Paraná chega a 294.680 casos confirmados e 6.304 mortes por Covid-19, diz boletim

De acordo com o boletim desta sexta-feira (4), são 3.436 novos casos. De acordo com a secretaria, 1.512 destes registros são retroativos. Mais de 1 milhão de testes foram realizados no Paraná, segundo a Sesa Divulgação/Geraldo Bubniak/AEN O Paraná chegou a 294.680 casos confirmados de Covid-19 e 6.304 mortes registradas pela doença, de acordo com o boletim da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), divulgado nesta sexta-feira (4). São 3.436 novos diagnósticos em relação ao boletim de quinta-feira (3). Deste total, 1.512 registros são casos retroativos de aconteceram entre abril e quarta-feira(2). Também foram registradas 45 novas mortes em relação à quinta-feira. CORONAVÍRUS NO PARANÁ: Veja as principais notícias Segundo a Sesa, 211.263 pessoas já se recuperaram da doença, o que representa 72% de todas as pessoas que se infectaram no estado. Por outro lado, a taxa de letalidade no Paraná está em 2,1%. Novas mortes As pessoas que morreram de Covid-19 e tiveram seus óbitos confirmados nesta terça-feira são 22 mulheres e 23 homens com idades entre 34 e 97 anos. Os óbitos ocorreram entre 16 de novembro e esta sexta-feira, segundo a Sesa. Mortes por Covid-19 no Paraná Ocupação nos hospitais De acordo com a Sesa, 1.176 pacientes com diagnóstico confirmado de Covid-19 estão internados em hospitais. São 883 pacientes em leitos do SUS e 293 em leitos da rede particular. Há outros 1.571 pacientes internados que aguardam resultados de exames. Por causa da alta ocupação nos leitos de hospitais, as cirurgias eletivas no estado estão suspensas. Confira, abaixo, a taxa de ocupação de leitos hospitalares SUS exclusivos para pacientes suspeitos ou confirmados de Covid-19: 89% dos 1.052 leitos de UTI adulta 66% dos 1.550 leitos de enfermaria adulta 55% dos 22 leitos de UTI pediátrica 38% dos 34 leitos de enfermaria pediátrica Considerando a divisão de leitos no estado em cada uma das macrorregiões, a macrorregião Leste — que abrange Curitiba, o Litoral e cidades como Ponta Grossa e Guarapuava — registra a maior taxa de ocupação. Veja, abaixo, a situação das UTIs para adultos em cada uma delas: Leste: 93% Noroeste: 88% Oeste: 77% Norte: 84% Leitos em Curitiba Segundo a Secretaria Municipal de Saúde de Curitiba, os leitos de UTI para adultos com suspeita ou casos da Covid-19 pela rede pública de saúde estão com 96% de ocupação na cidade. São 320 pacientes internados e um total de 334 vagas. Conforme os dados da prefeitura, estão ocupados cinco dos 10 leitos de UTI pediátricos para Covid-19, com taxa de 50% de ocupação. Dos 463 leitos de enfermaria para pacientes com suspeita ou diagnóstico da Covid-19, 377 estão ocupados, o que representa uma taxa de ocupação de 81%. Testagem De acordo com a Sesa, 1.122.194 testes foram feitos no estado desde o início da pandemia, e 829.042 deram negativo. Há ainda 8.576 exames que ainda aguardam resultado. De acordo com a Secretaria, o Paraná tem uma capacidade de processar 5,6 mil testes diariamente. Casos e mortes por cidades VÍDEOS: Pandemia do novo coronavírus no Paraná Veja mais notícias da região em G1 Paraná.

De acordo com o boletim desta sexta-feira (4), são 3.436 novos casos. De acordo com a secretaria, 1.512 destes registros são retroativos. Mais de 1 milhão de testes foram realizados no Paraná, segundo a Sesa Divulgação/Geraldo Bubniak/AEN O Paraná chegou a 294.680 casos confirmados de Covid-19 e 6.304 mortes registradas pela doença, de acordo com o boletim da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), divulgado nesta sexta-feira (4). São 3.436 novos diagnósticos em relação ao boletim de quinta-feira (3). Deste total, 1.512 registros são casos retroativos de aconteceram entre abril e quarta-f...

