Vacina contra a Covid: quem está recebendo as doses disponíveis de CoronaVac em cada estado brasileiro

Em linhas gerais, por causa da escassez de vacinas, os governos estão vacinando atualmente apenas idosos que vivem em asilos, indígenas que vivem em aldeias e profissionais de saúde que trabalham na linha de frente contra o coronavírus. Homem indígena Guarani é vacinado com a CoronaVac na aldeia São Mata Verde Bonita, em Maricá (RJ), no dia 20 de janeiro. Mauro Pimentel / AFP Todos os estados brasileiros receberam doses de vacinas produzidas pelo Instituto Butantan em parceria com o laboratório da China Sinovac e já iniciaram a vacinação contra a Covid-19. O Ministério da Saúde definiu uma série de critérios para priorizar e dividir os grupos mais vulneráveis ao contágio pelo coronavírus. Mas estados têm autonomia para fazer a distribuição das vacinas e definir suas prioridades, com base nas recomendações da pasta. No Maranhão, por exemplo, moradores de rua foram incluídos na primeira fase. Em linhas gerais, por causa da escassez de vacinas, os governos estão vacinando atualmente apenas idosos que vivem em asilos, indígenas que vivem em aldeias e profissionais de saúde que trabalham na linha de frente contra o coronavírus. BLOG DO VALDO CRUZ: Governadores defendem envio de missão oficial à China para liberar insumos das vacinas Não há estimativa de quando a vacinação será estendida para outros grupos, como idosos que não vivem em asilos e pessoas com comorbidades, como diabetes e doenças cardíacas. Isso pode demorar semanas ou meses, a depender do estoque das vacinas. Há hoje no país somente 6 milhões de doses disponíveis e autorizadas para uso, sendo que milhares delas já foram aplicadas. A BBC News Brasil fez um levantamento de como está a vacinação em cada Estado e quais são os públicos prioritários de cada um deles nesta fase inicial. Acre Vacinação no Acre começou na quarta-feira (20). A primeira etapa tem como público-alvo os trabalhadores de saúde da linha de frente contra a Covid-19, além de indígenas e idosos institucionalizados (os que vivem em asilos, por exemplo). Alagoas O governo de Alagoas afirmou que vai vacinar todos os profissionais na linha de frente contra o novo coronavírus, idosos institucionalizados e indígenas. O estado disse que vai enviar 25.130 doses da CoronaVac para os 102 municípios alagoanos. Amazonas Movimentação na frente do Hospital e pronto-socorro 28 de agosto, em Manaus, na tarde de 14 de janeiro. Sandro Pereira/Fotoarena/Estadão Conteúdo Na primeira fase de vacinação, iniciada na segunda-feira (18), o governo do Amazonas vai imunizar 262 mil pessoas, começando por trabalhadores da saúde, população indígena e idosos. BLOG DA ANDRÉIA SADI: Diante do colapso em Manaus, governadores acertam cota extra da vacina para o Amazonas SUSPENSÃO: Vacinação contra Covid-19 em Manaus é suspensa em meio a investigação sobre irregularidade na aplicação das doses Amapá O governo do Amapá iniciou a vacinação na terça-feira (19) e fará a imunização da população em quatro etapas. A primeira engloba 18.558 profissionais da saúde, a segunda, 69.168 pessoas a partir de 60 anos, a terceira, 21.721 pessoas com comorbidades e a quarta, 29.382 pessoas, que incluem trabalhadores da educação, das forças de segurança e salvamento, funcionários do sistema prisional e povos indígenas. Antes de atender outras fases da população ainda serão vacinadas 32.3544 trabalhadores dos transportes coletivo (rodoviário, metroferroviário, aéreo e portuário), povos e comunidades tradicionais ribeirinhas, detentos e pessoas com deficiências permanentes severas. Bahia Na Bahia, mais de 19 mil pessoas já foram vacinadas com a primeira dose do imunizante contra a Covid-19. O estado recebeu 376,6 mil doses. Nesta primeira fase, serão imunizados os profissionais de saúde que atuam na linha de frente do combate à doença e em unidades de saúde de urgência e emergência, idosos que vivem em instituições de longa permanência, indígenas e comunidades tradicionais. Ceará O governo do Ceará começou a vacinar a população com as 109 mil que chegaram ao estado. A prioridade será para profissionais de saúde da linha de frente de combate à Covid-19 de unidades públicas e privadas e idosos institucionalizados (que moram em asilos). Distrito Federal Mais de 7.000 pessoas já foram vacinadas contra o novo coronavírus no Distrito Federal desde a aplicação da primeira dose na terça-feira (19). O Distrito Federal recebeu 106.160 doses da CoronaVac. Essas primeiras vacinas serão destinadas a trabalhadores da saúde que atuam na linha de frente do combate à pandemia, indígenas, idosos e pessoas com deficiência em asilos, além de cuidadores que atuam nessas instituições. Espírito Santo Ao menos 3.000 pessoas foram imunizadas com a primeira dose da vacina contra a Covid-19 no Espírito Santo. Na primeira fase, serão vacinados os profissionais da saúde, pessoas com de 60 anos que moram em asilos, pessoas maiores de 18 anos com deficiência residentes em residências inclusivas e indígenas. Idosos acima dos 75 anos não institucionalizados serão vacinados após a chegada de mais imunizantes. Goiás A vacinação em Goiás começou na quarta-feira após o estado receber 183 mil doses da CoronaVac. A prioridade será imunizar os trabalhadores de saúde que atuam na linha de frente contra a Covid-19, idosos com 60 anos ou mais e pessoas com deficiência que vivem em instituições, além de indígenas aldeados. A segunda dose está programada para começar em fevereiro. Maranhão O Maranhão já distribuiu as 164 mil doses da vacina contra a Covid para suas 217 cidades. Nesta primeira etapa, serão vacinados profissionais de saúde, pessoas de 75 anos ou mais e pessoas de 60 anos ou mais que vivem em asilos. Também serão priorizados na primeira fase a população em situação de rua, os indígenas, além dos povos e comunidades tradicionais ribeirinhas e quilombolas. Mato Grosso Após receber mais de 126 mil doses da CoronaVac, Mato Grosso iniciou a campanha de vacinação contra a Covid-19 na segunda-feira (18). Nesta primeira fase, o estado vai priorizar a imunização dos trabalhadores da saúde que atuam na linha de frente do combate ao coronavírus, idosos com 60 anos ou mais que vivem em asilos ou instituições psiquiátricas, pessoas com deficiência que vivem em instituições e indígenas aldeados. Mato Grosso do Sul Em pouco mais de um dia após a chegada de mais de 158 mil doses da vacina contra a Covid-19, os 79 municípios de Mato Grosso do Sul receberam a vacina. Na primeira fase, serão imunizados os idosos com mais de 60 anos que moram em instituições em casas de repouso, além de indígenas e trabalhadores da área da saúde que estão na linha de frente contra a pandemia de Covid-19. Minas Gerais Profissional de saúde Margarida Maria Honório comemora a vacinação com punho levantado depois de receber a primeira dose da CoronaVac, em Mateus Leme (MG), no dia 19 de janeiro. A vacina foi aplicada pelo próprio prefeito (à direita), Renilton Ribeiro Coelho, que é médico. Douglas Magno/AFP O estado de Minas Gerais recebeu 577 mil doses da CoronaVac. Inicialmente, serão vacinados "profissionais de saúde que estão expostos a riscos, idosos em instituições de longa permanência e também os indígenas que vivem em aldeias". Pará Profissional de saúde quilombola Raimunda Nonata, de 70 anos, foi a primeira vacinada com a CoronaVac no quilombo Marajupena, em Cachoeira do Piriá (PA), no dia 19 de janeiro. Tarso Sarraf/AFP O Pará recebeu 173 mil doses da vacina contra o coronavírus. Desse total, 48.680 foram destinados à população indígena. O restante foi destinado para profissionais da saúde que atuam na linha de frente no combate à Covid-19 e idosos que vivem em asilos. Paraíba O estado da Paraíba vai vacinar 54.689 pessoas com as primeiras doses recebidas da CoronaVac. Serão imunizados 42.925 trabalhadores da saúde, 10.432 indígenas aldeados, 1.212 pessoas idosas em asilos e 120 pessoas com deficiência institucionalizadas. Paraná Após receber 265 mil doses da vacina contra a Covid, o Paraná já distribuiu o imunizante para todos os seus 399 municípios. Nesta primeira fase, a aplicação é feita nos "profissionais da saúde, indígenas, idosos institucionalizados e pessoas com deficiência severa", segundo o governo. Pernambuco Pernambuco recebeu 270 mil doses da CoronaVac nesta semana. Com essas doses, segundo o governo, será possível vacinar 34% dos trabalhadores de saúde pernambucanos e todos os 26,5 mil indígenas, 2,5 mil idosos institucionalizados e 130 pessoas com deficiência institucionalizados. Piauí Desde segunda-feira, o Piauí iniciou sua campanha de vacinação contra a Covid-19. O estado recebeu 61.160 doses da CoronaVac, que imunizarão 28.651 profissionais da saúde, 10 pessoas com deficiência institucionalizadas, 460 com mais de 60 anos institucionalizadas e 21 para indígenas vivendo em terras demarcadas. Rondônia Quase 50 mil doses da CoronaVac foram distribuídas para os 52 municípios de Rondônia. A prioridade do estado é vacinar os profissionais da linha de frente contra a Covid-19, os indígenas aldeados e idosos com mais de 60 anos que moram em casas de repouso ou asilos. Rio de Janeiro O governo do Rio de Janeiro já distribuiu as quase meio milhão de doses da vacina contra o coronavírus em todos os seus 96 municípios. O estado disse que vai priorizar nessa primeira fase os trabalhadores da linha de frente da saúde, idosos que vivem em asilos, pessoas com deficiência com mais de 18 anos que vivem em residências inclusivas e população indígena que vive em aldeias. Rio Grande do Norte O Rio Grande do Norte iniciou a vacinação da população após receber um lote com 82 mil doses da CoronaVac. Nesta primeira fase, serão imunizados os profissionais da saúde que atuam na linha de frente do combate à Covid-19, pessoas com 75 anos ou mais, pessoas com 60 anos ou mais que vivem em asilos e pessoas de comunidades tradicionais ribeirinhas. Roraima Três primeiros imunizados em Roraima: indígena Macuxi Iolanda Pereira da Silva; técnica em enfermagem Gilda Aparecida de Oliveira Silva; e o idoso José Ribeiro Pereira da Silva Vanessa Fernandes/G1 RR O governo de Roraima iniciou a campanha de vacinação contra a Covid-19 após a chegada das primeiras 87 mil doses da CoronaVac no estado. Nessa primeira etapa, o governo diz que vai imunizar toda a população indígena aldeada, idosos em asilos e os profissionais de saúde. Rio Grande do Sul Profissional da saúde é vacinada contra o coronavírus no HPS em Porto Alegre Cristine Rochol/PMPA O Rio Grande do Sul distribuiu 341 mil doses de vacinas contra a Covid-19 para 496 municípios. Apenas um receberá as doses na sexta-feira (22). Nesta primeira fase, o governo diz que serão vacinados 34% dos trabalhadores da saúde, todos os idosos que moram em asilos, todas as pessoas maiores de 18 anos com deficiência que vivem em residências inclusivas e toda a população indígena que vive em aldeias. Santa Catarina Santa Catarina recebeu 144 mil doses da CoronaVac na segunda-feira (18/01), quando começou a imunizar a população. Dessas doses, 17.480 são destinadas à população indígena. As outras atenderão profissionais da saúde, além de idosos e deficientes que vivem em asilos ou abrigos. Sergipe Sergipe iniciou a vacinação contra a Covid-19 após a chegada de mais de 48 mil doses ao estado. Além dos profissionais de saúde que atuam na linha de frente no combate à Covid-19, serão imunizados prioritariamente os idosos que vivem em abrigos e indígenas aldeados. São Paulo A enfermeira Mônica Calazans, de 54 anos, mostra seu cartão de vacinação após ser a primeira brasileira a receber a vacina CoronaVac no Hospital das Clínicas, em São Paulo, neste domingo (17) Carla Carniel/AP Até a noite desta quinta-feira (21), o governo de São Paulo tinha vacinado mais de 53 mil pessoas contra o coronavírus. A expectativa do governo é que 9 milhões de pessoas (20% da população estadual) estejam vacinadas com as duas doses da vacina até o dia 28 de março. Nesta primeira fase, serão vacinados profissionais de saúde, idosos com mais de 60 anos e pessoas com deficiência com mais de 18 anos que vivem em asilos, indígenas aldeados e quilombolas. Tocantins O Tocantins já começou a vacinar pessoas com as 44 mil doses da CoronaVac que recebeu. A prioridade definida pelo estado é imunizar idosos que vivem asilos, trabalhadores de saúde que atuam no enfrentamento da Covid e outros grupos definidos como prioritários pelo Ministério da Saúde, como indígenas. VÍDEOS: Veja novidades sobre as vacinas contra a Covid-19:

Em linhas gerais, por causa da escassez de vacinas, os governos estão vacinando atualmente apenas idosos que vivem em asilos, indígenas que vivem em aldeias e profissionais de saúde que trabalham na linha de frente contra o coronavírus. Homem indígena Guarani é vacinado com a CoronaVac na aldeia São Mata Verde Bonita, em Maricá (RJ), no dia 20 de janeiro. Mauro Pimentel / AFP Todos os estados brasileiros receberam doses de vacinas produzidas pelo Instituto Butantan em parceria com o laboratório da China Sinovac e já iniciaram a vacinação contra a Covid-19. O Ministério da Saúde ...

Leia mais



VÍDEOS: Bom Dia Paraná de sexta-feira, 22 de janeiro

Assista aos vídeos do telejornal com as notícias do Paraná. Assista aos vídeos do telejornal com as notícias do Paraná.

Assista aos vídeos do telejornal com as notícias do Paraná. Assista aos vídeos do telejornal com as notícias do Paraná. ...

