia Militar (PM). Apesar dos ferimentos, o suspeito fugiu cerca de 1,5 quilômetro a pé, antes de ser localizado pela polícia. De acordo com a PM, a tentativa de roubo aconteceu por volta das 20h, em uma barbearia que fica na Rua Néo Alves Martins, na Vila Operária. O adolescente entrou no estabelecimento acompanhado de outros dois jovens e anunciou o assalto. Um policial aposentado, pai do dono da barbearia, sacou um revólver calibre 38 e disparou contra os assaltantes, que fugiram sem levar nada. "Entraram três rapazes na barbearia e deram a voz de assalto. O rapaz que levou os tiros estava mais na frente, tinha apontado a arma para mim. Os outros dois ficaram mais na retaguarda, perto da porta. Acho que tinha mais um com eles, dentro de um carro, esperando", diz o dono da barbearia, que não foi identificado por questões de segurança. Segundo ele, o salão foi aberto há três meses e essa foi a primeira tentativa de assalto. Dono de barbearia de Maringá, alvo de tentativa de assalto, informou que um carro aguardava os suspeitos do lado de fora Reprodução/RPC O adolescente foi atingido por dois disparos – um na perna, outro na virilha – e foi deixado para trás pelos comparsas, que fugiram em um carro. Ele foi localizado pela Polícia Militar na Avenida Horácio Raccanello Filho, próximo ao cruzamento com a Avenida Pedro Taques, a 1,5 km do local da tentativa de assalto. Ainda de acordo com a PM, minutos antes da tentativa de roubo à barbearia, o mesmo grupo é suspeito de assaltar uma padaria na Avenida Tuiuti, Vila Morangueira. "Com base nas imagens das câmeras de vigilância, as vítimas reconheceram as mesmas pessoas nos dois crimes", diz Israel Rodrigues, tenente da PM de Maringá. O suspeito baleado foi encaminhado pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o Hospital Universitário (HU) de Maringá. Junto com ele, os policiais apreenderam um revólver calibre 32, com quatro munições intactas e uma deflagrada. A assessoria do HU informou que o jovem está estável, consciente, aguarda novos exames e é escoltado por policiais militares. Conforme a PM, assim que tiver alta, o adolescente será encaminhado para a 9ª Subdivisão Policial. PM de Maringá suspeita que o mesmo grupo que tentou assaltar a barbearia, tenha participado de roubo a padaria que ocorreu minutos antes Reprodução/RPC Veja mais notícias na região no G1 Norte e Noroeste.
Adolescente suspeito de tentativa de assalto a barbearia é baleado em Maringá

De acordo com a PM, caso ocorreu na noite de sexta-feira (20). Há a suspeita de que rapaz tenha participado de outro crime na Vila Morangueira. Suspeitos fugiram após policial militar aposentado disparar durante tentativa de assalto a barbearia em Maringá Reprodução/RPC Um adolescente de 17 anos, suspeito de participar de uma tentativa de assalto a uma barbearia em Maringá, norte do Paraná, foi baleado na noite de sexta-feira (20), segundo a Polícia Militar (PM). Apesar dos ferimentos, o suspeito fugiu cerca de 1,5 quilômetro a pé, antes de ser localizado pela polícia. De acordo com a PM, a tentativa de roubo aconteceu por volta das 20h, em uma barbearia que fica na Rua Néo Alves Martins, na Vila Operária. O adolescente entrou no estabelecimento acompanhado de outros dois jovens e anunciou o assalto. Um policial aposentado, pai do dono da barbearia, sacou um revólver calibre 38 e disparou contra os assaltantes, que fugiram sem levar nada. "Entraram três rapazes na barbearia e deram a voz de assalto. O rapaz que levou os tiros estava mais na frente, tinha apontado a arma para mim. Os outros dois ficaram mais na retaguarda, perto da porta. Acho que tinha mais um com eles, dentro de um carro, esperando", diz o dono da barbearia, que não foi identificado por questões de segurança. Segundo ele, o salão foi aberto há três meses e essa foi a primeira tentativa de assalto. Dono de barbearia de Maringá, alvo de tentativa de assalto, informou que um carro aguardava os suspeitos do lado de fora Reprodução/RPC O adolescente foi atingido por dois disparos – um na perna, outro na virilha – e foi deixado para trás pelos comparsas, que fugiram em um carro. Ele foi localizado pela Polícia Militar na Avenida Horácio Raccanello Filho, próximo ao cruzamento com a Avenida Pedro Taques, a 1,5 km do local da tentativa de assalto. Ainda de acordo com a PM, minutos antes da tentativa de roubo à barbearia, o mesmo grupo é suspeito de assaltar uma padaria na Avenida Tuiuti, Vila Morangueira. "Com base nas imagens das câmeras de vigilância, as vítimas reconheceram as mesmas pessoas nos dois crimes", diz Israel Rodrigues, tenente da PM de Maringá. O suspeito baleado foi encaminhado pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o Hospital Universitário (HU) de Maringá. Junto com ele, os policiais apreenderam um revólver calibre 32, com quatro munições intactas e uma deflagrada. A assessoria do HU informou que o jovem está estável, consciente, aguarda novos exames e é escoltado por policiais militares. Conforme a PM, assim que tiver alta, o adolescente será encaminhado para a 9ª Subdivisão Policial. PM de Maringá suspeita que o mesmo grupo que tentou assaltar a barbearia, tenha participado de roubo a padaria que ocorreu minutos antes Reprodução/RPC Veja mais notícias na região no G1 Norte e Noroeste.



Passageiro da moto ficou ferido; acidente aconteceu na madrugada deste sábado (21), na Avenida Apucarana. Um motociclista de 26 anos morreu e o passageiro da moto ficou ferido depois de baterem contra um caminhão estacionado na Avenida Apucarana, em Umuarama, no noroeste do Paraná, segundo a Polícia Militar (PM). O acidente aconteceu na madrugada deste sábado (21). O passageiro da moto foi encaminhado pelo Corpo de Bombeiros para o Hospital São Paulo. Conforme a PM, o corpo do motociclista foi levado para o Instituto Médico-Legal de Umuarama. Veja mais notícias na região no G1 Norte e Noroeste.
Motociclista morre depois de bater contra caminhão estacionado, em Umuarama
Passageiro da moto ficou ferido; acidente aconteceu na madrugada deste sábado (21), na Avenida Apucarana. Um motociclista de 26 anos morreu e o passageiro da moto ficou ferido depois de baterem contra um caminhão estacionado na Avenida Apucarana, em Umuarama, no noroeste do Paraná, segundo a Polícia Militar (PM). O acidente aconteceu na madrugada deste sábado (21). O passageiro da moto foi encaminhado pelo Corpo de Bombeiros para o Hospital São Paulo. Conforme a PM, o corpo do motociclista foi levado para o Instituto Médico-Legal de Umuarama. Veja mais notícias na região no G1 Norte e Noroeste.




Motociclista foi socorrido e morreu no hospital; vítima não possuía habilitação, segundo a Polícia Rodoviária Federal. Batida entre moto e caminhonete matou uma pessoa na BR-376, em Tibagi Divulgação/PRF Uma batida entre uma caminhonete e uma moto deixou uma pessoa morta na BR-376, em Tibagi, na região dos Campos Gerais do Paraná, na noite de sexta-feira (20). A Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou que o motociclista, de 21 anos, chegou a ser socorrido, mas morreu no hospital. Ele não possuia Carteira Nacional de Habilitação (CNH), segundo a polícia. De acordo com a PRF, os veículos bateram de frente, no quilômetro 410 da rodovia, depois que o motociclista invadiu a pista contrária. O motorista da caminhonete não sofreu ferimentos. Veja mais notícias da região no G1 Campos Gerais e Sul.
Batida entre moto e caminhonete mata uma pessoa na BR-376, em Tibagi

Motociclista foi socorrido e morreu no hospital; vítima não possuía habilitação, segundo a Polícia Rodoviária Federal. Batida entre moto e caminhonete matou uma pessoa na BR-376, em Tibagi Divulgação/PRF Uma batida entre uma caminhonete e uma moto deixou uma pessoa morta na BR-376, em Tibagi, na região dos Campos Gerais do Paraná, na noite de sexta-feira (20). A Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou que o motociclista, de 21 anos, chegou a ser socorrido, mas morreu no hospital. Ele não possuia Carteira Nacional de Habilitação (CNH), segundo a polícia. De acordo com a PRF, os veículos bateram de frente, no quilômetro 410 da rodovia, depois que o motociclista invadiu a pista contrária. O motorista da caminhonete não sofreu ferimentos. Veja mais notícias da região no G1 Campos Gerais e Sul.