Leia mais



Após morte de pedestres, moradores fazem abaixo-assinado reivindicando redutor de velocidade em rua de Cascavel

Mobilização ocorreu após dois pedestres morrerem atropelados no trecho. Previsão da Transitar é de que seja instalado um semáforo no cruzamento das ruas Paraná e da Engenheiro Rebouças em 2021. Abaixo-assinado cobra instalação de redutor de velocidade em rua de Cascavel Moradores de Cascavel, no oeste do Paraná, fizeram um abaixo-assinado para reivindicar um redutor de velocidade na Rua Paraná, que faz cruzamento com a Rua Engenheiro Rebouças, no Centro da cidade. A mobilização ocorreu após uma pedestre, de 53 anos, morrer atropelada no cruzamento, na quarta-feira (2). Em novembro, um rapaz também morreu atropelado do mesmo local. Para evitar mais acidentes, colegas de trabalho de uma das vítimas e comerciantes da região decidiram buscar por melhorias no trecho, pedindo por um semáforo, uma lombada ou radar. "É uma via rápida e tem muitos funcionários na região que utilizam essa rua. Estamos reivindicando isso hoje para a prefeitura. Tenho medo que outras pessoas venham perder a vida, como aconteceu com a minha amiga e com o rapaz que morreu atropelado", disse a organizadora do abaixo-assinado, Ângela Souza. Conforme a Autarquia Municipal de Mobilidade, Trânsito e Cidadania (Transitar), os motoristas aceleram e abusam da velocidade no trecho para tentar passar pelo sinal verde no cruzamento seguinte, que conta com um semáforo. Moradores pedem semáforo no cruzamento de ruas do Centro, em Cascavel RPC/Reprodução Segundo a Transitar, para esse tipo de pedido, são analisados dois critérios. O primeiro é avaliar se é uma rua muito movimentada, com dificuldade para a travessia de pedestres, e o segundo é se há registros de acidentes. Diante da reivindicação dos moradores, a Transitar informou que está com um estudo sobre o trecho em andamento e fará a instalação de um semáforo no local no início de 2021. Além disso, a autarquia informou que existe a possibilidade de ser colocado um radar nas proximidades. Marli da Silveira, de 53 anos, morreu atropelada no cruzamento das ruas Paraná e Engenheiro Rebouças, em Cascavel Arquivo pessoal VÍDEOS: Pedágio nas rodovias do Paraná Veja mais notícias da região no G1 Oeste e Sudoeste.

Mobilização ocorreu após dois pedestres morrerem atropelados no trecho. Previsão da Transitar é de que seja instalado um semáforo no cruzamento das ruas Paraná e da Engenheiro Rebouças em 2021. Abaixo-assinado cobra instalação de redutor de velocidade em rua de Cascavel Moradores de Cascavel, no oeste do Paraná, fizeram um abaixo-assinado para reivindicar um redutor de velocidade na Rua Paraná, que faz cruzamento com a Rua Engenheiro Rebouças, no Centro da cidade. A mobilização ocorreu após uma pedestre, de 53 anos, morrer atropelada no cruzamento, na quarta-feira (2). Em novembro, um...

Leia mais



Operação Integração: Justiça condena 10 réus por esquema criminoso envolvendo a concessão de rodovias da Econorte