Leia mais



Motorista fica gravemente ferido em batida entre dois caminhões na BR-376, em Ponta Grossa

Um veículo bateu na traseira do outro na noite de quinta-feira (21). Caminhoneiro foi levado ao Pronto-Socorro Municipal de Ponta Grossa. Caminhoneiro foi socorrido em estado grave após batida, em Ponta Grossa Divulgação/PRF Um caminhoneiro ficou gravemente ferido em uma batida entre dois caminhões na noite de quinta-feira (21), na BR-376, em Ponta Grossa, nos Campos Gerais do Paraná. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a batida aconteceu na altura do km 499, próximo ao Trevo Vendrami. Um veículo bateu na traseira do outro. O motorista de um dos caminhões, de 39 anos, foi levado ao Pronto Socorro Municipal de Ponta Grossa por uma equipe do Siate. O outro motorista, de 58 anos, não ficou ferido. Ele fez o teste do bafômetro, que não apontou ingestão de álcool. Segundo a PRF, o local do acidente está em obras, mas está bem sinalizado. VÍDEOS: Mais assistidos do G1 PR Veja mais notícias da região em G1 Campos Gerais e Sul

Um veículo bateu na traseira do outro na noite de quinta-feira (21). Caminhoneiro foi levado ao Pronto-Socorro Municipal de Ponta Grossa. Caminhoneiro foi socorrido em estado grave após batida, em Ponta Grossa Divulgação/PRF Um caminhoneiro ficou gravemente ferido em uma batida entre dois caminhões na noite de quinta-feira (21), na BR-376, em Ponta Grossa, nos Campos Gerais do Paraná. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a batida aconteceu na altura do km 499, próximo ao Trevo Vendrami. Um veículo bateu na traseira do outro. O motorista de um do...

Leia mais



Motorista morre após bater veículo em carro parado em rodovia em Paranavaí

Acidente aconteceu na madrugada desta sexta-feira (22), na região noroeste do Paraná. Após atingir o carro que estava parado, o carro da vítima foi atingido por um caminhão. Acidente aconteceu na madrugada desta sexta-feira (22), na região noroeste do Paraná Divulgação/PRE Um motorista de 65 anos morreu em um acidente na madrugada desta sexta-feira (22), em Paranavaí, na região noroeste do Paraná, na PR-492. Segundo a Polícia Rodoviária Estadual (PRE), a batida envolveu dois carros e um caminhão. Um dos carros estava parado às margens da rodovia por apresentar problemas mecânicos. O acidente aconteceu depois que o carro do motorista que morreu bateu no veículo que estava parado. Com o impacto da batida, ele foi parar no meio da pista. Na sequência, o caminhão, que não conseguiu frear a tempo, atingiu o carro da vítima. Os demais envolvidos no acidente não se feriram. Vídeos: mais assistidos do Paraná Veja mais notícias da região no G1 Norte e Noroeste.

Acidente aconteceu na madrugada desta sexta-feira (22), na região noroeste do Paraná. Após atingir o carro que estava parado, o carro da vítima foi atingido por um caminhão. Acidente aconteceu na madrugada desta sexta-feira (22), na região noroeste do Paraná Divulgação/PRE Um motorista de 65 anos morreu em um acidente na madrugada desta sexta-feira (22), em Paranavaí, na região noroeste do Paraná, na PR-492. Segundo a Polícia Rodoviária Estadual (PRE), a batida envolveu dois carros e um caminhão. Um dos carros estava parado às margens da rodovia por apresentar problemas mecân...

Leia mais



Justiça suspende aumento da tarifa da Ecocataratas em cinco praças de pedágio da BR-277

Tarifas passaram a ser cobradas integralmente após fim do acordo de leniência, mas, de acordo com a Agepar, houve erros de cálculos em 2016 e 2017, e valores devem ser reduzidos até novembro de 2021. Justiça suspendeu aumento na tarifa de pedágio da Ecocataratas RPC/Reprodução A Justiça suspendeu o aumento nas tarifas de pedágio nas cinco praças de pedágio da Ecocataratas, na BR-277, entre Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, a Guarapuava, na região central do estado. A decisão, de terça-feira (19), atende a um pedido da Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados do Paraná (Agepar). A decisão vale para as praças de pedágio da concessionária em São Miguel do Iguaçu, Céu Azul, Cascavel, ambas no oeste do Paraná, Laranjeiras do Sul e Candói, na região central do estado. A concessionária retomou as tarifas integrais após o fim do acordo de leniência firmado com a Justiça, em outubro de 2019, que previa redução de 30% nas tarifas, em decorrência de irregularidades no processo de concessão investigadas na Operação Integração. A Agepar, no entanto, afirma que houve erro nos cálculos em reajustes realizados em 2016 e 2017. Por causa disso, pediu à Justiça que o aumento fosse suspenso. Os novos valores, reduzidos, ainda não entraram em vigor. De acordo com a Agepar, as planilhas encaminhadas pelo Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER-PR) estão sendo analisadas para definição da nova tarifa. Após a decisão que suspende o aumento, a Ecocataratas afirmou que vai adotar as medidas judiciais para a aplicação do reajuste que está previsto no contrato de concessão. VÍDEOS: Mais assistidos do G1 PR Veja mais notícias da região em G1 Paraná

Tarifas passaram a ser cobradas integralmente após fim do acordo de leniência, mas, de acordo com a Agepar, houve erros de cálculos em 2016 e 2017, e valores devem ser reduzidos até novembro de 2021. Justiça suspendeu aumento na tarifa de pedágio da Ecocataratas RPC/Reprodução A Justiça suspendeu o aumento nas tarifas de pedágio nas cinco praças de pedágio da Ecocataratas, na BR-277, entre Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, a Guarapuava, na região central do estado. A decisão, de terça-feira (19), atende a um pedido da Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados do Pa...

Leia mais



Trabalhadores paralisam transporte coletivo de Londrina em protesto por falta de pagamento de adiantamento quinzenal

De acordo com o sindicato dos trabalhadores, nenhum ônibus saiu das garagens na manhã desta sexta-feira (22) Trabalhadores paralisaram o transporte coletivo de Londrina nesta sexta-feira (22) Camila Simili/ RPC Londrina Motoristas e cobradores paralisaram o transporte coletivo de Londrina, no norte do Paraná, na manhã desta sexta-feira (22). Os trabalhadores alegam que não receberam o pagamento do adiantamento quinzenal. De acordo com o sindicato dos trabalhadores, todos os trabalhadores das duas empresas que fazem o transporte na cidade e também os profissionais da empresa que faz o transporte metropolitano aderiram à paralisação. Em outubro de 2020, parte do transporte coletivo da cidade ficou paralisado em outro protesto por atraso no pagamento de benefícios. Os motoristas e cobradores afirmam que só voltarão a trabalhar quando os vales, que representam 50% da remuneração dos profissionais, foram pagos ou quando houver a promessa de pagamento dos valores. O G1 tenta contato com as empresas que fazem o transporte coletivo na cidade. VÍDEOS: Mais assistidos do G1 PR Veja mais notícias da região em G1 Norte e Noroeste

De acordo com o sindicato dos trabalhadores, nenhum ônibus saiu das garagens na manhã desta sexta-feira (22) Trabalhadores paralisaram o transporte coletivo de Londrina nesta sexta-feira (22) Camila Simili/ RPC Londrina Motoristas e cobradores paralisaram o transporte coletivo de Londrina, no norte do Paraná, na manhã desta sexta-feira (22). Os trabalhadores alegam que não receberam o pagamento do adiantamento quinzenal. De acordo com o sindicato dos trabalhadores, todos os trabalhadores das duas empresas que fazem o transporte na cidade e também os profissionai...

Leia mais



Coronavírus no Paraná: veja as principais notícias sobre a pandemia
Acompanhe em tempo real a atualização das informações Coronavírus no Paraná: veja as principais notícias sobre a pandemia Acompanhe em tempo real a atualização das informações Veja a playlist com os vídeos exibidos nos telejornais da RPC. Vacina contra Covid-19: Veja quantas doses do primeiro lote cada região do Paraná vai receber. Confira a média móvel de mortes e casos de Covid-19 no estado do Paraná Acompanhe em tempo real a atualização das informações Coronavírus no Paraná: veja as principais notícias sobre a pandemia Acompanhe em tempo real a atualização das informações Veja a playlist com os vídeos exibidos nos telejornais da RPC. Vacina contra Covid-19: Veja quantas doses do primeiro lote cada região do Paraná vai receber. Confira a média móvel de mortes e casos de Covid-19 no estado do Paraná ...
Leia mais



PodParaná #9: Ilaídes Padilha, mãe do goleiro Danilo, conta como transformou dor do luto em força para viver e ajudar

'História do Danilo não pode ser esquecida', diz paranaense conhecida mundialmente pelo abraço a um repórter após acidente aéreo com delegação da Chapecoense, em 2016. O nono episódio do podcast PodParaná, feito pela equipe do G1 Paraná e da RPC, publicado nesta sexta-feira (22), fala da trajetória de dois paranaenses que, juntos, inspiram superação e solidariedade: Ilaídes e Danilo Padilha. A moradora de Cianorte, no noroeste do Paraná, Ilaídes Padilha, conta como, convivendo com a dor de perder o filho, Danilo, encontrou forças para ajudar outras pessoas que também vivem a dor do luto. O filho de Ilaídes é o goleiro Danilo, uma das 71 vítimas da queda do avião que levava o time do Chapecoense para Medellín na Colômbia, para disputar a primeira partida da final da Copa Sul-Americana, contra o Atlético Nacional, em 2016. Você pode ouvir o PodParaná no G1, no Spotify, no Castbox, na Amazon, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, no Deezer, no Hello You ou no aplicativo de sua preferência. Assine ou siga o PodParaná, para ser avisado sempre que tiver novo episódio no ar. PodParaná: toda sexta-feira um novo episódio Arte/RPC Participam do episódio o jogador de futebol e um dos sobreviventes do acidente, Alan Ruschel; o filho do Danilo, Lorenzo Padilha; uma participante do projeto "Mães e Anjos", Denira Pereira Borges; e a psicóloga Michele Maba, que é especialista em luto. Em entrevista ao PodParaná, Ilaídes relembrou o momento em que abraçou o repórter Guido Nunes, do SporTV, no gramado da Arena Condá, durante o velório das vítimas do acidente aéreo. Ela também comentou sobre a história da família, que sempre acompanhou de perto a carreira do goleiro. "Não é fácil você reviver isso, porque é muito dolorido. Eu me propus a passar por cima da minha dor, porque eu falei, assim, 'a história do Danilo não pode ser esquecida', é uma história muito bonita. Não só a dele, mas a de todos os meninos que se foram. Eu nunca vou deixar de estar aqui falando. Eu vou ser forte até o final da minha vida. A minha alegria é falar dele", comentou. Ilaídes, mãe do goleiro Danilo Reprodução Danilo estava no auge da carreira quando morreu, aos 31 anos. Ele nasceu em Jussara, também no noroeste do estado, construiu boa parte da carreira como goleiro em clubes do Paraná e, durante a trajetória no esporte, fez muitos amigos - entre eles, Alan Ruschel. "A relação que eu tinha com o Danilo era uma relação de amizade, de irmão. Era um cara extremamente para cima, que alegrava quem estava junto com ele. Para mim, foi um prazer ter convivido com ele e ter visto de perto o ser humano que ele era. Vai ficar na minha memória para sempre", afirmou o jogador. Goleiro Danilo durante jogo da semifinal da Copa Sulamericana contra o San Lorenzo em Buenos Aires Juan Mabromata/AFP Neste episódio, Ilaídes explica ainda como e porque criou o projeto chamado "Mães e Anjos", para apoiar outras mães em luto. A ação foi iniciada com o objetivo de fornecer amparo a outros pais que também perderam filhos, com acompanhamento de profissionais e troca de experiências. "Você encontra no outro o apoio, o abraço. Às vezes, você precisa só de um abraço. Nunca se nega um abraço a uma pessoa que perdeu um ente querido, seja filho, pai, mãe. Seja quem for", disse. O PodParaná tem episódios semanais que contam a história de moradores do estado e trata de temas importantes para os paranaenses. Para sugerir temas e interagir com a equipe, os ouvintes podem usar o aplicativo Você na RPC. Vídeos mais assistidos do G1 Paraná Veja mais notícias do estado no G1 Paraná. Veja mais notícias do estado no G1 Paraná.

'História do Danilo não pode ser esquecida', diz paranaense conhecida mundialmente pelo abraço a um repórter após acidente aéreo com delegação da Chapecoense, em 2016. O nono episódio do podcast PodParaná, feito pela equipe do G1 Paraná e da RPC, publicado nesta sexta-feira (22), fala da trajetória de dois paranaenses que, juntos, inspiram superação e solidariedade: Ilaídes e Danilo Padilha. A moradora de Cianorte, no noroeste do Paraná, Ilaídes Padilha, conta como, convivendo com a dor de perder o filho, Danilo, encontrou forças para ajudar outras pessoas que também v...

Leia mais



Número de passageiros diminui 64% no Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu em 2020

Dados da Infraero apontam queda em relação ao ano de 2019. Cidade é economicamente dependente do turismo e foi impactada pela pandemia. Número de voos para Foz do Iguaçu reduziu em meio à pandemia, segundo a Infraero Christian Rizzi O número de passageiros que embarcaram e desembarcaram no Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, diminuiu 64,6% em 2020, em comparação com 2019, conforme dados da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero). O movimento de passageiros foi reflexo da redução de 59,6% de pousos e decolagens na cidade em 2020. Transporte aéreo doméstico de passageiros teve queda de 52,5% em 2020, diz Anac 'É a crise mais grave da história do transporte aéreo', diz associação de administradoras de aeroportos Por causa da pandemia da Covid-19, o terminal fechou no dia 14 de abril de 2020, registrando durante o mês apenas 101 pousos e decolagens, com 494 passageiros. Em abril, a queda foi de 99,7% em relação ao mesmo período de 2019. Conforme a Infraero, até esta sexta-feira (21), o Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu conta com as companhias aéreas Latam, Gol e Azul. Elas ofertam os destinos de Porto Alegre (RS), Campinas, São Paulo e Guarulhos (SP), além de Curitiba. De acordo com a Prefeitura de Foz do Iguaçu, 241.361 passageiros passaram pelo terminal rodoviário da cidade durante a pandemia, em 2020. Conforme a Secretaria Municipal de Saúde, até quinta-feira (21), Foz do Iguaçu registrou 21.122 casos confirmados da Covid-19 e 319 morreram vítimas da doença. A cidade conta com 541 casos ativos. Economia e turismo Em meio à pandemia, a cidade foi prejudicada economicamente, pois é dependente do turismo. De acordo a Prefeitura de Foz do Iguaçu, 40% da arrecadação do Imposto Sobre Serviço (ISS) do município está ligado ao movimento de hotéis e atrativos turísticos. O Parque Nacional do Iguaçu foi fechado duas vezes em 2020 por causa do coronavírus. O espaço não pôde receber visitantes entre 18 de março e 10 de junho, além de 1º de julho e 4 de agosto. Desde 1939, quando o parque foi criado, essa foi a primeira vez que o espaço ficou tanto tempo fechado, de acordo com a concessionária que administra o local. Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu teve queda no número de passageiros por causa da pandemia Geraldo Bubniak/AEN A crise causada pelo coronavírus refletiu no número de visitantes nas Cataratas, que caiu 67% na comparação com o movimento de 2019. Segundo a administração do atrativo, 658.367 visitantes passaram pelo parque em 2020. Em 2019, o número de turistas foi de 2.020.358. A reabertura da fronteira em outubro de 2020 foi essencial para a retomada gradual do turismo em Foz do Iguaçu. A Ponte Internacional da Amizade ficou fechada por quase sete meses. Conforme o Ministério do Interior do Paraguai, cerca de 400 paraguaios tem viajado diariamente para Foz do Iguaçu. VÍDEOS: Mais assistidos do G1 PR nos últimos 7 dias Veja mais notícias da região no G1 Oeste e Sudoeste.