Acidente aconteceu na manhã deste sábado (21); segundo a Polícia Rodoviária Federal, uma passageira ficou ferida. Homem morreu após capotar carro na BR-163, em Cascavel Um homem de 53 anos morreu, na manhã deste sábado (21), depois de capotar um carro na BR-163, próximo ao Contorno Oeste de Cascavel, no oeste do Paraná. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o homem perdeu o controle da direção e caiu em um barranco às margens da rodovia. Uma passageira, de 28 anos, ficou ferida e foi encaminhada à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Tancredo Neves, em Cascavel. A PRF informou que há a suspeita de que o motorista tenha dormido ao volante. Motorista morreu depois de capotar um carro na BR-163, na manhã deste sábado (21) Cícero Bittencourt/RPC Cascavel Motorista capotou o carro na manhã deste sábado (21), em Cascavel Cícero Bittencourt/RPC Cascavel Veja mais notícias da região no G1 Oeste e Sudoeste.
Homem morre depois de capotar carro na BR-163, em Cascavel

Acidente aconteceu na manhã deste sábado (21); segundo a Polícia Rodoviária Federal, uma passageira ficou ferida. Homem morreu após capotar carro na BR-163, em Cascavel Um homem de 53 anos morreu, na manhã deste sábado (21), depois de capotar um carro na BR-163, próximo ao Contorno Oeste de Cascavel, no oeste do Paraná. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o homem perdeu o controle da direção e caiu em um barranco às margens da rodovia. Uma passageira, de 28 anos, ficou ferida e foi encaminhada à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Tancredo Neves, em Cascavel. A PRF informou que há a suspeita de que o motorista tenha dormido ao volante. Motorista morreu depois de capotar um carro na BR-163, na manhã deste sábado (21) Cícero Bittencourt/RPC Cascavel Motorista capotou o carro na manhã deste sábado (21), em Cascavel Cícero Bittencourt/RPC Cascavel Veja mais notícias da região no G1 Oeste e Sudoeste.




Serviço foi interrompido depois de um acidente com caminhão, no distrito Sumaré; Prefeitura informou que situação deve ser normalizada até terça-feira (24). Prefeitura diz que energia elétrica em UBS de Paranavaí será religada na terça-feira A Unidade Básica de Saúde (UBS) do distrito Sumaré, em Paranavaí, no noroeste do Paraná, teve o abastecimento de energia elétrica interrompido depois da queda de um poste, segundo a prefeitura. Sem eletricidade, o local continuou aberto para atendimento aos pacientes por mais de 10 dias. A Prefeitura de Paranavaí informou que o poste caiu após ser atingido por um caminhão. O motorista fugiu do local após o acidente. Ainda de acordo com o município, uma equipe foi enviada ao local para consertar o poste e o abastecimento de energia elétrica deve ser normalizado até terça-feira (24). Unidade de Saúde ficou mais de 10 dias sem energia elétrica no distrito Sumaré, em Paranavaí Reprodução/RPC Veja mais notícias na região no G1 Norte e Noroeste.
Unidade de Saúde atende sem energia elétrica após queda de poste, em Paranavaí

Serviço foi interrompido depois de um acidente com caminhão, no distrito Sumaré; Prefeitura informou que situação deve ser normalizada até terça-feira (24). Prefeitura diz que energia elétrica em UBS de Paranavaí será religada na terça-feira A Unidade Básica de Saúde (UBS) do distrito Sumaré, em Paranavaí, no noroeste do Paraná, teve o abastecimento de energia elétrica interrompido depois da queda de um poste, segundo a prefeitura. Sem eletricidade, o local continuou aberto para atendimento aos pacientes por mais de 10 dias. A Prefeitura de Paranavaí informou que o poste caiu após ser atingido por um caminhão. O motorista fugiu do local após o acidente. Ainda de acordo com o município, uma equipe foi enviada ao local para consertar o poste e o abastecimento de energia elétrica deve ser normalizado até terça-feira (24). Unidade de Saúde ficou mais de 10 dias sem energia elétrica no distrito Sumaré, em Paranavaí Reprodução/RPC Veja mais notícias na região no G1 Norte e Noroeste.




Provas começam neste domingo (22); durante a Lei Seca, ficam proibidos o consumo e a venda de bebidas alcoólicas nas ruas do entorno da universidade, em Maringá. Vestibular da UEM tem Lei Seca para ruas e avenidas próximas à instituição UEM/ Divulgação A Lei Seca do Vestibular de Inverno da Universidade Estadual de Maringá (UEM) começou na noite de sexta-feira (20) e vai até a meia-noite de terça-feira (24), data do último dia de provas. Neste período, segundo a UEM, ficam proibidos o consumo e a venda de bebidas alcoólicas nas ruas próximas à instituição, no quadrilátero formado pelas avenidas Colombo e Morangueira, e pelas ruas Vitória e Quintino Bocaiúva. A Lei Seca do vestibular da UEM ocorre desde 2009, atendendo à legislação municipal. Conforme a lei, o estabelecimento comercial que descumprir a proibição da venda de bebida alcoólica no local deve pagar uma multa de R$ 5 mil. No caso dos vendedores ambulantes, a multa é de R$ 500. O cidadão que for flagrado consumindo bebida alcoólica nas ruas do quadrilátero deve ter a garrafa, lata ou copo apreendido e jogado no lixo. Vestibular de Inverno 2018 Foram inscritos 15.940 candidatos para concorrer às 1.492 vagas abertas no Vestibular de Inverno 2018 da UEM. O curso de maior concorrência é o de Medicina, com uma concorrência de 336 candidatos por vaga. Provas O vestibular começa no domingo, com a prova de conhecimentos gerais. A segunda etapa ocorre na segunda-feira (23), com questões de língua portuguesa e língua estrangeira, literatura e redação. Na última etapa do vestibular, na terça-feira, os candidatos respondem questões conhecimento específico, direcionadas para o curso escolhido. Os portões fecham às 8h50 e as provas começam a ser aplicadas às 9h. O prazo para término das provas é às 13h. As provas do vestibular também serão aplicadas em outras cidades da região, onde há unidades da UEM: Apucarana Campo mourão Cianorte Cidade gaúcha Goioerê Ivaiporã Paranavaí Umuarama A lista de aprovados será divulgada no dia 30 de julho. Veja mais notícias na região no G1 Norte e Noroeste.
Lei Seca do vestibular da UEM vai até terça-feira (24)

Provas começam neste domingo (22); durante a Lei Seca, ficam proibidos o consumo e a venda de bebidas alcoólicas nas ruas do entorno da universidade, em Maringá. Vestibular da UEM tem Lei Seca para ruas e avenidas próximas à instituição UEM/ Divulgação A Lei Seca do Vestibular de Inverno da Universidade Estadual de Maringá (UEM) começou na noite de sexta-feira (20) e vai até a meia-noite de terça-feira (24), data do último dia de provas. Neste período, segundo a UEM, ficam proibidos o consumo e a venda de bebidas alcoólicas nas ruas próximas à instituição, no quadrilátero formado pelas avenidas Colombo e Morangueira, e pelas ruas Vitória e Quintino Bocaiúva. A Lei Seca do vestibular da UEM ocorre desde 2009, atendendo à legislação municipal. Conforme a lei, o estabelecimento comercial que descumprir a proibição da venda de bebida alcoólica no local deve pagar uma multa de R$ 5 mil. No caso dos vendedores ambulantes, a multa é de R$ 500. O cidadão que for flagrado consumindo bebida alcoólica nas ruas do quadrilátero deve ter a garrafa, lata ou copo apreendido e jogado no lixo. Vestibular de Inverno 2018 Foram inscritos 15.940 candidatos para concorrer às 1.492 vagas abertas no Vestibular de Inverno 2018 da UEM. O curso de maior concorrência é o de Medicina, com uma concorrência de 336 candidatos por vaga. Provas O vestibular começa no domingo, com a prova de conhecimentos gerais. A segunda etapa ocorre na segunda-feira (23), com questões de língua portuguesa e língua estrangeira, literatura e redação. Na última etapa do vestibular, na terça-feira, os candidatos respondem questões conhecimento específico, direcionadas para o curso escolhido. Os portões fecham às 8h50 e as provas começam a ser aplicadas às 9h. O prazo para término das provas é às 13h. As provas do vestibular também serão aplicadas em outras cidades da região, onde há unidades da UEM: Apucarana Campo mourão Cianorte Cidade gaúcha Goioerê Ivaiporã Paranavaí Umuarama A lista de aprovados será divulgada no dia 30 de julho. Veja mais notícias na região no G1 Norte e Noroeste.