Réus foram condenados por participação em um esquema que, segundo a denúncia, desviou dinheiro que deveria ter sido aplicado em obras nos trechos de rodovias. Justiça Federal condenou 10 pessoas em um processo da Operação Integração que apura crimes envolvendo a Econorte Reprodução/RPC A Justiça Federal condenou 10 pessoas em um processo da Operação Integração, que investiga fraudes em contratos e aditivos envolvendo a concessão de rodovias federais no Paraná. Na sentença, da 23ª Vara Federal de Curitiba, assinada na quinta-feira (3), os réus foram condenados por participação em um esquema de lavagem de dinheiro e desvio de recursos envolvendo os contratos da concessionária Econorte, que pertence ao grupo Triunfo. Eles foram condenados por crimes como organização criminosa, estelionato, peculato e lavagem de dinheiro. De acordo com a Justiça Federal, o grupo utilizava de empresas para emissão fraudulenta de notas, comprava imóveis, movimentava dinheiro em espécie, contratava empresas com contratos fraudulentos e utilizava operadores financeiros para lavar dinheiro. Veja, abaixo, quem são os réus condenados e por quais crimes foram condenados: Nelson Leal Júnior - ex-diretor do Departamento de Estradas de Rodagem no Paraná (DER) - estelionato, lavagem de dinheiro e organização criminosa, com pena de 12 anos e cinco meses de prisão em regime fechado. O juiz determinou que a pena seja substituída pelo previsto em acordo de delação premiada; Hélio Ogama - ex-presidente da Econorte - estelionato e organização criminosa, com pela estabelecida em 17 anos e dois meses de prisão em regime fechado, além de multa. Pena deve ser substituída pelo previsto no acordo de delação firmado com ele; Leonardo Guerra - administrador da empresa Rio Tibagi - peculato, lavagem de dinheiro e organização criminosa, com pena estabelecida em 20 anos, dois meses e 10 dias de prisão em regime fechado, além de multa; Valdomiro Rodacki - ex-funcionário da Econorte - peculato e quadrilha, com pena de nove anos, nove meses e nove dias de prisão, em regime fechado, além de multa; Sandro Antônio de Lima - peculato e organização criminosa, com pena de 12 anos, um mês e 12 dias de prisão em regime fechado, além de multa; Marcelo Montans Zamarian - peculato e organização criminosa, com pena estabelecida em 11 anos, oito meses e 22 dias de prisão em regime fechado, além de multa; Sérgio Antônio Cardozo Lapa - peculato e organização criminosa, com pena estabelecida em 11 anos, oito meses e 22 dias de prisão em regime fechado, além de multa; Paulo Beckert - operador e filho de Gilson Beckert, ex-assessor do DER-PR - peculato e organização criminosa, com pena estabelecida em nove anos, sete meses e 22 dias de prisão em regime fechado, além de multa; Oscar Alberto da Silva Gayer Júnior - ex-funcionário do DER-PR - peculato e organização criminosa, com pena estabelecida em oito anos e quatorze dias de prisão em regime fechado, além de multa; Ivan Humeberto Carratu - peculato, com pena estabelecida em sete anos e seis meses de prisão em regime semiaberto, além de multa. O G1 tenta localizar as defesas dos citados. Esta reportagem está em atualização. Assista aos vídeos sobre a operação Integração Veja mais notícias do estado no G1 Paraná.

Réus foram condenados por participação em um esquema que, segundo a denúncia, desviou dinheiro que deveria ter sido aplicado em obras nos trechos de rodovias. Justiça Federal condenou 10 pessoas em um processo da Operação Integração que apura crimes envolvendo a Econorte Reprodução/RPC A Justiça Federal condenou 10 pessoas em um processo da Operação Integração, que investiga fraudes em contratos e aditivos envolvendo a concessão de rodovias federais no Paraná. Na sentença, da 23ª Vara Federal de Curitiba, assinada na quinta-feira (3), os réus foram condenados por participação ...

Leia mais



Grávida intubada com Covid-19 passa por cesárea de emergência, e bebê nasce em Curitiba