Dados da Infraero apontam queda em relação ao ano de 2019. Cidade é economicamente dependente do turismo e foi impactada pela pandemia. Número de voos para Foz do Iguaçu reduziu em meio à pandemia, segundo a Infraero Christian Rizzi O número de passageiros que embarcaram e desembarcaram no Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, diminuiu 64,6% em 2020, em comparação com 2019, conforme dados da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero). O movimento de passageiros foi reflexo da redução de 59,6% de pousos e decolagens na cidade em 2020. ...

Leia mais



Motorista é preso com 200 mil maços de cigarros contrabandeados, em Palmeira

Rapaz foi detido pela segunda vez em quatro meses pelo mesmo crime, de acordo com a polícia. Mercadoria foi apreendida nesta quinta-feira (21), na BR-277. Caminhão com cigarros foi abordado na BR-277, em Palmeira PRF/Divulgação Um caminhoneiro foi preso com 200 mil maços de cigarros contrabandeados, em Palmeira, na região dos Campos Gerais do Paraná, segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF). O caso aconteceu nesta quinta-feira (21). De acordo com a polícia, o motorista de 28 anos foi preso pela segunda vez pelo mesmo crime em um intervalo de quatro meses. O homem foi abordado na BR-277 pelos mesmos policiais que realizaram a prisão do rapaz em setembro de 2020, segundo a PRF. Aos policiais, o motorista apresentou um nota fiscal e disse estar transportando sacos de ração animal. Apesar disso, o documento era falso, conforme a PRF. Os agentes fizeram uma inspeção no caminhão e encontraram 400 caixas de cigarros, totalizando cerca de 200 mil maços. O motorista foi levado para a delegacia de Polícia Federal de Ponta Grossa, também nos Campos Gerais, e deve responder por contrabando e uso de documento falso, segundo a polícia. VÍDEOS: Paraná Veja mais notícias da região no G1 Campos Gerais e Sul.

Rapaz foi detido pela segunda vez em quatro meses pelo mesmo crime, de acordo com a polícia. Mercadoria foi apreendida nesta quinta-feira (21), na BR-277. Caminhão com cigarros foi abordado na BR-277, em Palmeira PRF/Divulgação Um caminhoneiro foi preso com 200 mil maços de cigarros contrabandeados, em Palmeira, na região dos Campos Gerais do Paraná, segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF). O caso aconteceu nesta quinta-feira (21). De acordo com a polícia, o motorista de 28 anos foi preso pela segunda vez pelo mesmo crime em um intervalo de quatro meses. O...

Leia mais



Governo do Paraná não tem definição sobre como vai contratar funcionários de escolas para início do ano letivo 2021

Previsão é que aulas voltem em 18 de fevereiro. Em 2020, foi criada lei para terceirização de cargos como inspetor, servente de limpeza e merendeira. Mas, não foi possível concluir licitação até o começo do ano letivo. Governo ainda não definiu como vai contratar funcionários de escolas estaduais Faltando pouco menos de um mês para o começo das aulas nas escolas estaduais, o Governo do Paraná ainda não definiu como vão ser contratados os mais de 11 mil funcionários, que trabalham em funções como merendeira, inspetor de alunos e servente de limpeza. Das 11.200 vagas abertas, 8 mil são para servente de limpeza, merendeira e inspetor de alunos, e 3.200 para auxiliares administrativos. CORONAVÍRUS NO PARANÁ: Veja as principais notícias VACINAÇÃO NO ESTADO: Confira perguntas e respostas Em maio do ano passado, o governo do estado decidiu que não faria mais concurso público para esses cargos - que até então eram contratados pelo Processo Seletivo Simplificado (PSS). A contratação, portanto, passaria a ser terceirizada. Dois meses depois, o Paraná abriu um protocolo de licitação para contratar empresas que prestam esse tipo de serviço. Mas, o processo demorou mais do que o esperado e não foi possível terminar a licitação antes do começo do ano letivo. Já no fim do ano, no dia 18 de dezembro, foi publicada em Diário Oficial a autorização para contratar de forma emergencial prestadores destes serviços para 2021 - o que dispensaria a licitação. Segundo a Secretaria de Estado de Educação do Paraná (Seed), o custo do contrato emergencial era de R$ 280 milhões para seis meses de serviço. Governo do Paraná não definiu como vai contratar funcionários de escolas estaduais para 2021 Reprodução/RPC Porém, a secretaria alegou que, neste momento, o governo iria gastar mais para a contratação emergencial de um empresa do que já gastou com profissionais temporários, contratados por PSS, em anos anteriores. Em resposta aos questionamentos feitos pela RPC, a secretaria explicou que em 2019 foram gastos R$ 314 milhões em contratos de PSS para o ano inteiro. A previsão de R$ 280 milhões com o contrato emergencial, para um período de seis meses, representaria um gasto quase 80% maior. A Seed explicou que, como não haveria economia, pediu à Comissão de Política Salarial e ao governador Ratinho Junior a autorização para continuar com o modelo de contratação via PSS até a conclusão da licitação definitiva. A secretaria disse ainda que, como a lei aprovada em maio extinguiu os cargos, existe um empecilho para ter essa solicitação aprovada e que precisaria do aval da Procuradoria-Geral do Estado do Paraná (PGE-PR). Mas, depois, a Secretaria de Educação informou à RPC que a Secretaria da Fazenda alegou que não há orçamento para a contratação emergencial e pediu o cancelamento do processo. Seed disse que previsão é que aulas voltem no dia 18 de fevereiro, de forma híbrida Reprodução/RPC Em relação à demora no processo de licitação definitiva para contratação dos serviços, a Secretaria de Administração e da Previdência disse que esse tipo de licitação é complexa e precisa de tempo para ser executada e que há necessidade de audiência pública antes da instauração do processo. Na tarde desta quinta-feira (21), a Seed afirmou que vai pedir a suspensão da contratação emergencial e que vai elaborar um estudo para definir como esses profissionais vão ser contratados - e que isso deve ser definido até o começo das aulas, marcado para o dia 18 de fevereiro. O Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Paraná (APP-Sindicato) entrou na justiça contra a terceirização dos serviços. VÍDEOS: mais assistidos do G1 PR Veja mais notícias do estado no G1 Paraná.

Previsão é que aulas voltem em 18 de fevereiro. Em 2020, foi criada lei para terceirização de cargos como inspetor, servente de limpeza e merendeira. Mas, não foi possível concluir licitação até o começo do ano letivo. Governo ainda não definiu como vai contratar funcionários de escolas estaduais Faltando pouco menos de um mês para o começo das aulas nas escolas estaduais, o Governo do Paraná ainda não definiu como vão ser contratados os mais de 11 mil funcionários, que trabalham em funções como merendeira, inspetor de alunos e servente de limpeza. Das 11.200 vagas abertas, 8 mil são ...

Leia mais



Expoingá é novamente adiada, e organização prevê exposição para outubro de 2021

Feira estava programada para maio, mas foi adiada pela terceira vez por causa da pandemia do novo coronavírus. Evento deve acontecer entre 7 e 17 de outubro de 2021. Expoingá reúne milhares de visitantes todos os anos Divulgação/Expoingá A Exposição Feira Agropecuária, Industrial e Comercial de Maringá (Expoingá) foi novamente adiada por causa da pandemia do novo coronavírus. Segundo a organização, a exposição deve ser feita entre 7 e 17 de outubro de 2021. A Expoingá deveria acontecer em maio de 2020. No entanto, acabou sendo adiada para outubro do mesmo ano, por causa da pandemia. Coronavírus no Paraná: veja as principais notícias Paraná tem 9.171 mortes e 511.460 casos de Covid-19, aponta boletim Apesar disso, em setembro, a Sociedade Rural de Maringá (SRM) comunicou que iria adiar o evento mais uma vez, prevendo para maio de 2021. Nesta quinta-feira (21), a organização do evento publicou um novo comunicado, transferindo a Expoingá para outubro deste ano. Leia o comunicado na íntegra mais abaixo. A Expoingá é um dos principais eventos do setor agropecuário do Paraná, recebendo cerca de 500 mil visitantes e movimentando aproximadamente R$ 600 milhões em negócios. Leia o comunicado da SRM sobre a Expoingá "Diante das circunstâncias atuais, em que ainda permanece o estado de pandemia e estejamos apenas no início do processo de vacinação no país, a diretoria da Sociedade Rural de Maringá decide por agendar a 48ª EXPOINGÁ para a data de 7 a 17 de outubro de 2021. Esta decisão se dá como demonstração de otimismo e confiança de que muito em breve estaremos superando essa pandemia e pela preservação da saúde, segurança e bem-estar dos nossos associados, parceiros, patrocinadores, expositores, autoridades, colaboradores e público em geral. Agradecemos a compreensão, com a fé de que certamente nos encontraremos em breve e o propósito de fazer uma feira referência e a melhor EXPOINGÁ de todos os tempos." VÍDEOS: Paraná Veja mais notícias da região no G1 Norte e Noroeste.

Feira estava programada para maio, mas foi adiada pela terceira vez por causa da pandemia do novo coronavírus. Evento deve acontecer entre 7 e 17 de outubro de 2021. Expoingá reúne milhares de visitantes todos os anos Divulgação/Expoingá A Exposição Feira Agropecuária, Industrial e Comercial de Maringá (Expoingá) foi novamente adiada por causa da pandemia do novo coronavírus. Segundo a organização, a exposição deve ser feita entre 7 e 17 de outubro de 2021. A Expoingá deveria acontecer em maio de 2020. No entanto, acabou sendo adiada para outubro do mesmo ano, por causa da pandemia...

Leia mais



Decreto autoriza retorno presencial das aulas em escolas e universidades públicas do Paraná

Atividades foram suspensas em março de 2020, por causa da pandemia de Covid-19. Seed disse que previsão é que aulas voltem no dia 18 de fevereiro, de forma híbrida. Governo do Paraná autoriza volta às aulas O Governo do Paraná publicou um decreto permitindo o retorno presencial das aulas em escolas estaduais públicas e privadas, além das universidades públicas do estado. A medida foi publicada no Diário Oficial de quarta-feira (20). As aulas presenciais foram suspensas no dia 20 de março de 2020, por tempo indeterminado, por causa da pandemia do novo coronavírus. Coronavírus no Paraná: veja as principais notícias Acompanhe a média móvel de mortes e casos no estado De acordo com o decreto, a medida também vale para entidades conveniadas ao estado. A publicação determina ainda que a retomada deve seguir uma resolução da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) que determinou medidas sanitárias para enfrentamento da pandemia de Covid-19. (Veja mais abaixo) Apesar do retorno estar permitido, a Secretaria de Estado da Educação (Seed) informou que a volta às aulas continua programada para o dia 18 de fevereiro, seguindo o modelo híbrido, na rede estadual. A Seed afirmou ainda que o retorno na rede pública está condicionado à evolução da pandemia do novo coronavírus. Aulas devem voltar no dia 18 de fevereiro, segundo o governo Reprodução/RPC Modelo híbrido O retorno das aulas presenciais, no modelo híbrido, deve funcionar com revezamento entre os alunos. Pela proposta, um grupo de estudantes acompanha a aula presencialmente, na escola, e os outros alunos da turma participam da mesma aula, simultaneamente, de maneira remota. As turmas serão divididas, conforme a capacidade de cada sala em receber alunos, obedecendo ao distanciamento entre eles. Ainda segundo a secretaria, os estudantes que não têm a tecnologia necessária para acompanhar as aulas em casa terão preferência em ir à escola. Paraná investe R$ 5,9 milhões para reforçar estrutura das escolas na retomada das aulas presenciais Os colégios deverão seguir cuidados de higiene, com disponibilidade de álcool gel, obrigatoriedade do uso de máscaras e distanciamento. Em dezembro, durante o anúncio do modelo, o secretário Renato Feder afirmou que a participação dos alunos no sistema híbrido não será obrigatória. Resolução da Sesa Pelo decreto, as escolas e universidades terão que seguir uma resolução publicada pela Sesa em maio de 2020, com medidas para enfrentamento da pandemia. Entre as recomendações da secretaria estão: Distanciamento de dois metros, com implantação de mecanismos que evitem aglomerações; Uso obrigatório de máscara; Proibição de uso de bebedouros que exigem aproximação da boca; Disposição de móveis, como carteiras, deve ser alterada para manter o distanciamento; Utilização de álcool em gel; Espaços de uso público devem ficar arejados; Ambientes devem passar por limpeza e desinfecção constantemente. Coronavírus no Paraná O Paraná tem 511.460 casos confirmados e 9.171 mortes provocadas pela Covid-19, segundo boletim da Sesa desta quinta-feira (21). De acordo com o levantamento, 376.136 pacientes são considerados recuperados da doença. Por outro lado, o estado tem 126.153 casos ativos da Covid-19. A Sesa informou que 2.706 pessoas estão internadas com suspeita ou diagnóstico da doença, na rede pública e privada de saúde do Paraná. A taxa de ocupação das Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) para adultos está em 83%. VÍDEOS: Paraná Veja mais notícias do estado no G1 Paraná.