Não há risco de desabastecimento no estado, no entanto Sanepar pede que paranaenses consumam água de forma racional. Várias cidades do estado não registraram chuvas no mês de julho. Barragem do Piraquara, na Região Metropolitana de Curitiba, não teve redução de capacidade Divulgação/Sanepar Sem cair uma gota de água há mais de 30 dias, muitas cidades paranaenses enfrentam problemas típicos de tempo seco, como baixa umidade relativa do ar, incêndios ambientais e até preocupação com o consumo inadequado de água. Até esta sexta-feira (20), as principais estações meteorológicas do Paraná não haviam registrado qualquer quantidade de chuva em julho. São os casos de Londrina, Maringá, Umuarama, Ponta Grossa, Curitiba e Cambará. Em Cascavel e Guarapuava, a quantidade registrada ficou em 0,4 milímetro e 0,8 milímetro, respectivamente. Confira a previsão do tempo para a sua cidade O meteorologista Cézar Gonçalves Durquia explica que período de seca é uma das características do inverno e, historicamente, o mês de julho tem menores índices de chuva. A média na região norte do estado é de 30 milímetros, mas, neste ano, não teve precipitação alguma. Essa redução da quantidade de água já reflete na vazão das Cataratas do Iguaçu, em Foz do Iguaçu. A média diária do volume de água nas Cataratas é de 1,5 milhão de litros por segundo. Nesta sexta-feira, a vazão foi de 1.170 milhão l/s e, há sete dias, a vazão chegou a 741 mil l/s. “Há um padrão de bloqueio, a circulação dos ventos são desfavoráveis a umidade o que faz que com as chuvas fiquem confinadas mais ao sul da América do Sul. Há uma previsão da chegada de duas frentes frias para a próxima semana no estado a partir deste sábado, mas só deve chover entre quarta ou quinta-feira”, explicou. Segundo o Sistema Meteorológico do Paraná (Simepar), há previsão de chuva pra região sul e leste do estado neste sábado, porém não será significativa. Para Curitiba, a previsão é de apenas pancadas isoladas. Sem chuva, vazão nas Cataratas do Iguaçu é menor Jefereson Ayabe/Cataratas Abastecimento Não há como prever a quantidade de chuva que deve cair no estado na próxima semana, mas a Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) pede à população para evitar desperdícios. Veja algumas dicas de uso racional da água: Feche a torneira ao escovar os dentes e se barbear Feche a torneira ao ensaboar as louças e talheres Na hora do banho procure se ensaboar com o chuveiro desligado Utilize regador para molher as plantas Use a vassoura para varrer o chão e não a mangueira Lave o carro com balde, ao invés da mangueira Use a máquina de lavar com capacidade máxima Evite lavar calçadas e ruas O estado não enfrenta problemas de abastecimento, porém há casos preocupantes, como Jandaia do Sul e Sarandi, ambas no norte do estado. Em Sarandi, no norte, caminhões-pipa estão abastecendo alguns bairros, pois os 56 poços artesianos utilizados para o abastecimento estão operando com a metade da capacidade. Já em Jandaia do Sul, a Sanepar iniciou uma campanha pedindo à população para usar água de forma racional, pois a vazão do Rio Marumbizinho, que abastece a cidade, diminuiu cerca de 70% em função da falta de chuva. “A situação é crítica, tivemos que colocar em operação mais um poço artesiano para ajudar no abastecimento. Sem previsão de chuva e com o aumento de consumo, pedimos aos moradores que evitem lavar calçadas, ruas e carros. Priorizem o consumo para alimentação, higiene e limpeza da casa. Estamos fazendo essa campanha agora para evitar problemas que possam surgir no futuro”, diz o gerente da Sanepar em Jandaia do Sul, Luiz Carlos Jacovasi. O gerente da Sanepar em Jandaia do Sul afirma que a situação só deve ser normalizada se chover em torno de 400 milímetros nas próximas semanas. Reservatórios Sem registro de chuva, alguns reservatórios do Paraná, utilizados para a produção de energia, registram nível abaixo do normal. De acordo com a Companhia Paranaense de Energia Elétrica (Copel), os reservatórios localizados ao longo do Rio Iguaçu estão com níveis baixos. Em Foz do Areia o nível, no dia 18 de julho, era de 43%; em Segredo 44%; Salto Santiago era de 41%; Salto Caxias de 56%; e em Salto Osório o nível estava em 90%. Segundo a Copel, as demais usinas do estado não possuem reservatórios e a variação dos níveis de vazão dos rios não compromete a geração de energia. A redução do níveis dos reservatórios tem impactado na produção de energia. A Copel informou que a produção de energia tem sido menor, mas dentro da normalidade para o inverno. Não há risco de racionamento de energio, isso porque o sistema elétrico brasileiro funciona de forma interligada, permitindo a transferência de energia gerada em locais com reservatórios cheios para regiões que se encontram em estiagem. O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) está priorizando a geração de energia nas eólicas do Nordeste e nas hidrelétricas da Região Norte, onde há excesso de água, porque os reservatórios do Sul estão com níveis baixos de armazenamento. Veja mais notícias do estado no G1 Paraná.
Em período de estiagem no Paraná, população deve adotar medidas contra desperdício de água; confira