Atividades foram suspensas em março de 2020, por causa da pandemia de Covid-19. Seed disse que previsão é que aulas voltem no dia 18 de fevereiro, de forma híbrida. Governo do Paraná autoriza volta às aulas O Governo do Paraná publicou um decreto permitindo o retorno presencial das aulas em escolas estaduais públicas e privadas, além das universidades públicas do estado. A medida foi publicada no Diário Oficial de quarta-feira (20). As aulas presenciais foram suspensas no dia 20 de março de 2020, por tempo indeterminado, por causa da pandemia do novo coronavírus. Coronavírus no...

Leia mais



Unioeste oferece cursinho pré-vestibular gratuito, em Foz do Iguaçu

Inscrições estão abertas para alunos ou candidatos que concluíram o ensino médio em instituições públicas. Aulas do projeto social de extensão começam em fevereiro. Inscrições estão abertas para estudantes de escolas públicas, em Foz do Iguaçu Unioeste/Divulgação O cursinho pré-vestibular gratuito da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste), em Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, está com as inscrições abertas. Conforme a Unioeste, o projeto social de extensão é destinado para alunos ou candidatos que concluíram o ensino médio em instituições públicas. Os interessados devem preencher um formulário pela internet até 30 de janeiro. As vagas são limitadas e serão preenchidas por ordem de inscrição. O cursinho conta com a participação de docentes da universidade e acadêmicos monitores nas áreas de conhecimento do vestibular. Segundo a instituição, o início das aulas está previsto para fevereiro, com término em julho de 2021. Por causa da pandemia, ainda não foi definido se o curso será presencial ou online. Inscrições para monitoria do cursinho Conforme a Unioeste, também estão abertas as inscrições para a seleção de monitores do curso pré-vestibular. Podem se inscrever alunos de graduação e pós-graduação. Os estudantes auxiliarão os professores em cada uma das disciplinas disponibilizadas pelo cursinho. Outras informações podem ser obtidas pelo edital de seleção. VÍDEOS: Educação Veja mais notícias da região no G1 Oeste e Sudoeste.

Inscrições estão abertas para alunos ou candidatos que concluíram o ensino médio em instituições públicas. Aulas do projeto social de extensão começam em fevereiro. Inscrições estão abertas para estudantes de escolas públicas, em Foz do Iguaçu Unioeste/Divulgação O cursinho pré-vestibular gratuito da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste), em Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, está com as inscrições abertas. Conforme a Unioeste, o projeto social de extensão é destinado para alunos ou candidatos que concluíram o ensino médio em instituições públicas. Os...

Leia mais



VÍDEOS: Boa Noite Paraná de quinta-feira, 21 de janeiro

Assista aos vídeos do telejornal com as notícias do Paraná. Assista aos vídeos do telejornal com as notícias do Paraná.

Assista aos vídeos do telejornal com as notícias do Paraná. Assista aos vídeos do telejornal com as notícias do Paraná. ...

Leia mais



Motorista de aplicativo é baleado enquanto esperava por corrida, em Londrina

Rapaz de 23 anos foi atingido por cinco tiros, segundo a polícia, na noite de quarta-feira (20). Disparos foram feitos por dois homens que estavam em uma moto. Motorista de aplicativo é baleado, em Londrina Um motorista de aplicativo foi baleado com cinco tiros enquanto aguardava por uma corrida, em Londrina, na região norte do Paraná, na noite de quinta-feira (20), segundo a Polícia Militar (PM). De acordo com a polícia, o motorista estava estacionado próximo ao Cemitério Parque Anchieta. O jovem, de 23 anos, disse à polícia que duas pessoas passaram pelo veículo com uma moto e atiraram. Mesmo ferido, o motorista dirigiu até um posto de combustível, onde pediu por ajuda. O Corpo de Bombeiros foi chamado e o rapaz foi levado até o hospital. A PM informou que o caso é investigado pela Polícia Civil. Apesar disso, os policiais avaliam a tentativa de homicídio. O jovem relatou que não conhecia os autores dos disparos. O carro do motorista foi levado até o pátio da Polícia Civil e deve passar por uma perícia. O jovem também será ouvido após receber alta do hospital. Carro foi alvo de disparos de arma de fogo LondrinaNews/Cedida VÍDEOS: Meio-Dia Paraná de quinta-feira, 21 de janeiro Veja mais notícias da região no G1 Norte e Noroeste.

Rapaz de 23 anos foi atingido por cinco tiros, segundo a polícia, na noite de quarta-feira (20). Disparos foram feitos por dois homens que estavam em uma moto. Motorista de aplicativo é baleado, em Londrina Um motorista de aplicativo foi baleado com cinco tiros enquanto aguardava por uma corrida, em Londrina, na região norte do Paraná, na noite de quinta-feira (20), segundo a Polícia Militar (PM). De acordo com a polícia, o motorista estava estacionado próximo ao Cemitério Parque Anchieta. O jovem, de 23 anos, disse à polícia que duas pessoas passaram pelo veículo com uma moto e at...

Leia mais



Secretaria da Saúde de Curitiba investiga variante do novo coronavírus; coletas respiratórias foram enviadas à Fiocruz

Pasta foi notificada a respeito de 9 moradores de Manaus (AM) que testaram positivo para Covid-19 e estão em Curitiba; 3 deles estão hospitalizadas, 4 em isolamento domiciliar e 2 não atendem ao monitoramento da prefeitura. Mutação do coronavírus JN Uma nova variante do novo coronavírus está sendo investigada pela Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba, segundo anúncio da prefeitura nesta quinta-feira (21). A secretaria foi notificada a respeito de nove moradores de Manaus (AM) que testaram positivo para Covid-19 e estão em Curitiba. Três deles estão hospitalizadas, quatro estão em isolamento domiciliar e vêm sendo acompanhados pelo monitoramento da Saúde. Conforme a administração municipal, todos se deslocaram espontaneamente à capital paranaense - sem transferência oficial de serviços hospitalares ou de governos. A preocupação, no entanto, é com um casal que testou positivo em uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Curitiba e não está atendendo ao monitoramento da prefeitura. CORONAVÍRUS NO PARANÁ: Veja as principais notícias VACINAÇÃO NO ESTADO: Confira perguntas e respostas BOLETIM: Paraná chega a 9.171 óbitos com 511.460 casos Em 17 de janeiro, esse casal procurou uma UPA da capital e informou ter testado positivo para a doença em Manaus. No local, segundo a prefeitura, foram coletadas amostras que confirmaram como casos positivos. Entretanto, a secretária municipal da Saúde, Márcia Huçulak, afirmou que depois disso o casal não deu notícias. "Não estamos encontrando essas pessoas através dos contatos que informaram, e caso não atendam nosso monitoramento, poderão ser acionados judicialmente para responder por crime de saúde pública", disse ela. Segundo a prefeitura, coletas respiratórias dos casos positivos da doença dos pacientes de Manaus (AM), que estão em Curitiba, foram enviados para o laboratório nacional da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), no Rio de Janeiro. Variante achada no Brasil poderia 'driblar' anticorpos e reinfectar quem já teve Covid-19 Variante do coronavírus encontrada no AM chegou ao Japão com série de mutações inéditas A identificação dessa nova variante requer análise de alta complexidade, com sequenciamento genético do vírus, de acordo com a administração municipal. A preocupação da prefeitura é evitar a circulação na cidade da nova variante do Sars-CoV-2, com grande potencial de transmissão. Os moradores de Manaus que estão na capital paranaense e tiverem dúvidas sobre o novo coronavírus podem ligar no telefone (41) 3350-9000. Seguindo protocolo, Brasil alerta comunidade internacional sobre variante do coronavírus registrada em Manaus Ministério da Saúde confirma reinfecção por nova variante brasileira do coronavírus VÍDEOS: mais assistidos do G1 PR Veja mais notícias do estado no G1 Paraná.

Pasta foi notificada a respeito de 9 moradores de Manaus (AM) que testaram positivo para Covid-19 e estão em Curitiba; 3 deles estão hospitalizadas, 4 em isolamento domiciliar e 2 não atendem ao monitoramento da prefeitura. Mutação do coronavírus JN Uma nova variante do novo coronavírus está sendo investigada pela Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba, segundo anúncio da prefeitura nesta quinta-feira (21). A secretaria foi notificada a respeito de nove moradores de Manaus (AM) que testaram positivo para Covid-19 e estão em Curitiba. Três deles estão hospitalizadas, quatro estão em...

Leia mais



Pastor Valdir, vereador de Apucarana, morre vítima da Covid-19

Parlamentar foi internado no domingo (17) e morreu na madrugada desta quinta-feira (21). Cortejo foi feito em homenagem ao vereador, que tinha 71 anos. Pastor Valdir (PSL), vereador em Apucarana, morre vítima da COVID-19 O vereador de Apucarana, na região norte do Paraná, Pastor Valdir (PSL) morreu vítima da Covid-19 na madrugada desta quinta-feira (21). De acordo com a Câmara, o parlamentar estava internado e sofreu uma parada cardiorrespiratória. Valdir Silvério dos Reis tinha 71 anos e foi eleito vereador com 764 votos, nas eleições municipais de 2020. O vereador presidiu a sessão solene de posse, no dia 1º de janeiro. Pastor Valdir foi internado no domingo (17), no Hospital da Providência, e chegou a ser entubado na quarta-feira (20), mas não resistiu. A Câmara de Vereadores de Apucarana decretou luto oficial de três dias e lamentou a morte do vereador. Um cortejo foi feito em homenagem ao parlamentar. Pastor Valdir deixa esposa, três filhos e cinco netos. Pastor Valdir tinha 71 anos e foi eleito vereador nas eleições de 2020 Divulgação Coronavírus Apucarana tem 2.954 casos confirmados e 107 mortes provocadas pela Covid-19, de acordo com boletim desta quinta, da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa). Coronavírus no Paraná: veja as principais notícias Acompanhe a média móvel de mortes e casos no estado Em todo o Paraná são 9.171 óbitos e 511.460 diagnósticos da doença. VÍDEOS: Meio-Dia Paraná de quinta-feira, 21 de janeiro Veja mais notícias da região no G1 Norte e Noroeste.

Parlamentar foi internado no domingo (17) e morreu na madrugada desta quinta-feira (21). Cortejo foi feito em homenagem ao vereador, que tinha 71 anos. Pastor Valdir (PSL), vereador em Apucarana, morre vítima da COVID-19 O vereador de Apucarana, na região norte do Paraná, Pastor Valdir (PSL) morreu vítima da Covid-19 na madrugada desta quinta-feira (21). De acordo com a Câmara, o parlamentar estava internado e sofreu uma parada cardiorrespiratória. Valdir Silvério dos Reis tinha 71 anos e foi eleito vereador com 764 votos, nas eleições municipais de 2020. O vereador presidiu a sessão...

Leia mais



Casal morre carbonizado após carro bater em caminhão e cair em barranco na BR-373

Segundo a família, Nilton Alexandre, de 52 anos, e Guilhermina Juliana, de 46 anos, moravam em Realeza, mas viajavam para São Paulo para começar um novo emprego. Carro pegou fogo, e vítimas morrem no local. Casal morre em acidente de trânsito em Chopinzinho Um casal morreu carbonizado após um acidente entre o carro em que estavam e um caminhão na BR-373, em Chopinzinho, no sudoeste do Paraná, na quarta-feira (20), segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF). Conforme a família, as vítimas são Nilton Alexandre de Oliveira, de 52 anos, e Guilhermina Juliana de Almeida, de 46 anos. Eles moravam em Realeza, no sudoeste, mas viajavam para São Paulo, pois mudariam de estado a trabalho. Segundo testemunhas, o carro do casal foi atingido na lateral pelo no caminhão. Com o impacto da batida, o carro foi jogado em um barranco às margens da rodovia. Populares tentaram socorrer as vítimas, mas o carro pegou fogo e os dois morreram no local. Casal mudaria para São Paulo após arrumar um emprego no outro estado, mas morreu a caminho da nova casa Arquivo pessoal Conforme a PRF, o motorista do caminhão não se feriu, e a causa do acidente será investigada. Os corpos das vítimas foram levados para o Instituto Médico-Legal (IML) de Pato Branco, também no sudoeste. Carro pegou fogo após cair em barranco na BR-373 Evandro Artuzi/Extra FM/Imagem cedida VÍDEOS: Meio-Dia Paraná de quinta-feira, 21 de janeiro Veja mais notícias da região no G1 Oeste e Sudoeste.

Segundo a família, Nilton Alexandre, de 52 anos, e Guilhermina Juliana, de 46 anos, moravam em Realeza, mas viajavam para São Paulo para começar um novo emprego. Carro pegou fogo, e vítimas morrem no local. Casal morre em acidente de trânsito em Chopinzinho Um casal morreu carbonizado após um acidente entre o carro em que estavam e um caminhão na BR-373, em Chopinzinho, no sudoeste do Paraná, na quarta-feira (20), segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF). Conforme a família, as vítimas são Nilton Alexandre de Oliveira, de 52 anos, e Guilhermina Juliana de Almeida, de 46 anos. El...

Leia mais



Ex-vereador Cristiano Santos recebe alta do hospital após 62 dias internado com Covid-19

Cristiano foi internado em 20 de novembro de 2020, em Curitiba. Dos 62 dias hospitalizado, 50 foram na UTI. Ele vai continuar em casa processo de reabilitação das sequelas deixadas pela doença. Ex-vereador Cristiano Santos recebe alta do hospital após 62 dias internado com Covid-19 Reprodução/Facebook Cristiano Santos O ex-vereador e jornalista Cristiano Santos (PV), de Curitiba, que estava internado com Covid-19, recebeu alta do Hospital Vita, nesta quinta-feira (21). Ele estava internado desde o dia 20 de novembro do ano passado. Ao todo, foram 62 dias internado, destes 50 dentro da Unidade de Terapia Intensiva (UTI). De acordo com a assessoria, o ex-vereador foi levado para casa para continuar com o processo de reabilitação das sequelas deixadas pelo novo coronavírus. "Foram 62 dias internado, 50 deles na UTI, dois processos de intubação, sedativos e incontáveis sessões de fisioterapia, mas finalmente chegou a hora de dizer que o milagre aconteceu", diz publicação. CORONAVÍRUS NO PARANÁ: Veja as principais notícias VACINAÇÃO NO ESTADO: Confira perguntas e respostas Cristiano Santos tem 40 anos cumpriu dois mandatos como vereador de Curitiba. Cristiano Santos foi internado com Covid-19 em 20 de novembro Divulgação/CMC Cristiano Santos é transferido para UTI humanizada Covid-19 em Curitiba A capital tem 76.530 casos confirmados do novo coronavírus e 2.101 mortes pela doença, segundo o boletim publicado nesta quinta-feira pela Secretaria Estadual da Saúde (Sesa). Em todo o Paraná, são 511.460 casos e 9.171 mortes por Covid-19. VÍDEOS: mais assistidos do G1 PR Veja mais notícias do estado no G1 Paraná.

Cristiano foi internado em 20 de novembro de 2020, em Curitiba. Dos 62 dias hospitalizado, 50 foram na UTI. Ele vai continuar em casa processo de reabilitação das sequelas deixadas pela doença. Ex-vereador Cristiano Santos recebe alta do hospital após 62 dias internado com Covid-19 Reprodução/Facebook Cristiano Santos O ex-vereador e jornalista Cristiano Santos (PV), de Curitiba, que estava internado com Covid-19, recebeu alta do Hospital Vita, nesta quinta-feira (21). Ele estava internado desde o dia 20 de novembro do ano passado. Ao todo, foram 62 dias internado, destes 50 dentro da Unidade de Te...

Leia mais



Motorista de aplicativo é agredido por passageiro após desentendimento por causa de corrida, em Guarapuava

Motorista afirmou que não aceitou fazer um desvio da rota sem que a alteração fosse informada no aplicativo, e passageiro reagiu com chutes no carro e socos. Motorista de aplicativo é agredido por passageiro, em Guarapuava Um motorista de aplicativo foi agredido por um passageiro depois de um desentendimento por causa da rota da corrida, em Guarapuava, na região central do Paraná, segundo a Polícia Militar (PM). O caso aconteceu na noite de quarta-feira (20), no Centro da cidade, de acordo com a PM. Moradores da região filmaram a briga. Assista ao vídeo acima. A polícia informou que, de acordo com os relatos de testemunhas, após o desentendimento, o passageiro, de 40 anos, desceu do carro, deu chutes no veículo e socos no motorista, de 38 anos. O motorista afirmou que o passageiro pediu para que a rota fosse alterada ao longo do trajeto, sem que a informação fosse registrada no aplicativo, e a briga aconteceu após os dois se desentenderem. Segundo a PM, os dois foram encaminhados para assinatura de Termo Circunstanciado no 16º Batalhão da PM. Testemunhas filmaram a briga entre passageiro e motorista, em Guarapuava Arquivo pessoal VÍDEOS: Mais assistidos do G1 PR Veja mais informações da região em G1 Paraná

Motorista afirmou que não aceitou fazer um desvio da rota sem que a alteração fosse informada no aplicativo, e passageiro reagiu com chutes no carro e socos. Motorista de aplicativo é agredido por passageiro, em Guarapuava Um motorista de aplicativo foi agredido por um passageiro depois de um desentendimento por causa da rota da corrida, em Guarapuava, na região central do Paraná, segundo a Polícia Militar (PM). O caso aconteceu na noite de quarta-feira (20), no Centro da cidade, de acordo com a PM. Moradores da região filmaram a briga. Assista ao vídeo acima. A polícia in...

Leia mais



Pais sofrem acidente de carro a caminho do hospital ao tentar socorrer filho, mas criança morre afogada em São Miguel do Iguaçu

Segundo a Polícia Civil, após acidente de carro, família conseguiu carona e chegou ao hospital, mas menino de dois anos não sobreviveu. IML informou que criança morreu por afogamento. Pais sofrem acidente ao tentar socorrer filho que se afogou em açude Um menino, de dois anos, morreu vítima de afogamento, no interior de São Miguel do Iguaçu, no oeste do Paraná, segundo a Polícia Civil. O acidente ocorreu em um açude e foi registrado na quarta-feira (20). De acordo com a polícia, após o afogamento, os pais da criança foram buscar socorro, mas sofreram um acidente de trânsito a caminho do hospital. Por causa da batida no carro em que estavam, o casal e o menino foram ajudados por populares. Eles seguiram de carona até a unidade hospitalar. A equipe médica do hospital tentou reanimar a criança, mas o menino não sobreviveu. Apesar do acidente de trânsito, o Instituto Médico-Legal (IML) de Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, informou que o motivo da morte foi afogamento. Conforme a Delegacia de São Miguel do Iguaçu, o caso foi arquivado por se tratar de um acidente. Detalhes sobre o afogamento não foram informados. Caso foi registrado pela Polícia Civil de São Miguel do Iguaçu, mas inquérito foi arquivado por se tratar de um acidente Divulgação/PCPR VÍDEOS: Meio-Dia Paraná de quinta-feira, 21 de janeiro Veja mais notícias da região no G1 Oeste e Sudoeste.

Segundo a Polícia Civil, após acidente de carro, família conseguiu carona e chegou ao hospital, mas menino de dois anos não sobreviveu. IML informou que criança morreu por afogamento. Pais sofrem acidente ao tentar socorrer filho que se afogou em açude Um menino, de dois anos, morreu vítima de afogamento, no interior de São Miguel do Iguaçu, no oeste do Paraná, segundo a Polícia Civil. O acidente ocorreu em um açude e foi registrado na quarta-feira (20). De acordo com a polícia, após o afogamento, os pais da criança foram buscar socorro, mas sofreram um acidente de trâns...

Leia mais



Paraná soma mais 71 mortes e chega a 9.171 óbitos com 511.460 casos de Covid-19, aponta boletim

Levantamento desta quinta-feira (21) aponta que estado registou mais 3.126 diagnósticos. Casos ativos chegam a 126.153, de acordo com a Secretaria de Estado da Saúde. Reprodução em 3D do modelo do novo coronavírus (Sars-CoV-2) criada pela Visual Science. Reprodução/Visual Science O Paraná tem 511.460 casos confirmados e 9.171 mortes provocadas pela Covid-19, de acordo com boletim publicado pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) nesta quinta-feira (21). O estado somou mais 71 óbitos e 3.126 diagnósticos, em comparação com o levantamento de quarta-feira (20). Coronavírus no Paraná: veja as principais notícias Acompanhe a média móvel de mortes e casos no estado Vacinação no Paraná: veja perguntas e respostas Segundo o balanço, 376.136 pacientes são considerados recuperados da doença, o que representa 74% dos paranaenses infectados. Já a taxa de letalidade continua em 2%. Além disso, o estado tem 126.153 casos ativos da Covid-19 e outros 11.399 suspeitos, que estão sob análise. A Sesa informou ainda que excluiu 14 casos e 14 mortes do levantamento por erro de notificação. Vidas perdidas Mais 71 pessoas morreram por causa da Covid-19 no Paraná. As vítimas eram 29 mulheres e 42 homens, que tinham entre 32 e 98 anos. Os pacientes moravam nas seguintes cidades: Ponta Grossa: 12; Paranaguá: 5; Cascavel, Jaguariaíva e Pinhais: 3 cada; Arapongas, Araucária, Castro, Foz do Iguaçu, Guamiranga, Japira, Nova Londrina, Telêmaco Borba e Toledo: 2 cada; Andirá, Apucarana, Arapoti, Assaí, Bandeirantes, Bela Vista do Paraíso, Cambé, Campo Mourão, Colombo, Curitiba, Faxinal, Formosa do Oeste, Guairá, Itambé, Londrina, Maringá, Nova Esperança, Pinhão, Porecatu, Quedas do Iguaçu, Rio Azul, Rolândia, São João, São José dos Pinhais, Tibagi, Ubiratã e Umuarama: 1 cada. As mortes aconteceram desde setembro de 2020, mas só foram contabilizadas no boletim desta quinta-feira. Confira a seguir na tabela: Novas mortes por Covid-19 Dados atualizados pela secretaria na quarta-feira (20) mostram que, desde o começo da pandemia, 81% dos paranaenses que morreram por causa da Covid-19 tinham algum fator de risco associado. Entre os principais fatores de risco estão idade avançada, doença cardiovascular crônica e diabete mellitus. Ocupação dos leitos Segundo a Sesa, 2.706 pessoas estão internadas com suspeita ou diagnóstico de Covid-19, na rede pública e privada de saúde do Paraná. Os dados são referentes às 12h desta quarta. O levantamento aponta que 1.177 pacientes estão em Unidades de Terapia Intensiva (UTI) e 1.529 em leitos de enfermaria. Confira abaixo: 510 estão na UTI com suspeita da doença; 864 estão em leitos clínicos com suspeita da doença; 667 estão na UTI com diagnóstico da doença; 665 estão em leitos clínicos com diagnóstico da doença. Sobre as vagas do Sistema Único de Saúde (SUS) exclusivos para o tratamento da Covid-19, a taxa de ocupação está da seguinte forma, no estado: 83% dos 1.209 leitos de UTI adulta; 61% dos 1.761 leitos de enfermaria adulta; 50% dos 22 leitos de UTI pediátrica; 41% dos 34 leitos de enfermaria pediátrica. Já entre os leitos de UTI para adultos, a maior taxa de ocupação está na macrorregião Noroeste, de acordo com a Sesa. A área abrange hospitais da região de Maringá, Paranavaí, Umuarama e Cianorte. Confira abaixo a ocupação deste tipo de leito, por macrorregião: Noroeste: 88% Leste: 84% Norte: 81% Oeste: 75% Situação em Curitiba A ocupação geral dos leitos de UTI para Covid-19 no SUS, em Curitiba, está em 84%. A prefeitura informou que 312 pacientes estão internados na ala, sendo oito crianças. Na enfermaria, 388 pessoas estão hospitalizadas, o que representa uma taxa de ocupação de 73%, de acordo com a Secretaria Municipal de Saúde. Perfil dos pacientes Segundo a Sesa, 53% dos casos confirmados de Covid-19 são de mulheres, enquanto 47% são de homens. A média de idade dos pacientes está em 39,43 anos. Por outro lado, 59% dos pacientes que morreram são homens e 41% mulheres. Entre as vítimas, a média de idade é de 68,99 anos. Casos por cidade Vinte e nove dos 399 municípios do Paraná não registram mortes por Covid-19. Segundo a Sesa, todas as cidades possuem casos confirmados. O levantamento aponta ainda que Inajá é a única cidade sem casos ativos da doença. Veja abaixo o número de casos, mortes e recuperados da Covid-19, por cidade: Casos e mortes por Covid-19 VÍDEOS: Vacina contra a Covid-19 no Paraná Initial plugin text Veja mais notícias do estado no G1 Paraná.

Levantamento desta quinta-feira (21) aponta que estado registou mais 3.126 diagnósticos. Casos ativos chegam a 126.153, de acordo com a Secretaria de Estado da Saúde. Reprodução em 3D do modelo do novo coronavírus (Sars-CoV-2) criada pela Visual Science. Reprodução/Visual Science O Paraná tem 511.460 casos confirmados e 9.171 mortes provocadas pela Covid-19, de acordo com boletim publicado pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) nesta quinta-feira (21). O estado somou mais 71 óbitos e 3.126 diagnósticos, em comparação com o levantamento de quarta-feira (20). Coronav...

Leia mais



Acusado de matar professora deve ser transferido para Complexo Médico-Penal para tratar 'depressão profunda'

Marcelo Ávila está preso em Ponta Grossa, por assassinar ex-esposa em frente ao filho. Segundo a defesa, Justiça acatou laudo que considerou que o homem não tinha controle das ações. Acusado de matar a professora Luciane Ávila será transferido para Complexo Médico Penal Um homem acusado de matar a ex-esposa a facadas na frente do filho em Ponta Grossa, nos Campos Gerais do Paraná, deve ser transferido para o Complexo Médico-Penal de Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba. Segundo a defesa do acusado, um laudo médico que o considerava parcialmente incapaz foi acatado pela Justiça. O homem está preso na cadeia de Ponta Grossa, e, segundo o advogado que o defende, Gustavo Madureira, a transferência acontecerá pois "o perito disse que ele [Marcelo] tem depressão grave e precisa de tratamento, pois o transtorno pode levar ao suicídio". O crime aconteceu em dezembro de 2019. A ex-mulher, que era professora, foi assassinada quando deixava o filho na escola. Desde então, Marcelo Ávila está na cadeia e responde pelos crimes de homicídio triplamente qualificado, tentativa de homicídio qualificado e por submeter criança sob a guarda a constrangimento. Câmera registra momento em que suspeito de matar professora corre e descarta faca; VÍDEO 'Falta gigantesca', diz filho de professora morta a facadas em Ponta Grossa um ano após o crime Ainda de acordo com a defesa, o laudo apontou que o acusado sabia que estava cometendo o crime mas não conseguia ter controle das ações. O advogado afirmou que espera que Marcelo permaneça no complexo até o julgamento, que ainda não tem data marcada. Por meio de nota, a defesa da família da vítima reforçou que "o judiciário entendeu ser a melhor situação ao réu", mas pontuou que tanto o laudo quanto a transferência "não se tratam de decisão definitiva nem absolvição ou impunidade". Marcelo Ávila deve ser transferido para Complexo Médico Penal após ser considerado 'parcialmente incapaz' Reprodução/RPC O crime Professora foi morta a facadas ao deixar filho na escola em Ponta Grossa Reprodução/RPC Luciane Ávila tinha 42 anos. A professora chegou a ser socorrida, e a equipe de resgate tentou reanimá-la durante meia-hora. Um homem, que estava no local, tentou a ajudar a vítima e sofreu um ferimento no braço. Ele foi socorrido, levado para um hospital da cidade e passa bem. Após o crime, o suspeito fugiu em uma moto e jogou a faca utilizada para ferir as vítimas em uma esquina, conforme os bombeiros. De acordo com a polícia, a vítima havia pedido uma medida protetiva contra o suspeito. A solicitação estava em análise no Fórum da cidade. Segundo a polícia, havia um boletim de ocorrência contra o homem por perturbação de sossego. Os dois estavam casados há 25 anos e a mulher havia saído de casa em outubro. O casal tinha três filhos, sendo um de oito anos. VÍDEOS: Mais assistidos do G1 PR nos últimos 7 dias Veja mais notícias da região em G1 Campos Gerais e Sul.