Não há risco de desabastecimento no estado, no entanto Sanepar pede que paranaenses consumam água de forma racional. Várias cidades do estado não registraram chuvas no mês de julho. Barragem do Piraquara, na Região Metropolitana de Curitiba, não teve redução de capacidade Divulgação/Sanepar Sem cair uma gota de água há mais de 30 dias, muitas cidades paranaenses enfrentam problemas típicos de tempo seco, como baixa umidade relativa do ar, incêndios ambientais e até preocupação com o consumo inadequado de água. Até esta sexta-feira (20), as principais estações meteorológicas do Paraná não haviam registrado qualquer quantidade de chuva em julho. São os casos de Londrina, Maringá, Umuarama, Ponta Grossa, Curitiba e Cambará. Em Cascavel e Guarapuava, a quantidade registrada ficou em 0,4 milímetro e 0,8 milímetro, respectivamente. Confira a previsão do tempo para a sua cidade O meteorologista Cézar Gonçalves Durquia explica que período de seca é uma das características do inverno e, historicamente, o mês de julho tem menores índices de chuva. A média na região norte do estado é de 30 milímetros, mas, neste ano, não teve precipitação alguma. Essa redução da quantidade de água já reflete na vazão das Cataratas do Iguaçu, em Foz do Iguaçu. A média diária do volume de água nas Cataratas é de 1,5 milhão de litros por segundo. Nesta sexta-feira, a vazão foi de 1.170 milhão l/s e, há sete dias, a vazão chegou a 741 mil l/s. “Há um padrão de bloqueio, a circulação dos ventos são desfavoráveis a umidade o que faz que com as chuvas fiquem confinadas mais ao sul da América do Sul. Há uma previsão da chegada de duas frentes frias para a próxima semana no estado a partir deste sábado, mas só deve chover entre quarta ou quinta-feira”, explicou. Segundo o Sistema Meteorológico do Paraná (Simepar), há previsão de chuva pra região sul e leste do estado neste sábado, porém não será significativa. Para Curitiba, a previsão é de apenas pancadas isoladas. Sem chuva, vazão nas Cataratas do Iguaçu é menor Jefereson Ayabe/Cataratas Abastecimento Não há como prever a quantidade de chuva que deve cair no estado na próxima semana, mas a Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) pede à população para evitar desperdícios. Veja algumas dicas de uso racional da água: Feche a torneira ao escovar os dentes e se barbear Feche a torneira ao ensaboar as louças e talheres Na hora do banho procure se ensaboar com o chuveiro desligado Utilize regador para molher as plantas Use a vassoura para varrer o chão e não a mangueira Lave o carro com balde, ao invés da mangueira Use a máquina de lavar com capacidade máxima Evite lavar calçadas e ruas O estado não enfrenta problemas de abastecimento, porém há casos preocupantes, como Jandaia do Sul e Sarandi, ambas no norte do estado. Em Sarandi, no norte, caminhões-pipa estão abastecendo alguns bairros, pois os 56 poços artesianos utilizados para o abastecimento estão operando com a metade da capacidade. Já em Jandaia do Sul, a Sanepar iniciou uma campanha pedindo à população para usar água de forma racional, pois a vazão do Rio Marumbizinho, que abastece a cidade, diminuiu cerca de 70% em função da falta de chuva. “A situação é crítica, tivemos que colocar em operação mais um poço artesiano para ajudar no abastecimento. Sem previsão de chuva e com o aumento de consumo, pedimos aos moradores que evitem lavar calçadas, ruas e carros. Priorizem o consumo para alimentação, higiene e limpeza da casa. Estamos fazendo essa campanha agora para evitar problemas que possam surgir no futuro”, diz o gerente da Sanepar em Jandaia do Sul, Luiz Carlos Jacovasi. O gerente da Sanepar em Jandaia do Sul afirma que a situação só deve ser normalizada se chover em torno de 400 milímetros nas próximas semanas. Reservatórios Sem registro de chuva, alguns reservatórios do Paraná, utilizados para a produção de energia, registram nível abaixo do normal. De acordo com a Companhia Paranaense de Energia Elétrica (Copel), os reservatórios localizados ao longo do Rio Iguaçu estão com níveis baixos. Em Foz do Areia o nível, no dia 18 de julho, era de 43%; em Segredo 44%; Salto Santiago era de 41%; Salto Caxias de 56%; e em Salto Osório o nível estava em 90%. Segundo a Copel, as demais usinas do estado não possuem reservatórios e a variação dos níveis de vazão dos rios não compromete a geração de energia. A redução do níveis dos reservatórios tem impactado na produção de energia. A Copel informou que a produção de energia tem sido menor, mas dentro da normalidade para o inverno. Não há risco de racionamento de energio, isso porque o sistema elétrico brasileiro funciona de forma interligada, permitindo a transferência de energia gerada em locais com reservatórios cheios para regiões que se encontram em estiagem. O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) está priorizando a geração de energia nas eólicas do Nordeste e nas hidrelétricas da Região Norte, onde há excesso de água, porque os reservatórios do Sul estão com níveis baixos de armazenamento. Veja mais notícias do estado no G1 Paraná.




Boa noite! Aqui estão as principais notícias para você terminar o dia bem-informado. O Paraná fechou 6.609 postos de trabalho com carteira assinada em junho, de acordo com dados divulgados nesta sexta-feira (20) do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho. É o primeiro mês deste ano que o estado registra mais demissões do que contratações formais trabalhadores. Foram 82.293 admissões contra 88.902 desligamentos, segundo o Caged. No semestre, o saldo é positivo em 32.030 vagas - número 38% maior do que o registrado nos primeiros seis meses de 2017. Corpo carbonizado em carro O corpo carbonizado encontrado pela Polícia Civil na quarta-feira (18) é do gerente financeiro Fábio Royer, de 42 anos, confirmou a Secretaria de Segurança Pública do Paraná (Sesp) nesta sexta. Gerente financeiro saiu de casa para ir à farmácia e não voltou mais Reprodução/RPC Ele estava desaparecido desde a noite de segunda-feira (16), quando disse à família que iria em uma farmácia. O corpo estava dentro do carro dele, também carbonizado, achado na zona rural de Colombo, na Região Metropolitana de Curitiba. 'Gerente do sexo' Um homem de 43 anos foi preso, na quinta-feira (19), suspeito de agir como "gerente do sexo" em uma rua do bairro Boqueirão, em Curitiba, segundo a Polícia Civil. Imagens da Polícia Civil mostram prática de prostituição no bairro Boqueirão, em Curitiba O suspeito, conforme a polícia, cobrava valores em dinheiro e ameaçava mulheres e travestis em troca de liberação para que elas pudessem se prostituir na região. Falha de radar em aeroportos impacta voos Uma falha no radar que afetou pousos e decolagens nos aeroportos de Congonhas, na Zona Sul de São Paulo, e de Cumbica, em Guarulhos, na manhã desta sexta, também impactou voos no Paraná. Falha de radar em aeroportos de São Paulo impacta voos no Paraná Uma equipe de reportagem da RPC, que tinha um voo para Guarulhos, enfrentou uma espera de três horas no Aeroporto Afonso Pena, que fica em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba. Foram duas horas aguardando na sala de embarque, e mais uma hora dentro do avião, com todos os passageiros a bordo. Polícia prende suspeitos de explodir caixas eletrônicos Cinco pessoas foram presas nesta sexta, em uma operação da Polícia Civil, suspeitas de integrar uma quadrilha ivestigada por explodir caixas eletrônicos e roubar carros-fortes em Curitiba e Região Metropolitana. Polícia prende quadrilha especializada em assaltos a bancos O Centro de Operações Policiais Especiais (Cope) cumpriu cinco, de sete mandados de prisão, e 12 de busca e apreensão. A operação foi chamada de "Baixa Ordem", que é o termo usado quando explosivos não funcionam adequadamente, segundo a polícia. Curtas e rápidas Feira em Curitiba vai ofertar mais de 3,5 mil vagas de trabalho no sábado, diz instituição Incêndio em estacionamento destrói carros em Curitiba, diz Corpo de Bombeiros Acusado de matar agente penitenciário em Cambé é condenado a 19 anos de prisão MP pede R$ 200 mil por danos morais a crianças que foram devolvidas por mãe adotiva Moradores de loteamento em Santa Tereza do Oeste vivem há mais de 2 anos sem energia elétrica Veja mais notícias do estado no G1 Paraná.
Paraná, sexta-feira, 20 de julho de 2018