Marcelo Ávila está preso em Ponta Grossa, por assassinar ex-esposa em frente ao filho. Segundo a defesa, Justiça acatou laudo que considerou que o homem não tinha controle das ações. Acusado de matar a professora Luciane Ávila será transferido para Complexo Médico Penal Um homem acusado de matar a ex-esposa a facadas na frente do filho em Ponta Grossa, nos Campos Gerais do Paraná, deve ser transferido para o Complexo Médico-Penal de Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba. Segundo a defesa do acusado, um laudo médico que o considerava parcialmente incapaz foi acatado pela Ju...

Leia mais



Adolescente é apreendida após matar ex-namorado da mãe a facadas em Colorado, diz polícia

Jovem de 17 anos disse à PM que homem estava agredindo a mãe porque não aceitava fim do relacionamento. Polícia Civil informou que adolescente foi liberada por agir em legítima defesa. Homem é morto pela filha da namorada Uma adolescente foi apreendida suspeita de ter matado o ex-namorado da mãe dela, em Colorado, na região norte do Paraná, segundo a Polícia Militar (PM). O caso aconteceu na madrugada desta quinta-feira (21). A PM informou que foi chamada após um denúncia de que um homem estaria morto no bairro Santa Clara. Após os policiais chegarem ao local, a jovem de 17 anos disse que tinha ferido o ex-namorado da mãe com uma faca. Ainda de acordo com a polícia, a adolescente relatou que o homem estava agredindo a mãe dela porque não aceitava o fim do relancionamento. A mãe confirmou à PM as informações relatadas pela jovem. As duas foram levadas para a delegacia. A Polícia Civil disse que a adolescente foi liberada pois agiu em legítima defesa. O caso é investigado. Polícia Militar atendeu o caso na madrugada desta quinta-feira (21) Divulgação/PMPR VÍDEOS: Meio-Dia Paraná de quinta-feira, 21 de janeiro Veja mais notícias da região no G1 Norte e Noroeste.

Jovem de 17 anos disse à PM que homem estava agredindo a mãe porque não aceitava fim do relacionamento. Polícia Civil informou que adolescente foi liberada por agir em legítima defesa. Homem é morto pela filha da namorada Uma adolescente foi apreendida suspeita de ter matado o ex-namorado da mãe dela, em Colorado, na região norte do Paraná, segundo a Polícia Militar (PM). O caso aconteceu na madrugada desta quinta-feira (21). A PM informou que foi chamada após um denúncia de que um homem estaria morto no bairro Santa Clara. Após os policiais chegarem ao local, a jovem de 17 ano...

Leia mais



VÍDEOS: Meio-Dia Paraná de quinta-feira, 21 de janeiro

Assista aos vídeos do telejornal com as notícias do Paraná. Assista aos vídeos do telejornal com as notícias do Paraná.

Assista aos vídeos do telejornal com as notícias do Paraná. Assista aos vídeos do telejornal com as notícias do Paraná. ...

Leia mais



Casal brasileiro sequestrado por policiais no Paraguai relata negociação: ‘Maior medo era ficar mais um dia com eles', diz jovem

Polícia Nacional do Paraguai investiga sequestro, e suspeitos foram presos. Casal foi resgatado após a jovem tentar sacar R$ 25 mil, em Foz do Iguaçu, na fronteira com o país, que foram exigidos pelos agentes. Casal brasileiro é sequestrado no Paraguai Desespero e medo foram os sentimentos descritos por Matheus Mangiocca, de 22 anos, sobre ter sido sequestrado, junto com a namorada Júlia Venancio, de 21 anos, por policias paraguaios na colônia Torín, no Paraguai. O casal foi resgatado pelo Comando Tripartite após a jovem tentar sacar o dinheiro exigido pelos suspeitos, R$ 25 mil, em um banco de Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, cidade que faz fronteira com o país. De acordo com o governo do Paraguai, o caso está sendo investigado pela Polícia Nacional e pelo Ministério Público do país. Quatro policiais suspeitos por sequestro e extorsão foram identificados pelas vítimas. Eles e o chefe do destacamento foram afastados dos cargos e presos nesta terça-feira (19). “Eu estava com medo da gente fazer o pagamento pra eles e, mesmo assim, eles darem um jeito de indiciar a gente e de prender a gente. A gente estava desesperado porque sabíamos que a Júlia não ia conseguir sacar os R$ 25 mil. O meu maior medo era a gente ter que ficar mais um dia com eles para ir de novo, no dia seguinte, para Foz do Iguaçu, sacar mais dinheiro e continuar aquele terror", contou Matheus. Conforme o jovem, eles não foram agredidos fisicamente pelos suspeitos, mas sofreram violência psicológica. O casal agora passa bem e informou que chegou em casa, em São Paulo e Mogi das Cruzes (SP), na noite de quarta-feira (20). O Ministério do Interior do Paraguai informou ao G1 que os envolvidos serão penalizados pela Justiça. Segundo o ministro, Euclides Acevedo Candia, o caso é “vergonhoso”. Casal viajava de carro pelo Paraguai desde o dia 6 de janeiro e diz ter sido sequestrado na terça-feira (18), em Torín Arquivo pessoal Férias no Paraguai Os jovens viajavam de férias pelo Paraguai desde o dia 6 de janeiro. Conforme o rapaz, de Cidade do Leste eles foram até Assunção, capital do país, e retornavam para Foz do Iguaçu com toda documentação necessária. Na colônia de Torín, foram abordados pelos agentes. De acordo com Matheus, a princípio, o caso se tratava de uma extorsão, pois os policiais suspeitos exigiram R$ 50 mil para liberar o casal. Os agentes alegaram que o documento apresentado pela vítima para viajar de carro não podia ser aceito pois estava no formato digital. “Primeiro eles tentaram extorquir a gente. Quando a gente disse que não tinha dinheiro para pagar no momento, para a gente conseguir sair de lá, eles disseram que a gente ia ficar com eles, sobre a guarda deles, pois para gente conseguir sair, só mediante o pagamento. Então eles sequestraram a gente.” Sem o dinheiro disponível no momento, o casal relatou ter pedido a quantia para os familiares por WhatsApp. Em seguida, conforme os jovens, os celulares deles e o carro foram tomados, e eles tiveram que dormir em uma casa no Paraguai sob a guarda dos policiais. “Eles estavam exigindo R$ 50 mil para liberar a gente e nós dissemos que não tínhamos esse dinheiro, que a gente não ia conseguir esse dinheiro. Eles continuaram com a aquela tortura psicológica de que a gente ia ser preso, que eu ia ser indiciado como tráfico, pois eles implantaram e fizeram a gente tirar foto segurando maconha que eles tinham lá. Aí a gente fechou em R$ 20 mil para conseguir sair. Começamos a ligar para os parentes para conseguir esse dinheiro. Eles pediram mais R$ 5 mil, no total, a gente fechou em R$ 25 mil para conseguir sair de toda essa situação.” Polícia Nacional do Paraguai investiga caso suspeito de sequestro e extorsão com brasileiros RPC/Reprodução O resgate Na terça-feira (19), o casal foi resgatado pela polícia após a jovem ser levada até o banco, em Foz do Iguaçu, em um táxi. Enquanto isso, o rapaz era mantido refém em um carro com os policiais, do outro lado da Ponte Internacional da Amizade, em Cidade do Leste, no Paraguai. Depois da ligação do banco para o investigador Wanderson Petrini, da Polícia Civil de Foz do Iguaçu, o Comando Tripartite entrou no caso e realizou o resgate. "No momento que o banco estava fechado, porque eu precisava de dinheiro, ele que me deu o primeiro apoio. Ele que tentou me ajudar. Então eu sou muito grata a ele", contou Júlia. A Polícia Civil de Foz do Iguaçu acompanhou os jovens durante os procedimentos cabíveis na delegacia paraguaia. "O pessoal de segurança do banco acabou percebendo o desespero dessa vítima e fez contato conosco. A partir da atitude e boa percepção do pessoal de segurança, do banco Santander de Foz do Iguaçu, foi possível dar esse desfecho também”, disse o investigador. Casal registrou boletim de ocorrência sobre o caso no Paraguai Polícia Civil/Divulgação Conforme a vítima, ao saber do ocorrido pelo Comando Tripartite, as autoridades paraguaias começaram a investigar o caso e ouvir o casal. “O que eles fizeram por nós é que tentaram tranquilizar a gente. Explicaram que não é toda polícia de lá que é corrupta e que faz o que aconteceu com a gente”, contou Matheus. Entre as lembranças, o jovem disse ainda que ficou preocupado com as famílias deles, que estavam sem receber notícias dos dois. "Eu estava aflito pela nossa família, porque as notícias que eles tinham nossas eram terríveis. Os policiais estavam com o nosso celular, eles ficaram com o nosso celular o momento todo, desde o momento que a gente foi abordado, às 16h de terça-feira, até o momento que que a gente foi resgatado, que eles me deixaram no carro, eles estavam com o nosso celular. Eles tinham o controle do que a gente falava, eles mandavam a gente dizer o que eles queriam e me fizeram dizer que eu estava com que eu estava com droga para minha mãe, que eu tinha sido parado pela polícia." VÍDEOS: Mais assistidos do G1 PR nos últimos 7 dias Veja mais notícias da região no G1 Oeste e Sudoeste.

Polícia Nacional do Paraguai investiga sequestro, e suspeitos foram presos. Casal foi resgatado após a jovem tentar sacar R$ 25 mil, em Foz do Iguaçu, na fronteira com o país, que foram exigidos pelos agentes. Casal brasileiro é sequestrado no Paraguai Desespero e medo foram os sentimentos descritos por Matheus Mangiocca, de 22 anos, sobre ter sido sequestrado, junto com a namorada Júlia Venancio, de 21 anos, por policias paraguaios na colônia Torín, no Paraguai. O casal foi resgatado pelo Comando Tripartite após a jovem tentar sacar o dinheiro exigido pelos suspeitos, R$ 25 mil, em um banco...

Leia mais



Caminhoneiro é filmado com corpo para fora de veículo com garrafa de bebida na mão enquanto dirige; VÍDEO

Registro foi feito na BR-376, em Sarandi. Não houve flagrante, por isso, motorista não foi preso e nem passou por teste para identificar possível uso de substâncias psicoativas, segundo a PRF. Caminhoneiro é filmado com corpo para fora de veículo com garrafa de bebida na mão Um motorista foi filmado com parte do corpo para fora do caminhão e segurando uma garrafa de bebida alcoólica enquanto o veículo estava em movimento, na BR-376, no norte do Paraná. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o caso aconteceu na entrada para o município de Sarandi. Não houve flagrante da PRF sobre a ocorrência. Até a publicação desta reportagem, o motorista não havia sido identificado. A polícia destacou que, caso tivesse sido localizado pelos agentes, nestas condições, o homem seria submetido a um teste para identificar possíveis substâncias psicoativas. Se o resultado desse positivo, ele poderia ser preso. Caminhoneiro é flagrado fora da cabine enquanto dirigia pela BR-376 Conforme a PRF, o motorista cometeu as seguintes infrações do Código Brasileiro de Trânsito: dirigir com apenas uma das mãos; deixar de usar o cinto de segurança; dirigir sem os cuidados indispensáveis à segurança; participar de manobras perigosas com veículo gerando situação de risco. Essa última infração prevê pena de prisão de 6 meses a 3 anos, multa, suspensão do direito de dirigir e apreensão do veículo. Caminhoneiro é filmado com corpo para fora de veículo com garrafa de bebida na mão enquanto dirige no Paraná Divulgação Veja mais notícias da região no G1 Norte e Noroeste.

Registro foi feito na BR-376, em Sarandi. Não houve flagrante, por isso, motorista não foi preso e nem passou por teste para identificar possível uso de substâncias psicoativas, segundo a PRF. Caminhoneiro é filmado com corpo para fora de veículo com garrafa de bebida na mão Um motorista foi filmado com parte do corpo para fora do caminhão e segurando uma garrafa de bebida alcoólica enquanto o veículo estava em movimento, na BR-376, no norte do Paraná. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o caso aconteceu na entrada para o município de Sarandi. Não houve flagrante da PRF...

Leia mais



Chuva alaga bairros e destrói muros de casas, em Foz do Iguaçu

De acordo com o Cemaden, foram registrados 150 milímetros de chuva na cidade entre quarta (20) e quinta-feira (21). Média mensal de janeiro é de 147 milímetros. Casa alagada ficou destruída com o volume de chuva, em Foz do Iguaçu Reprodução/RPC As fortes chuvas que atingiram Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, entre quarta (20) e quinta-feira (21) causaram alagamentos em diversos pontos da cidade. Os bairros mais afetados, segundo a Defesa Civil, foram Porto Belo, Porto Meira, Cidade Nova e Jardim Universitário. Até a publicação da reportagem, a Defesa Civil não tinha divulgado uma balanço dos estragos, mas pelo menos cinco moradores foram orientados a buscar casas de parentes por causa dos estragos em residências. De acordo com o Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), foram registrados 150 milímetros de chuva na cidade em 24 horas. Segundo o centro, o volume representa a média mensal para janeiro. Posto de saúde de Foz do Iguaçu fica alagado com a chuva Reprodução/RPC Várias casas registraram alagamentos ou muros caídos por causa da chuva. A comerciante Ana Claudia Pelegrini, que mora no Jardim Universitário, perdeu vários móveis e eletrodomésticos no alagamento. "Eu cheguei, e a água estava represada dentro da minha casa. Eu só vi os meus dois cachorros lá dentro, nadando", afirmou. De acordo com ela, o problema dos alagamentos é recorrente na região do Jardim Universitário. "A água não escoa para onde deve escoar, e entra na casa das pessoas", afirmou. O posto de saúde Porto Belo também foi um dos pontos alagados. Além da chuva que entrava da rua dentro do local, a água penetrou pela laje da construção. A Prefeitura de Foz do Iguaçu afirmou que em 2020 foi feita uma vistoria no local, e que houve a recomendação de que um novo posto de saúde fosse construído no bairro. De acordo com a prefeitura, existe um projeto para uma nova unidade, e estão sendo finalizados os últimos ajustes para dar andamento ao processo de licitação para a obra. Muro não suportou a vazão da água da chuva, em Foz do Iguaçu Reprodução/RPC Estragos Outras cidades da região também registraram estragos. Em Nova Prata do Iguaçu, na região sudoeste do estado, uma escola, que já tinha sido destelhada em um outro temporal em 2020, voltou a ter problemas com o mau tempo. Com o volume de chuva, o local ficou com as salas e corredores alagados. Escola em Nova Prata do Iguaçu fica alagada após chuva Reprodução/RPC VÍDEOS: Mais assistidos do G1 PR Veja mais notícias da região em G1 Oeste e Sudoeste

De acordo com o Cemaden, foram registrados 150 milímetros de chuva na cidade entre quarta (20) e quinta-feira (21). Média mensal de janeiro é de 147 milímetros. Casa alagada ficou destruída com o volume de chuva, em Foz do Iguaçu Reprodução/RPC As fortes chuvas que atingiram Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, entre quarta (20) e quinta-feira (21) causaram alagamentos em diversos pontos da cidade. Os bairros mais afetados, segundo a Defesa Civil, foram Porto Belo, Porto Meira, Cidade Nova e Jardim Universitário. Até a publicação da reportagem, a Defesa Civil não tinha divulgado uma ba...

Leia mais



Suspeito de tentar sequestrar criança em mercado do Paraná é identificado; homem está foragido

Polícia Civil informou que suspeito tem 43 anos, mora em Sarandi e foi investigado por tentar matar uma cadeirante. Tentativa de sequestro ocorreu em Paiçandu, no norte do estado, e foi registrada por câmeras de segurança. Homem suspeito de tentar sequestrar criança em Paiçandu é identificado Polícia Civil/Divulgação O homem suspeito de tentar sequestrar uma criança em um mercado de Paiçandu, no norte do Paraná, foi identificado pela Polícia Civil. Como não foi encontrado em casa e a advogada dele foi à delegacia e disse que o cliente não vai se apresentar, o homem é considerado foragido. O caso foi registrado em um mercado que fica no bairro Monte Carmelo. Imagens de câmeras de segurança mostraram a menina, de 5 anos, acompanhada da irmã, que tem 10 anos, quando o homem entrou no estabelecimento e a agarrou. A menina foi puxada para fora do estabelecimento pelo suspeito, que acabou impedido por mulheres que presenciaram a cena. Ele fugiu depois disso. Segundo a Polícia Civil, o suspeito tem 43 anos, mora em Sarandi, cerca de 21 quilômetros de distância de Paiçandu, e, anteriormente, foi investigado por tentar matar uma cadeirante. O nome dele não foi revelado pela polícia. Os investigadores da Polícia Civil foram até a casa onde o suspeito mora na tentativa de realizar a prisão, mas a mulher disse que ele saiu da cidade. Família de vítima diz que não conhece homem que tentou sequestrá-la em mercado de Paiçandu Polícia Civil/Divulgação Veja mais notícias da região no G1 Norte e Noroeste.

Polícia Civil informou que suspeito tem 43 anos, mora em Sarandi e foi investigado por tentar matar uma cadeirante. Tentativa de sequestro ocorreu em Paiçandu, no norte do estado, e foi registrada por câmeras de segurança. Homem suspeito de tentar sequestrar criança em Paiçandu é identificado Polícia Civil/Divulgação O homem suspeito de tentar sequestrar uma criança em um mercado de Paiçandu, no norte do Paraná, foi identificado pela Polícia Civil. Como não foi encontrado em cas...

Leia mais



Homem que levou adolescente para motel e foi detido após a morte dela em Pinhais deixa a prisão, diz Polícia Civil
Segundo a Polícia Civil, ele levou a menina para um motel da cidade e ela teve uma hemorragia. Familiares disseram que não conheciam o homem, ainda segundo os policiais. Lucas Nascimento de Carvalho, de 29 anos, que foi preso após a morte de uma adolescente de 16 anos, em Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, foi solto pela Polícia Civil por volta das 11h30 desta quinta-feira (21). A vítima foi levada por ele para um motel e teve uma hemorragia, na tarde de quarta-feira (20). Adolescente morre após encontro com homem de 29 anos em motel de Pinhais, diz Polícia Civil Segundo a Polícia Civil, ela chegou a ser socorrida por Lucas e encaminhada para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), mas já chegou sem vida. Após deixar a adolescente no local, o Lucas tentou fugir, mas foi contido por familiares da menina, segundo os policiais. O homem foi preso em flagrante pela Guarda Municipal e encaminhado para a delegacia. Em nota, a Polícia Civil disse que está investigando o caso, mas que não irá conceder entrevistas para não atrapalhar as diligências. Familiares da adolescente disseram em depoimento que não conheciam Lucas, mas que a adolescente contou que tinha conhecido ele por meio de uma rede social e que iria com ele para um shopping. O outro lado O advogado de Lucas, Igor José Ogar, disse que ele é inocente e que ficou "abalado e chocado" com a morte da adolescente. "Ele não cometeu nenhum crime. Inclusive, já tivemos informações preliminares de que exames feitos na adolescente dão conta de que a mesma não sofreu nenhum tipo de agressão. O Lucas é uma pessoa que teve alguns antecedentes, mas nenhum com prática nesse sentido, e é uma pessoa que se manifesta a colaborar com a Justiça", disse a defesa. Vídeos: mais assistidos Veja mais notícias no G1 Paraná. Segundo a Polícia Civil, ele levou a menina para um motel da cidade e ela teve uma hemorragia. Familiares disseram que não conheciam o homem, ainda segundo os policiais. Lucas Nascimento de Carvalho, de 29 anos, que foi preso após a morte de uma adolescente de 16 anos, em Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, foi solto pela Polícia Civil por volta das 11h30 desta quinta-feira (21). A vítima foi levada por ele para um motel e teve uma hemorragia, na tarde de quarta-feira (20). Adolescente morre após encontro com homem de 29 anos em motel de Pinhais, diz Polícia Civil Segundo a Polícia Civil, ela chegou a ser socorrida por Lucas e encaminhada para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), mas já chegou sem vida. Após deixar a adolescente no local, o Lucas tentou fugir,...
Leia mais



Pedido de isenção do IPTU de Foz do Iguaçu deve ser feito exclusivamente pela internet; veja como

Prazo para realização do pedido é de até 60 dias após o vencimento da primeira parcela do IPTU, que está previsto para 15 de março, segundo a prefeitura. Prefeitura de Foz do Iguaçu estima cerca de 4 mil pedidos de isenção no IPTU 2021 Prefeitura de Foz do Iguaçu/Divulgação A Prefeitura de Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, informou que os pedidos de isenção do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) 2021 devem ser feitos exclusivamente pela internet, no site da prefeitura. A medida acontece, segundo o município, por conta da pandemia do novo coronavírus e do fato de que a maior parte dos requerentes de isenção é de pessoas que fazem parte dos grupos de risco da Covid-19. Veja abaixo quem tem direito à isenção. Segundo a administração municipal, o prazo para fazer o pedido é de até 60 dias após o vencimento da primeira parcela do IPTU, previsto para 15 de março. A expectativa, conforme a Secretaria Municipal da Fazenda, é que sejam feitas cerca de 4.000 solicitações de isenção neste ano. Passo a passo para solicitação Segundo a administração municipal, para solicitar a isenção, os contribuintes devem criar um cadastro no site, com dados pessoais e endereço eletrônico. Além disso, todos os documentos solicitados deverão ser anexados no portal. São eles: Documentos de identificação do contribuinte, da posse ou propriedade do imóvel; Comprovante de cadastro junto ao Cadastro Único do Governo Federal; Documentos que comprovam que o contribuinte atende aos requisitos legais para a obtenção da isenção. O contribuinte pode consultar o andamento do pedido no portal, com o número e ano do processo, além do CPF. Quem tem direito à isenção? Conforme a lei que regulamenta o IPTU em Foz do Iguaçu, têm direito à isenção os seguintes contribuintes: Pessoa com idade igual ou superior a 60 anos, com renda familiar de até três salários-mínimos, desde que tenha apenas um único imóvel utilizado para sua própria residência; Pessoas com doença ou deficiência que impede a atividade laboral certificada através de atestado médico, com renda familiar de até três salários mínimos, com apenas um imóvel utilizado para sua própria residência; Responsável por pessoa que possui doença ou deficiência que impede a atividade laboral, certificada através de atestado médico, com renda familiar de até três salários mínimos, que possui apenas um imóvel utilizado para sua própria residência; Contribuintes que aderiram aos programas do governo federal Minha Casa Minha Vida e Casa Verde e Amarela, por dois anos contados da data da assinatura do contrato com a instituição financeira. Veja mais notícias da região em G1 Oeste e Sudoeste.

Prazo para realização do pedido é de até 60 dias após o vencimento da primeira parcela do IPTU, que está previsto para 15 de março, segundo a prefeitura. Prefeitura de Foz do Iguaçu estima cerca de 4 mil pedidos de isenção no IPTU 2021 Prefeitura de Foz do Iguaçu/Divulgação A Prefeitura de Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, informou que os pedidos de isenção do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) 2021 devem ser feitos exclusivamente pela internet, no site da prefeitura. A medida acontece, segundo o município, por conta da pandemia do novo coronavírus e do fato de que a maior ...

Leia mais



Polícia procura por homem apontado como responsável por espancar e roubar estudante em Maringá

Polícia Civil investiga se crime tem motivação homofóbica, pois testemunhas disseram que suspeito agrediu Jadson Gabriel por não gostar de homossexuais. Estudante segue internado no Hospital Universitário. Estudante de letras foi espancado e roubado na madrugada do dia 9 de janeiro, em Maringá Arquivo da família Um homem, de 25 anos, foi identificado pela Polícia Civil como principal suspeito de espancar e roubar um estudante de letras em Maringá, no norte do Paraná. A Justiça expediu um mandado de prisão preventiva contra ele, no entanto o suspeito está foragido. Jadson Gabriel dos Santos Machado, que é estudante do 4° ano do curso de letras da Universidade Estadual de Maringá (UEM), foi encontrado muito machucado em um barracão que fica às margens da Avenida Colombo, na madrugada do dia 9 de janeiro. A família do jovem afirmou que ele perdeu ao menos seis dentes e o rosto foi desfigurado. A polícia chegou até o suspeito do crime após ouvir testemunhas e analisar câmeras de segurança. O delegado Luiz Henrique Vicentim suspeita que a violência empregada contra Jadson Gabriel teve motivação homofóbica. "Conversando com testemunhas que encontraram o suspeito depois do fato e o questionaram sobre os motivos dele ter agido daquela forma, esse homem disse para elas agiu daquela forma porque não gostava de homossexuais. Então, teria uma conotação homofóbica. Claro que isso é um indicativo, ainda não podemos cravar", afirmou o delegado. A Polícia Civil informou que o suspeito e o estudante de letras da Universidade Estadual de Maringá (UEM) estavam juntos em um barracão onde Jadson foi encontrado bastante machucado. O delegado diz que o homem percebeu que a vítima estava com objetos de valor e aproveitou que o local não era vigiado por câmeras de segurança para praticar o roubo. O celular e a bicicleta de Jadson Gabriel foram encontrados com outras duas pessoas que disseram que compraram os objetos de um usuário de drogas. Esses dois suspeitos estão presos por receptação. O suspeito de agredir e roubar o estudante tem uma condenação por roubo e responde por homicídio, ainda conforme a Polícia Civil. "O suspeito deve ser indiciado por tentativa de latrocínio,além de roubar agrediu violentamente a vítima", pontuou. Estado de saúde Jadson continua internado no Hospital Universitário de Maringá. Segundo a família, ele segue com um dreno nos pulmões e está sendo monitorado pelas equipes médicas. Ainda não há previsão de alta. A polícia aguarda a recuperação do estudante para que ele possa prestar esclarecimentos. Veja mais notícias da região no G1 Norte e Noroeste.

Polícia Civil investiga se crime tem motivação homofóbica, pois testemunhas disseram que suspeito agrediu Jadson Gabriel por não gostar de homossexuais. Estudante segue internado no Hospital Universitário. Estudante de letras foi espancado e roubado na madrugada do dia 9 de janeiro, em Maringá Arquivo da família Um homem, de 25 anos, foi identificado pela Polícia Civil como principal suspeito de espancar e roubar um estudante de letras em Maringá, no norte do Paraná. A Justiça expediu um mandado de prisão preventiva contra ele, no entanto o suspeito está foragido. Jads...