Boa noite! Aqui estão as principais notícias para você terminar o dia bem-informado. O Paraná fechou 6.609 postos de trabalho com carteira assinada em junho, de acordo com dados divulgados nesta sexta-feira (20) do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho. É o primeiro mês deste ano que o estado registra mais demissões do que contratações formais trabalhadores. Foram 82.293 admissões contra 88.902 desligamentos, segundo o Caged. No semestre, o saldo é positivo em 32.030 vagas - número 38% maior do que o registrado nos primeiros seis meses de 2017. Corpo carbonizado em carro O corpo carbonizado encontrado pela Polícia Civil na quarta-feira (18) é do gerente financeiro Fábio Royer, de 42 anos, confirmou a Secretaria de Segurança Pública do Paraná (Sesp) nesta sexta. Gerente financeiro saiu de casa para ir à farmácia e não voltou mais Reprodução/RPC Ele estava desaparecido desde a noite de segunda-feira (16), quando disse à família que iria em uma farmácia. O corpo estava dentro do carro dele, também carbonizado, achado na zona rural de Colombo, na Região Metropolitana de Curitiba. 'Gerente do sexo' Um homem de 43 anos foi preso, na quinta-feira (19), suspeito de agir como "gerente do sexo" em uma rua do bairro Boqueirão, em Curitiba, segundo a Polícia Civil. Imagens da Polícia Civil mostram prática de prostituição no bairro Boqueirão, em Curitiba O suspeito, conforme a polícia, cobrava valores em dinheiro e ameaçava mulheres e travestis em troca de liberação para que elas pudessem se prostituir na região. Falha de radar em aeroportos impacta voos Uma falha no radar que afetou pousos e decolagens nos aeroportos de Congonhas, na Zona Sul de São Paulo, e de Cumbica, em Guarulhos, na manhã desta sexta, também impactou voos no Paraná. Falha de radar em aeroportos de São Paulo impacta voos no Paraná Uma equipe de reportagem da RPC, que tinha um voo para Guarulhos, enfrentou uma espera de três horas no Aeroporto Afonso Pena, que fica em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba. Foram duas horas aguardando na sala de embarque, e mais uma hora dentro do avião, com todos os passageiros a bordo. Polícia prende suspeitos de explodir caixas eletrônicos Cinco pessoas foram presas nesta sexta, em uma operação da Polícia Civil, suspeitas de integrar uma quadrilha ivestigada por explodir caixas eletrônicos e roubar carros-fortes em Curitiba e Região Metropolitana. Polícia prende quadrilha especializada em assaltos a bancos O Centro de Operações Policiais Especiais (Cope) cumpriu cinco, de sete mandados de prisão, e 12 de busca e apreensão. A operação foi chamada de "Baixa Ordem", que é o termo usado quando explosivos não funcionam adequadamente, segundo a polícia. Curtas e rápidas Feira em Curitiba vai ofertar mais de 3,5 mil vagas de trabalho no sábado, diz instituição Incêndio em estacionamento destrói carros em Curitiba, diz Corpo de Bombeiros Acusado de matar agente penitenciário em Cambé é condenado a 19 anos de prisão MP pede R$ 200 mil por danos morais a crianças que foram devolvidas por mãe adotiva Moradores de loteamento em Santa Tereza do Oeste vivem há mais de 2 anos sem energia elétrica Veja mais notícias do estado no G1 Paraná.




Terrenos do loteamento Santa Fé foram vendidos em 2016 pela prefeitura, por um preço simbólico. São quase 300 famílias vivendo no local, que até agora não recebeu infraestrutura. Moradores de loteamento de Santa Tereza do Oeste vivem no improviso A maioria dos moradores do loteamento Santa Fé, em Santa Tereza do Oeste, no oeste do Paraná, vive há mais de dois anos sem energia elétrica. Também não há infraestrutura como asfalto, meio-fio e calçadas. Os terrenos do loteamento foram vendidos em 2016 pela prefeitura, por um preço simbólico, para moradores que estavam cadastrados no Programa Municipal de Habitação. São quase 300 famílias no local, de acordo com o município. Todos têm contrato de compra e pagam o Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) e a taxa de lixo. No entanto, desde que receberam os terrenos, eles reclamam que foram abandonados. Para ter energia em casa, os moradores dependem de “gatos” feitos na casa de vizinhos. É o caso da manicure Luci Antunes. “A gente está vivendo de gato, pega ali do vizinho e um vizinho vai passando para o outro. Essa conta é paga para o dono da primeira casa que recebeu a energia. Aí a gente divide, cada um paga a sua parte”, conta. No contrato que foi entregue para a Luci e para outros moradores, uma cláusula diz que a prefeitura forneceria rede elétrica para as moradias. O documento foi assinado em 11 de abril de 2016, ou seja, há mais de dois anos. “Você vai na prefeitura, a prefeitura manda para a Copel. Vai na Copel, a Copel manda para a prefeitura. E nós na verdade estamos com as mãos atadas”, afirma a manicure. Por enquanto, os vizinhos são os fornecedores de energia. Improvisando, os moradores fizeram de pedaços de pau postes de luz. E, apesar dos riscos, foi o jeito que encontraram para não viver no escuro. “Esses dias um fio pegou fogo, quase pegou fogo naquela primeira casa ali”, conta a vendedora Simone Antunes Mascharetti aponta para o local do incidente. Improvisando, os moradores fizeram de pedaços de pau postes de luz em loteamento de Santa Tereza do Oeste Reprodução/RPC Justificativas Em nota, a Companhia Paranaense de Energia Elétrica (Copel) informou que, para instalar a rede de abastecimento, precisa do mapa do loteamento, com a demarcação das ruas e a divisão dos lotes, além da licença ambiental e dos projetos de rede de água e de esgoto. No entanto, disse que até agora a prefeitura não forneceu essas informações. O ex-prefeito de Santa Tereza do Oeste Amarildo Rigolin disse que, ainda em 2016, ano em que o loteamento foi entregue, fez o pedido de regularização da energia junto à Copel. Quando deixou o cargo, o processo ainda estava em andamento. Sobre a investigação, disse que nunca foi notificado sobre a situação. O procurador jurídico da prefeitura de Santa Tereza do Oeste, Cesar Lazarotto, justificou a demora, dizendo que o município estava impedido de continuar o processo, já que o loteamento virou alvo de investigações. “Como estava sob investigação no Gaeco [Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado], obviamente, como estava com notícia de crime, nós não poderíamos praticar nenhum ato com relação àqueles imóveis, sob pena do prefeito atual incorrer no mesmo crime”, argumentou. Ainda segundo Lazarotto, nesta semana, o Gaeco enviou um ofício afirmando que, mesmo com a continuidade das investigações, não há empecilhos para solicitar a energia elétrica. A RPC entrou em contato com o Ministério Público para tentar informações sobre a investigação que o procurador jurídico do município citou, mas não conseguiu detalhes do processo. Veja mais notícias da região no G1 Oeste e Sudoeste.
Moradores de loteamento em Santa Tereza do Oeste vivem há mais de dois anos sem energia elétrica

Terrenos do loteamento Santa Fé foram vendidos em 2016 pela prefeitura, por um preço simbólico. São quase 300 famílias vivendo no local, que até agora não recebeu infraestrutura. Moradores de loteamento de Santa Tereza do Oeste vivem no improviso A maioria dos moradores do loteamento Santa Fé, em Santa Tereza do Oeste, no oeste do Paraná, vive há mais de dois anos sem energia elétrica. Também não há infraestrutura como asfalto, meio-fio e calçadas. Os terrenos do loteamento foram vendidos em 2016 pela prefeitura, por um preço simbólico, para moradores que estavam cadastrados no Programa Municipal de Habitação. São quase 300 famílias no local, de acordo com o município. Todos têm contrato de compra e pagam o Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) e a taxa de lixo. No entanto, desde que receberam os terrenos, eles reclamam que foram abandonados. Para ter energia em casa, os moradores dependem de “gatos” feitos na casa de vizinhos. É o caso da manicure Luci Antunes. “A gente está vivendo de gato, pega ali do vizinho e um vizinho vai passando para o outro. Essa conta é paga para o dono da primeira casa que recebeu a energia. Aí a gente divide, cada um paga a sua parte”, conta. No contrato que foi entregue para a Luci e para outros moradores, uma cláusula diz que a prefeitura forneceria rede elétrica para as moradias. O documento foi assinado em 11 de abril de 2016, ou seja, há mais de dois anos. “Você vai na prefeitura, a prefeitura manda para a Copel. Vai na Copel, a Copel manda para a prefeitura. E nós na verdade estamos com as mãos atadas”, afirma a manicure. Por enquanto, os vizinhos são os fornecedores de energia. Improvisando, os moradores fizeram de pedaços de pau postes de luz. E, apesar dos riscos, foi o jeito que encontraram para não viver no escuro. “Esses dias um fio pegou fogo, quase pegou fogo naquela primeira casa ali”, conta a vendedora Simone Antunes Mascharetti aponta para o local do incidente. Improvisando, os moradores fizeram de pedaços de pau postes de luz em loteamento de Santa Tereza do Oeste Reprodução/RPC Justificativas Em nota, a Companhia Paranaense de Energia Elétrica (Copel) informou que, para instalar a rede de abastecimento, precisa do mapa do loteamento, com a demarcação das ruas e a divisão dos lotes, além da licença ambiental e dos projetos de rede de água e de esgoto. No entanto, disse que até agora a prefeitura não forneceu essas informações. O ex-prefeito de Santa Tereza do Oeste Amarildo Rigolin disse que, ainda em 2016, ano em que o loteamento foi entregue, fez o pedido de regularização da energia junto à Copel. Quando deixou o cargo, o processo ainda estava em andamento. Sobre a investigação, disse que nunca foi notificado sobre a situação. O procurador jurídico da prefeitura de Santa Tereza do Oeste, Cesar Lazarotto, justificou a demora, dizendo que o município estava impedido de continuar o processo, já que o loteamento virou alvo de investigações. “Como estava sob investigação no Gaeco [Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado], obviamente, como estava com notícia de crime, nós não poderíamos praticar nenhum ato com relação àqueles imóveis, sob pena do prefeito atual incorrer no mesmo crime”, argumentou. Ainda segundo Lazarotto, nesta semana, o Gaeco enviou um ofício afirmando que, mesmo com a continuidade das investigações, não há empecilhos para solicitar a energia elétrica. A RPC entrou em contato com o Ministério Público para tentar informações sobre a investigação que o procurador jurídico do município citou, mas não conseguiu detalhes do processo. Veja mais notícias da região no G1 Oeste e Sudoeste.