Leia mais



Número de afogamentos diminui 11% em primeiro mês de Operação Verão no litoral do Paraná, mas mortes aumentam, dizem bombeiros

Balanço divulgado pelo Corpo de Bombeiros corresponde aos registros de ocorrência nos primeiros 30 dias, em comparação ao mesmo período de 2019. Número de mortes dobrou. Número de afogamentos diminuiu 11% nos primeiros 30 dias de Operação Verão no Paraná, dizem bombeiros Divulgação/AEN Um balanço divulgado pelo Corpo de Bombeiros, nesta quinta-feira (21), aponta que o número de afogamentos registrados no litoral do Paraná caiu 11% nos primeiros 30 dias da Operação Verão 2020/2021. Segundo o levantamento, na comparação com o mesmo período do ano anterior, o total de afogamentos diminuiu de 569 para 506 ocorrências registradas. Veja abaixo estatística de outras ocorrências. Contudo, os dados mostram que o número de mortes por afogamentos aumentou 100% no período. Seis pessoas morreram afogadas no primeiro mês deste verão, contra três vítimas no ano anterior, segundo os bombeiros. Corpo de adolescente que havia desaparecido no mar é encontrado por pescadores: 'Não acreditava que ia acontecer essa tragédia', diz pai Ainda conforme os bombeiros, nos primeiros 30 dias desta edição da operação, foram 465 situações em que as vítimas ficaram ilesas, isto é, não tiveram dificuldades para sair da água. Também foram registrados 32 casos de afogamentos leves, seis moderados e três graves. Para o comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Samuel Prestes, muitas mortes acontecem pois as pessoas desrespeitam as orientações e entram em áreas que não são seguras, desrespeitando os avisos de perigo. Veja orientações abaixo. Homem morre afogado no mar em área sem posto de guarda-vidas, em Matinhos Jovem é socorrido pelos bombeiros após se afogar em praia de Matinhos Advertências e acidentes O balanço aponta que o número de advertências e orientações aos banhistas diminuiu no período, com queda de 25% e 21% respectivamente. Apesar da queda, foram necessárias 16.073 advertências e 33.989 orientações no litoral, de acordo com o levantamento. No caso dos incidentes com águas-vivas, a redução foi ainda maior, de 79%. Foram 708 casos registrados neste verão contra 3.430 no ano anterior. Segundo o Corpo de Bombeiros, a queda se deve ao menor número de pessoas nas praias e às mudanças naturais do mar. Na contramão das reduções, os acidentes de trânsito dentro das áreas urbanas do litoral subiram 13%, de 84 para 93. Na maioria dos casos, foram registros de colisões, que totalizaram 55, seguidos por queda de veículo, com 22, e nove atropelamentos. Orientações Os bombeiros reforçam a orientação para que as pessoas busquem áreas entre as bandeiras vermelha com amarelo, e de preferência em frente a um posto de guarda-vidas. Segundo a corporação, são 91 postos instalados em todo o litoral do Paraná. Jovem morre afogado em praia sem posto guarda-vida, em Guaratuba O comandante do Corpo de Bombeiros ainda reforçou que as pessoas devem colaborar com o trabalho dos salva-vidas e evitar locais afastados, que possuam placas ou bandeiras pretas. VÍDEOS: Paraná Veja mais notícias do estado em G1 Paraná.

Balanço divulgado pelo Corpo de Bombeiros corresponde aos registros de ocorrência nos primeiros 30 dias, em comparação ao mesmo período de 2019. Número de mortes dobrou. Número de afogamentos diminuiu 11% nos primeiros 30 dias de Operação Verão no Paraná, dizem bombeiros Divulgação/AEN Um balanço divulgado pelo Corpo de Bombeiros, nesta quinta-feira (21), aponta que o número de afogamentos registrados no litoral do Paraná caiu 11% nos primeiros 30 dias da Operação Verão 2020/2021. Segundo o levantamento, na comparação com o mesmo período do ano anterior, o total de afo...

Leia mais



Idosa de 73 anos fica ferida após ser atropelada, em Santa Terezinha de Itaipu

Motorista fugiu sem prestar socorro à vítima. Mulher foi encaminhada com ferimentos moderados à UPA da cidade. Idosa é atropelada e motorista foge sem prestar socorro, em Foz do Iguaçu Uma idosa de 73 anos ficou ferida após ser atropelada em Santa Terezinha de Itaipu, no oeste do Paraná, na quarta-feira (20). O motorista do carro fugiu sem prestar socorro, segundo a polícia. Moradores da região prestaram o primeiro socorro à vítima. Veja o vídeo acima. Uma ambulância do Siate levou a idosa à UPA da cidade. Ela teve ferimentos moderados, segundo os socorristas. A polícia fez buscas na região para tentar encontrar o motorista, mas nenhum suspeito foi identificado. Idosa atropelada foi socorrida por moradores da região, em Santa Terezinha de Itapu Reprodução/RPC VÍDEOS: Mais assistidos do G1 PR Veja mais notícias da região em G1 Oeste e Sudoeste.

Motorista fugiu sem prestar socorro à vítima. Mulher foi encaminhada com ferimentos moderados à UPA da cidade. Idosa é atropelada e motorista foge sem prestar socorro, em Foz do Iguaçu Uma idosa de 73 anos ficou ferida após ser atropelada em Santa Terezinha de Itaipu, no oeste do Paraná, na quarta-feira (20). O motorista do carro fugiu sem prestar socorro, segundo a polícia. Moradores da região prestaram o primeiro socorro à vítima. Veja o vídeo acima. Uma ambulância do Siate levou a idosa à UPA da cidade. Ela teve ferimentos moderados, segundo os socorristas. A polícia fez buscas na regi...

Leia mais



Sebrae oferece cursos de graça pelo WhatsApp para ajudar microempreendedores a alavancar as vendas

Os cursos foram elaborados com tecnologias de inteligência artificial e contam com o com uso de vídeos, textos, imagens e testes interativos com perguntas e respostas. Sebrae oferece cursos de graça para microempreendedores O Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) está oferecendo 15 cursos gratuitos, que podem ser feitos através pela internet, através do WhatsApp, que podem ajudar os micro e pequenos empreendedores a impulsionar as vendas. Os cursos foram elaborados com tecnologias de inteligência artificial e contam com o com uso de vídeos, textos, imagens e testes interativos com perguntas e respostas. Cursos podem ser feitos pelo WhatsApp Sérgio Tavares Filho/G1 O WhatsApp, conforme uma pesquisa realizada pelo Sebrae em parceria com a Fundação Getúlio Vargas (FGV), é a plataforma mais utilizada pelos empreendedores para alavancar os seus negócios. Durante o curso, segundo o Sebrae, os usuários vão recebendo pílulas de conhecimento, com feedbacks de como está indo a evolução. Caso a pessoa desista do curso, também há interação motivacional, para que ela volte a dar atenção ao conteúdo que é criado de maneira bastante objetiva. Confira todos os cursos oferecidos Será que sou Empreendedor Empreendedor de Sucesso A formação de preço para o meu tipo de negócio Fluxo de caixa como ferramenta de gestão para o seu negócio Marketing digital: planejar para vender pela Internet Controle da movimentação financeira Conhecendo e valorizando seu cliente Planeje suas metas e resultados O caminho para a formalização: benefícios e responsabilidades Acesso ao crédito Avaliando as vendas do seu negócio Desenquadramento do MEI e novas possibilidades de tributação Crescimento planejado e orientado para resultados Indicadores para seu negócio Inovação e possibilidades de crescimento Vídeos: mais assistidos Veja mais notícias da região no G1 Paraná.

Os cursos foram elaborados com tecnologias de inteligência artificial e contam com o com uso de vídeos, textos, imagens e testes interativos com perguntas e respostas. Sebrae oferece cursos de graça para microempreendedores O Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) está oferecendo 15 cursos gratuitos, que podem ser feitos através pela internet, através do WhatsApp, que podem ajudar os micro e pequenos empreendedores a impulsionar as vendas. Os cursos foram elaborados com tecnologias de inteligência artificial e contam com o com uso de vídeos, textos, imagens e tes...

Leia mais



VÍDEOS: Bom Dia Paraná de quinta-feira, 21 de janeiro

Assista aos vídeos do telejornal com as notícias do Paraná. Assista aos vídeos do telejornal com as notícias do Paraná.

Assista aos vídeos do telejornal com as notícias do Paraná. Assista aos vídeos do telejornal com as notícias do Paraná. ...

Leia mais



Empresas e contribuintes de Curitiba podem aderir a programa de refinanciamento de dívidas com a prefeitura até 29 de janeiro

Segundo a administração municipal, programa permite parcelamento de até 36 vezes nos débitos de impostos e taxas, com abatimento de até 100% dos juros. Contribuintes podem refinanciar débitos de IPTU, ISS e taxa de lixo. Divulgação/SMCS Empresas e contribuintes com dívidas com a Prefeitura de Curitiba têm até o dia 29 de janeiro para aderir ao Programa Covid-19 de Recuperação Fiscal de Curitiba (Refic Covid-19). O programa permite a regularização de débitos de Imposto Sobre Serviços (ISS) que venceram até outubro de 2020, e de débitos de Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), ISS-Fixo e taxa de coleta de lixo com vencimento até 15 de dezembro de 2020. A adesão ao programa deve ser feita pela internet. No site, é possível fazer simulações das parcelas e dos juros. Acesse o site do Refic Covid-19 Segundo a prefeitura, desde o início do programa, já foram realizados 7,4 mil acordos, que somam R$ 166 milhões. Faixas de benefícios Segundo a prefeitura, o programa prevê cinco faixas de benefícios. O programa permite que os débitos sejam parcelados em até 36 vezes, com abatimento de até 100% dos juros. Quanto menor o número de parcelas, maior o abatimento. O benefício oferecido pelo programa também depende do saldo devedor. Parcela única: abatimento de 100% do valor dos juros e de 100% do valor da multa moratória Até 6 parcelas: abatimento de 90% do valor dos juros e de 80% do valor da multa moratória, sem juros futuros Até 12 parcelas: abatimento de 70% do valor dos juros e 60% do valor da multa moratória, com juros de 0,5% ao mês ou fração Até 24 parcelas: abatimento de 50% do valor dos juros e 40% do valor da multa moratória, com juros de 0,8% ao mês ou fração Até 36 parcelas: abatimento de 30% do valor dos juros e de 20% do valor da multa moratória, com juros de 1% ao mês ou fração. De acordo com a prefeitura, até o momento, 52% dos acordos foram feitos com pagamento à vista dos débitos. VÍDEOS: Mais assistidos do G1 PR Veja mais notícias da região em G1 Paraná.

Segundo a administração municipal, programa permite parcelamento de até 36 vezes nos débitos de impostos e taxas, com abatimento de até 100% dos juros. Contribuintes podem refinanciar débitos de IPTU, ISS e taxa de lixo. Divulgação/SMCS Empresas e contribuintes com dívidas com a Prefeitura de Curitiba têm até o dia 29 de janeiro para aderir ao Programa Covid-19 de Recuperação Fiscal de Curitiba (Refic Covid-19). O programa permite a regularização de débitos de Imposto Sobre Serviços (ISS) que venceram até outubro de 2020, e de débitos de Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), ISS-Fixo e taxa de coleta de lixo com vencimento até 15 de dezem...

Leia mais



Policial fica ferida durante prisão de suspeito de tráfico de drogas em Maringá

Imagens de câmera de segurança registraram a ação da Polícia Civil contra um homem em um posto de combustíveis. Segundo a polícia, suspeito entregaria drogas para outra pessoa no local. Policial fica ferida durante prisão de suspeito, em Maringá Um homem suspeito de tráfico de drogas foi preso em flagrante em um posto de combustíveis em Maringá, no norte do Paraná, quando, segundo a Polícia Civil, se preparava para entregar porções de drogas. Uma policial ficou ferida durante a abordagem. Uma câmera de segurança registrou o homem chegando em um carro preto ao posto de combustíveis que fica na Avenida Colombo. Assista as imagens acima. As imagens mostram ele estacionando no pátio. Instantes depois, os policiais chegam em outro carro preto e param atrás dele. Quando um policial desce do veículo, o motorista percebe e tenta escapar. Mas, os policiais civis atiraram nos pneus do carro do suspeito. O motorista ainda faz algumas manobras, bateu em um carro da polícia e em uma van que estava estacionada. Depois de tudo isso ele ainda tentou resistir, mas foi preso. Durante a revista, foram encontrados 100 gramas de cocaína com o suspeito. Em uma casa que era usada pelo suspeito de tráfico de drogas, a polícia apreendeu mais 900 gramas de cocaína, 75 gramas de crack e maconha. O homem tinha passagens pela polícia por tráfico de drogas. Durante a abordagem, o estilhaço de um disparo atingiu o rosto de uma policial. Ela foi socorrida e levada para o hospital onde passou por cirurgia. Ela está bem. Na delegacia, o preso não quis prestar depoimento, disse ao delegado que só iria se manifestar na presença de um advogado. Policiais atiraram nos pneus de carro onde estava o suspeito para evitar que ele fugisse, em Maringá Reprodução/RPC Polícia Civil informou que suspeito estava no posto de combustíveis para entregar drogas RPC/Reprodução Veja mais notícias da região no G1 Norte e Noroeste.

Imagens de câmera de segurança registraram a ação da Polícia Civil contra um homem em um posto de combustíveis. Segundo a polícia, suspeito entregaria drogas para outra pessoa no local. Policial fica ferida durante prisão de suspeito, em Maringá Um homem suspeito de tráfico de drogas foi preso em flagrante em um posto de combustíveis em Maringá, no norte do Paraná, quando, segundo a Polícia Civil, se preparava para entregar porções de drogas. Uma policial ficou ferida durante a abordage...

Leia mais



Motorista é preso com 290 quilos de maconha dentro de carro em Tapejara

Ele foi abordado em um posto de fiscalização e tentou fugir ao receber uma ordem para parar o carro, mas foi preso pouco tempo depois. Droga foi apreendida na tarde de quarta-feira (20), na região noroeste Divulgação/PM Um motorista foi preso com 290 quilos de maconha na tarde de quarta-feira (20), em Tapejara, na região noroeste do Paraná. Ele foi abordado pela Polícia Militar em um posto de fiscalização e tentou fugir ao receber uma ordem para parar o carro. Pouco tempo depois, os policiais conseguiram parar o veículo e encontraram a droga. O homem, de 26 anos, foi preso em flagrante e disse que tinha pego a droga no Mato Grosso do Sul e levaria para Colorado. Ele foi encaminhado para a delegacia de Cruzeiro do Oeste. Apreensão de agrotóxicos Dois homens foram presos com agrotóxicos contrabandeados do Paraguai Divulgação/PM Uma hora depois, dois homens também foram presos na região, mas por contrabando de agrotóxicos. Segundo a PM, eles estavam de carro e fazendo ultrapassagens irregulares na PR-323, próximo a Cruzeiro do Oeste. Ao serem abordados, os policiais encontraram 120 quilos de agrotóxicos ilegais e contrabandeados do Paraguai. A dupla foi presa em flagrante, encaminhada para a Polícia Federal de Guaíra, e vai responder por contrabando. Vídeos: mais assistidos Veja mais notícias no G1 Paraná.

Ele foi abordado em um posto de fiscalização e tentou fugir ao receber uma ordem para parar o carro, mas foi preso pouco tempo depois. Droga foi apreendida na tarde de quarta-feira (20), na região noroeste Divulgação/PM Um motorista foi preso com 290 quilos de maconha na tarde de quarta-feira (20), em Tapejara, na região noroeste do Paraná. Ele foi abordado pela Polícia Militar em um posto de fiscalização e tentou fugir ao receber uma ordem para parar o carro. Pouco tempo depois, os policiais conseguiram parar o veículo e encontraram a droga. O homem, de 26 anos, foi preso em flagra...

Leia mais