Justificativa é a de que há necessidade de alterações no edital 'por razões de interesse público'; suspensão foi publicada no Diário Oficial de quinta-feira (19). Processo de licitação para implantar sistema digital do EstaR tinha sido aberto no dia 12 de julho Valdecir Galor/SMCS O edital de licitação para aquisição do sistema digital de fiscalização do Estacionamento Regulamentado (EstaR) de Curitiba foi suspenso pela Urbanização de Curitiba S.A (Urbs). A suspensão foi publicada no Diário Oficial de quinta-feira (19). A justificativa no comunicado de suspensão é a de que há necessidade de alterações "por razões de interesse público". Ainda segundo a publicação, "oportunamente sairá publicação com a nova data do certame". Na segunda-feira (16), a prefeitura havia anunciado que o sistema de fiscalização passaria a ser digital a partir de 2019. A licitação tinha sido aberta em 12 de julho. O objetivo para a mudança, conforme o município, é facilitar o processo de compra para os motoristas, de controle dos agentes, além de extinguir o uso dos cartões de papel, usados atualmente. Como deve funcionar De acordo com a Urbs, o motorista poderá comprar os créditos do EstaR pelos aplicativos regulamentados e também nos pontos de venda físicos. No caso de não possuir o aplicativo, "a pessoa vai se dirigir a um ponto de venda e ela vai comprar virtualmente", afirma a diretora administrativa financeira da Urbs, Denise Vilela. As plataformas digitais também poderão oferecer outros serviços como aplicativos para táxis e de transporte público, com informações sobre origem e destino dos ônibus. Sobre o EstaR, ainda conforme a Urbs, os aplicativos vão indicar a quantidade de créditos que o motorista possui, o tempo que ele possui de estacionamento pago e um alarme vai avisar o motorista quando o período de uso da vaga estiver terminando. Fiscalização Atualmente, o motorista flagrado com o carro estacionado em uma vaga rotativa sem o cartão de EstaR ou com o cartão preenchido de forma irregular, recebe uma notificação para regularizar a situação em cinco dias. A regularização ocorre pela compra de um talão com dez folhas, no valor de R$ 22. Caso o motorista não pague a regularização, a infração vira multa de R$ 195,23 além de cinco pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Veja mais notícias do estado no G1 Paraná.
Licitação para sistema digital de fiscalização do EstaR em Curitiba é suspensa pela Urbs

Justificativa é a de que há necessidade de alterações no edital 'por razões de interesse público'; suspensão foi publicada no Diário Oficial de quinta-feira (19). Processo de licitação para implantar sistema digital do EstaR tinha sido aberto no dia 12 de julho Valdecir Galor/SMCS O edital de licitação para aquisição do sistema digital de fiscalização do Estacionamento Regulamentado (EstaR) de Curitiba foi suspenso pela Urbanização de Curitiba S.A (Urbs). A suspensão foi publicada no Diário Oficial de quinta-feira (19). A justificativa no comunicado de suspensão é a de que há necessidade de alterações "por razões de interesse público". Ainda segundo a publicação, "oportunamente sairá publicação com a nova data do certame". Na segunda-feira (16), a prefeitura havia anunciado que o sistema de fiscalização passaria a ser digital a partir de 2019. A licitação tinha sido aberta em 12 de julho. O objetivo para a mudança, conforme o município, é facilitar o processo de compra para os motoristas, de controle dos agentes, além de extinguir o uso dos cartões de papel, usados atualmente. Como deve funcionar De acordo com a Urbs, o motorista poderá comprar os créditos do EstaR pelos aplicativos regulamentados e também nos pontos de venda físicos. No caso de não possuir o aplicativo, "a pessoa vai se dirigir a um ponto de venda e ela vai comprar virtualmente", afirma a diretora administrativa financeira da Urbs, Denise Vilela. As plataformas digitais também poderão oferecer outros serviços como aplicativos para táxis e de transporte público, com informações sobre origem e destino dos ônibus. Sobre o EstaR, ainda conforme a Urbs, os aplicativos vão indicar a quantidade de créditos que o motorista possui, o tempo que ele possui de estacionamento pago e um alarme vai avisar o motorista quando o período de uso da vaga estiver terminando. Fiscalização Atualmente, o motorista flagrado com o carro estacionado em uma vaga rotativa sem o cartão de EstaR ou com o cartão preenchido de forma irregular, recebe uma notificação para regularizar a situação em cinco dias. A regularização ocorre pela compra de um talão com dez folhas, no valor de R$ 22. Caso o motorista não pague a regularização, a infração vira multa de R$ 195,23 além de cinco pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Veja mais notícias do estado no G1 Paraná.




Câmeras de segurança da revenda de veículos registrou o momento em que os ladrões rendem os funcionários. Câmeras de segurança registram ação de bandidos em revenda de carro em Carambeí A Polícia Militar (PM) prendeu em Ponta Grossa, nos Campos Gerais do Paraná, na tarde desta sexta-feira (20), três suspeitos de roubarem uma caminhonete de uma revenda de veículos de Carambeí, na mesma região do estado. Câmeras registraram o momento que os ladrões renderam os funcionários, na manhã desta sexta. Assista ao vídeo acima. As imagens mostram o dono da revenda entregando a chave do carro e, em seguida, a carteira. Os ladrões pedem para que ele fique dentro do banheiro. Depois, eles levam outro funcionário ao local e fecham a porta. Os suspeitos estavam armados e fugiram levando uma caminhonete em direção à Ponta Grossa. A PM encontrou os três homens, dentro do veículo roubado, perto do limite de Ponta . De acordo com a polícia, eles confessaram o crime. Os três suspeitos, de 21, 24 e 25 anos, foram levados para a delegacia junto com o veículo recuperado e uma arma apreendida. Caminhonete roubada em Carambeí foi encontrada em Ponta Grossa, na tarde desta sexta-feira (20) Reprodução/RPC Veja mais notícias da região no G1 Campos Gerais e Sul.
Três homens são presos suspeitos de roubar uma caminhonete em Carambeí

Câmeras de segurança da revenda de veículos registrou o momento em que os ladrões rendem os funcionários. Câmeras de segurança registram ação de bandidos em revenda de carro em Carambeí A Polícia Militar (PM) prendeu em Ponta Grossa, nos Campos Gerais do Paraná, na tarde desta sexta-feira (20), três suspeitos de roubarem uma caminhonete de uma revenda de veículos de Carambeí, na mesma região do estado. Câmeras registraram o momento que os ladrões renderam os funcionários, na manhã desta sexta. Assista ao vídeo acima. As imagens mostram o dono da revenda entregando a chave do carro e, em seguida, a carteira. Os ladrões pedem para que ele fique dentro do banheiro. Depois, eles levam outro funcionário ao local e fecham a porta. Os suspeitos estavam armados e fugiram levando uma caminhonete em direção à Ponta Grossa. A PM encontrou os três homens, dentro do veículo roubado, perto do limite de Ponta . De acordo com a polícia, eles confessaram o crime. Os três suspeitos, de 21, 24 e 25 anos, foram levados para a delegacia junto com o veículo recuperado e uma arma apreendida. Caminhonete roubada em Carambeí foi encontrada em Ponta Grossa, na tarde desta sexta-feira (20) Reprodução/RPC Veja mais notícias da região no G1 Campos Gerais e Sul.




Cada caixa do remédio, que dura um mês, custa até R$ 8 mil. Falta remédio para pacientes com esclerose múltipla na Farmácia Estadual de Londrina Pacientes que sofrem com esclerose múltipla reclamam da falta de um medicamento importante para o tratamento, o Fingolimode, na farmácia da 17ª Regional de Saúde de Londrina, no norte do Paraná. A caixa do remédio, para um mês de tratamento, custa até R$ 8 mil. A esclerose múltipla é uma doença neurológica, crônica e autoimune, ou seja, as células de defesa do corpo atacam o próprio sistema nervoso central e provocam lesões, que podem levar a paralisações de partes do corpo. A causa da esclerose é desconhecida, e ela não tem cura. O Fingolimode é um remédio de uso contínuo. Todo mês, os pacientes retiram o medicamento, de graça, na Farmácia Popular do Paraná, mas latam que, há 40 dias, ele está em falta. A caixa vazia é motivo de preocupação para a fisioterapeuta Heloísa Ribeiro, que usa o medicamento há mais de quatro anos “Um desespero, um desconforto de não saber o dia de amanhã. Quem vai garantir que eu vou ficar bem, que eu vou estar estável, que minha saúde vai estar bem, que eu vou continuar trabalhando amanhã”, pontuou. Em todo o Paraná, 218 pessoas tomam o Fingolimode, de acordo com a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa). Só na região de Londrina são aproximadamente 40, segundo estimativa da Associação Londrinense de Portadores de Esclerose Múltipla, que está apreensiva. “Para os pacientes significa uma insegurança muito grande, pode até decorrer de uma sequela que ele possa ter, num surto desse, de maneira irreversível”, afirma Célia Bernal, presidente da entidade. O contador Márcio Mattos chegou a ficar três dias sem tomar o medicamento e está contando com a solidariedade de outros pacientes. “Ontem nós fizemos a reunião da associação e uma colega tinha uma quantidade. Nós fizemos uma partilha, mas é por tempo determinado”, conta. Pacientes de Londrina reclamam da falta de medicamento para o tratamento da esclerose múltima na farmácia estadual Reprodução/RPC Efeitos do remédio A medicação inibe os efeitos de um possível surto da doença. De acordo com a médica Simone Lucatto, um dia sem o remédio coloca o paciente em risco. “O paciente que deixa de tomar a medicação mesmo que por um dia, ele pode provocar um novo surto. Pode ter um novo surto por causa da [falta da] medicação, uma vez que a medicação age no sistema imune bloqueando que a doença seja ativada de novo”, detalha. Resposta O Ministério da Saúde, que é responsável pela compra do medicamento, afirmou que o processo de aquisição foi paralisado em consequência de uma ação judicial envolvendo empresas concorrentes, mas a compra já foi regularizada. O Ministério disse que, a partir da próxima segunda-feira (23), começam a ser agendadas as datas para o abastecimento das farmácias de todo o estado. De acordo com a Sesa, houve um atraso na entrega do medicamento para as farmácias estaduais, mas foi realizada uma compra emergencial para atender aos pacientes. De acordo com a secretaria, a entrega dessa remessa emergencial foi feita na quinta-feira (19), e a distribuição pelo estado começou nesta sexta-feira (20). Veja mais notícias na região no G1 Norte e Noroeste.
Pacientes com esclerose múltipla relatam falta de medicamento na farmácia estadual em Londrina

Cada caixa do remédio, que dura um mês, custa até R$ 8 mil. Falta remédio para pacientes com esclerose múltipla na Farmácia Estadual de Londrina Pacientes que sofrem com esclerose múltipla reclamam da falta de um medicamento importante para o tratamento, o Fingolimode, na farmácia da 17ª Regional de Saúde de Londrina, no norte do Paraná. A caixa do remédio, para um mês de tratamento, custa até R$ 8 mil. A esclerose múltipla é uma doença neurológica, crônica e autoimune, ou seja, as células de defesa do corpo atacam o próprio sistema nervoso central e provocam lesões, que podem levar a paralisações de partes do corpo. A causa da esclerose é desconhecida, e ela não tem cura. O Fingolimode é um remédio de uso contínuo. Todo mês, os pacientes retiram o medicamento, de graça, na Farmácia Popular do Paraná, mas latam que, há 40 dias, ele está em falta. A caixa vazia é motivo de preocupação para a fisioterapeuta Heloísa Ribeiro, que usa o medicamento há mais de quatro anos “Um desespero, um desconforto de não saber o dia de amanhã. Quem vai garantir que eu vou ficar bem, que eu vou estar estável, que minha saúde vai estar bem, que eu vou continuar trabalhando amanhã”, pontuou. Em todo o Paraná, 218 pessoas tomam o Fingolimode, de acordo com a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa). Só na região de Londrina são aproximadamente 40, segundo estimativa da Associação Londrinense de Portadores de Esclerose Múltipla, que está apreensiva. “Para os pacientes significa uma insegurança muito grande, pode até decorrer de uma sequela que ele possa ter, num surto desse, de maneira irreversível”, afirma Célia Bernal, presidente da entidade. O contador Márcio Mattos chegou a ficar três dias sem tomar o medicamento e está contando com a solidariedade de outros pacientes. “Ontem nós fizemos a reunião da associação e uma colega tinha uma quantidade. Nós fizemos uma partilha, mas é por tempo determinado”, conta. Pacientes de Londrina reclamam da falta de medicamento para o tratamento da esclerose múltima na farmácia estadual Reprodução/RPC Efeitos do remédio A medicação inibe os efeitos de um possível surto da doença. De acordo com a médica Simone Lucatto, um dia sem o remédio coloca o paciente em risco. “O paciente que deixa de tomar a medicação mesmo que por um dia, ele pode provocar um novo surto. Pode ter um novo surto por causa da [falta da] medicação, uma vez que a medicação age no sistema imune bloqueando que a doença seja ativada de novo”, detalha. Resposta O Ministério da Saúde, que é responsável pela compra do medicamento, afirmou que o processo de aquisição foi paralisado em consequência de uma ação judicial envolvendo empresas concorrentes, mas a compra já foi regularizada. O Ministério disse que, a partir da próxima segunda-feira (23), começam a ser agendadas as datas para o abastecimento das farmácias de todo o estado. De acordo com a Sesa, houve um atraso na entrega do medicamento para as farmácias estaduais, mas foi realizada uma compra emergencial para atender aos pacientes. De acordo com a secretaria, a entrega dessa remessa emergencial foi feita na quinta-feira (19), e a distribuição pelo estado começou nesta sexta-feira (20). Veja mais notícias na região no G1 Norte e Noroeste.




Assista aos vídeos dos telejornais com as notícias do Paraná. Assista aos vídeos dos telejornais com as notícias do Paraná.
VÍDEOS: Paraná TV 2ª edição de sexta-feira, 20 de julho

Assista aos vídeos dos telejornais com as notícias do Paraná. Assista aos vídeos dos telejornais com as notícias do Paraná.



Acidente aconteceu no vilarejo de Leonardos, na área rural, por volta das 17h desta sexta-feira (20). Um motorista morreu depois que o caminhão que ele dirigia foi atingido por um trem, por volta das 17h desta sexta-feira (20), no vilarejo de Leonardos, na área rural de Imbaú, nos Campos Gerais do Paraná. Segundo o Corpo de Bombeiros de Telêmaco Borba, que foi acionado para atender o acidente, o caminhão foi prensado contra um barranco e o motorista morreu no local. A Rumo, empresa responsável pelo trem, lamentou o ocorrido e disse, em nota, que o motorista do caminhão tentou cruzar a ferrovia quando o trem, que estava com 62 vagões, se aproximava. “O maquinista acionou os freios de emergência, mas não foi possível evitar a batida, devido às proporções do trem. Vale ressaltar que a ferrovia é preferencial e antes de cruza-la é preciso parar, olhar escutar”, diz a nota. O corpo do condutor deve ser encaminhado para o Instituto Médico-Legal (IML) de Ponta Grossa, também nos Campos Gerais. Veja mais notícias da região no G1 Campos Gerais e Sul.
Motorista morre após caminhão ser atingido por trem em Imbaú
Acidente aconteceu no vilarejo de Leonardos, na área rural, por volta das 17h desta sexta-feira (20). Um motorista morreu depois que o caminhão que ele dirigia foi atingido por um trem, por volta das 17h desta sexta-feira (20), no vilarejo de Leonardos, na área rural de Imbaú, nos Campos Gerais do Paraná. Segundo o Corpo de Bombeiros de Telêmaco Borba, que foi acionado para atender o acidente, o caminhão foi prensado contra um barranco e o motorista morreu no local. A Rumo, empresa responsável pelo trem, lamentou o ocorrido e disse, em nota, que o motorista do caminhão tentou cruzar a ferrovia quando o trem, que estava com 62 vagões, se aproximava. “O maquinista acionou os freios de emergência, mas não foi possível evitar a batida, devido às proporções do trem. Vale ressaltar que a ferrovia é preferencial e antes de cruza-la é preciso parar, olhar escutar”, diz a nota. O corpo do condutor deve ser encaminhado para o Instituto Médico-Legal (IML) de Ponta Grossa, também nos Campos Gerais. Veja mais notícias da região no G1 Campos Gerais e Sul.




Pela primeira vez no ano, os desligamentos superaram as contratações em um mês, conforme dados divulgados nesta sexta-feira (20) pelo Ministério do Trabalho. No semestre, entre os principais setores, apenas o comércio mais demitiu do que contratou no estado Felipe Rosa/ ACP-PR O Paraná fechou 6.609 postos de trabalho com carteira assinada em junho, de acordo com dados divulgados nesta sexta-feira (20) do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho. É o primeiro mês deste ano que o estado registra mais demissões do que contratações formais trabalhadores. Foram 82.293 admissões contra 88.902 desligamentos, segundo o Caged. No semestre, o saldo é positivo em 32.030 vagas - número 38% maior do que o registrado nos primeiros seis meses de 2017. Os principais setores da economia mais demitiram do que contrataram em junho no Paraná. O comércio, que registrou saldo negativo de vagas de 2.264, e a indústria de transformação, com saldo negativo de 2.209, tiveram os piores resultados no mês. Saldo de empregos por setor em junho: Extrativa mineral: -86 Indústria de transformação: -2.209 Serviço industrial de utilidade pública: 32 Construção civil: -1.047 Comércio: -2.264 Serviços: -466 Administração pública: 11 Agropecuária: -580 No semestre, entre os principais setores, apenas o comércio demitiu mais do que contratou no estado - saldo negativo de 2.690 postos de trabalho. Na contramão, o setor de serviços registrou o melhor resultado de janeiro a junho, com a criação de 22.570 vagas. Ranking dos maiores saldos no 1º semestre por cidade: (Apenas municípios com mais de 30 mil habitantes) Curitiba: 6.489 São José dos Pinhais: 2.031 Cascavel: 1.860 Maringá: 1.837 Paranaguá: 1.194 Rio Negro: 766 Fazenda Rio Grande: 749 Toledo: 719 Medianeira: 665 Ponta Grossa: 588 Informalidade Com a redução das vagas de trabalho com carteira assinada, muitos buscam o sustento por meio da informalidade. No país, são 13,7 milhões de desempregados, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em Curitiba, há quem foi para as ruas vender pão de queijo - e até quem tenta pagar o casamento vendendo bombons. Assista ao vídeo abaixo. Com desemprego em alta, aumenta o número de trabalhadores informais no país Veja mais notícias do estado no G1 Paraná.
Paraná fecha 6,6 mil postos de trabalho em junho; saldo no semestre é positivo

Pela primeira vez no ano, os desligamentos superaram as contratações em um mês, conforme dados divulgados nesta sexta-feira (20) pelo Ministério do Trabalho. No semestre, entre os principais setores, apenas o comércio mais demitiu do que contratou no estado Felipe Rosa/ ACP-PR O Paraná fechou 6.609 postos de trabalho com carteira assinada em junho, de acordo com dados divulgados nesta sexta-feira (20) do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho. É o primeiro mês deste ano que o estado registra mais demissões do que contratações formais trabalhadores. Foram 82.293 admissões contra 88.902 desligamentos, segundo o Caged. No semestre, o saldo é positivo em 32.030 vagas - número 38% maior do que o registrado nos primeiros seis meses de 2017. Os principais setores da economia mais demitiram do que contrataram em junho no Paraná. O comércio, que registrou saldo negativo de vagas de 2.264, e a indústria de transformação, com saldo negativo de 2.209, tiveram os piores resultados no mês. Saldo de empregos por setor em junho: Extrativa mineral: -86 Indústria de transformação: -2.209 Serviço industrial de utilidade pública: 32 Construção civil: -1.047 Comércio: -2.264 Serviços: -466 Administração pública: 11 Agropecuária: -580 No semestre, entre os principais setores, apenas o comércio demitiu mais do que contratou no estado - saldo negativo de 2.690 postos de trabalho. Na contramão, o setor de serviços registrou o melhor resultado de janeiro a junho, com a criação de 22.570 vagas. Ranking dos maiores saldos no 1º semestre por cidade: (Apenas municípios com mais de 30 mil habitantes) Curitiba: 6.489 São José dos Pinhais: 2.031 Cascavel: 1.860 Maringá: 1.837 Paranaguá: 1.194 Rio Negro: 766 Fazenda Rio Grande: 749 Toledo: 719 Medianeira: 665 Ponta Grossa: 588 Informalidade Com a redução das vagas de trabalho com carteira assinada, muitos buscam o sustento por meio da informalidade. No país, são 13,7 milhões de desempregados, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em Curitiba, há quem foi para as ruas vender pão de queijo - e até quem tenta pagar o casamento vendendo bombons. Assista ao vídeo abaixo. Com desemprego em alta, aumenta o número de trabalhadores informais no país Veja mais notícias do estado no G1 Paraná.




Ele estava desaparecido desde a noite de segunda-feira (16), quando disse à família que iria em uma farmácia. Corpo ainda vai passar por exames antes de ser liberado para velório. Gerente financeiro saiu de casa para ir à farmácia e não voltou mais Reprodução/RPC O corpo carbonizado encontrado pela Polícia Civil na quarta-feira (18) é do gerente financeiro Fábio Royer, de 42 anos, confirmou a Secretaria de Segurança Pública do Paraná (Sesp) nesta sexta-feira (20). Ele estava desaparecido desde a noite de segunda-feira (16), quando disse à família que iria em uma farmácia. O corpo estava dentro do carro dele, também carbonizado, achado na zona rural de Colombo, na Região Metropolitana de Curitiba. De acordo com a Sesp, a identificação foi feita por meio da arcada dentária. As circunstâncias da morte ainda não foram divulgadas pela polícia. O corpo ainda vai passar por exames complementares no Instituto Médico-Legal (IML) antes de ser liberado para velório. Veja mais notícias do estado no G1 Paraná.
Corpo carbonizado é de gerente que estava desaparecido em Curitiba, diz Sesp

Ele estava desaparecido desde a noite de segunda-feira (16), quando disse à família que iria em uma farmácia. Corpo ainda vai passar por exames antes de ser liberado para velório. Gerente financeiro saiu de casa para ir à farmácia e não voltou mais Reprodução/RPC O corpo carbonizado encontrado pela Polícia Civil na quarta-feira (18) é do gerente financeiro Fábio Royer, de 42 anos, confirmou a Secretaria de Segurança Pública do Paraná (Sesp) nesta sexta-feira (20). Ele estava desaparecido desde a noite de segunda-feira (16), quando disse à família que iria em uma farmácia. O corpo estava dentro do carro dele, também carbonizado, achado na zona rural de Colombo, na Região Metropolitana de Curitiba. De acordo com a Sesp, a identificação foi feita por meio da arcada dentária. As circunstâncias da morte ainda não foram divulgadas pela polícia. O corpo ainda vai passar por exames complementares no Instituto Médico-Legal (IML) antes de ser liberado para velório. Veja mais notícias do estado no G1 Paraná.