Catarina Vitória da Silva nasceu com pouco mais de sete meses de gestação na quinta-feira (3). Mulher descobriu doença na terça-feira (1º) e estado de saúde se agravou rapidamente. Intubada, grávida com Covid-19 passa por cesárea Uma grávida que está intubada por causa da Covid-19 passou por uma cesárea de emergência e deu à luz um bebê em Curitiba, na quinta-feira (3). A pequena Catarina Vitória da Silva nasceu com pouco mais de sete meses de gestação. A criança é o primeiro filho do casal Helton e Daiana. A notícia da gravidez veio no dia dos namorados, em 12 de outubro. Na terça-feira (1º), o casal recebeu o diagnóstico da Covid-19. No dia seguinte, o estado de saúde de Daiana se agravou e ela foi internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Vita. Daiana foi internada um dia após o diagnóstico de Covid-19 Reprodução/RPC Paraná tem 291.244 casos confirmados e 6.259 mortes por Covid-19, diz Sesa Veja as principais notícias da pandemia no estado Como não houve melhora no estado de saúde, os médicos resolveram fazer um parto de emergência. A equipe chegou a tentar uma transferência para outro hospital, já que a instituição não possui UTI neonatal, mas não foi possível. A partir daí, vários profissionais do Hospital Santa Cruz foram mobilizados para o parto. O médico superintendente do Hospital Vita, Osni Silvestre, explicou que a gravidez comprime parte do pulmão, fazendo com que o corpo da gestante tenha que se esforçar mais para se recuperar de uma doença. "Se ela está em uma fase da gestação que seja viável a retirada da criança, a gente opta porque ela tem expansão melhor do pulmão. E nós percebemos isso logo depois da retirada da criança do útero", afirmou. Após o nascimento, Catarina foi transferida para UTI neonatal do Hospital Santa Cruz e está bem. O bebê deve ficar na unidade por um tempo para ganhar peso. Catarina foi levada para uma UTI neonatal Reprodução/RPC Coronavírus Até a manhã desta sexta-feira (4), Daiana continuava sedada e não sabia que a filha tinha nascido. O hospital informou que a paciente continua se recuperando. O marido de Daiana, Helton da Silva, contou que os dois estavam abalados porque um amigo do casal morreu vítima da Covid-19 no domingo (29). Helton revelou que deixou de acreditar em alguns momentos, durante a pandemia, no perigo da Covid-19. "Por favor, levem a sério. Essa doença quase tirou a vida da minha esposa e da minha filha. Quero minhas princesas em casa. Minha esposa é uma guerreira, minha filha é uma guerreira e já nasceu vencendo", disse. Catarina Vitória está bem, mas deve ficar internada para ganhar peso Reprodução/RPC VÍDEOS: Meio-Dia Paraná de sexta-feira, 4 de dezembro Veja mais notícias do estado no G1 Paraná.

Catarina Vitória da Silva nasceu com pouco mais de sete meses de gestação na quinta-feira (3). Mulher descobriu doença na terça-feira (1º) e estado de saúde se agravou rapidamente. Intubada, grávida com Covid-19 passa por cesárea Uma grávida que está intubada por causa da Covid-19 passou por uma cesárea de emergência e deu à luz um bebê em Curitiba, na quinta-feira (3). A pequena Catarina Vitória da Silva nasceu com pouco mais de sete meses de gestação. A criança é o primeiro filho do casal Helton e Daiana. A notícia da gravidez veio no dia dos namorados, em 12 de outubr...

Leia mais



EstaR eletrônico teve mais de 2 milhões de ativações em nove meses em Curitiba, diz Greca

Desde a última terça (1º), motoristas que estacionam em vagas do EstaR sem ativar os créditos eletrônico estão sujeitos à multa imediata de R$ 195,23. Prefeito comenta o EstaR eletrônico de Curitiba O prefeito de Curitiba, Rafael Greca (DEM), defendeu o EstaR eletrônico e afirmou que o modelo foi utilizado 2.418.303 vezes desde sua criação, em março deste ano. A afirmação foi dada nesta sexta-feira (4). O prefeito ainda ressaltou que o resultado dos nove meses foi positivo em relação ao uso da população. "Tivemos 99% de respeito no uso pela população", elencou. Desde a última terça (1º), os motoristas que estacionam em vagas do EstaR sem ativar os créditos eletrônico não tem mais direito à regulamentação no valor de R$ 30 e estão sujeitos à multa imediata de R$ 195,23, de acordo com a prefeitura de Curitiba. Segundo Greca, a multa aplicada aos motoristas que estacionam em vagas do EstaR sem ativar os créditos pelo aplicativo serve de alerta para os motoristas. "A multa é do Código Nacional de Trânsito, não é da prefeitura. É uma sinalização para que você não faça nada errado no trânsito, e não uma disposição da prefeitura querer ou não arrecadar", afirmou. Ainda de acordo com o prefeito, o EstaR eletrônico é mais democrático por permitir que o usuário escolha o aplicativo que deseja para adquirir créditos e também por permitir que o usuário pague pela fração de tempo utilizada em minutos. Na versão em papel, cada EstaR valia para uma hora cheia. Greca disse ainda que quem reclama do modelo corresponde a um porcento da população. "A turma que reclama ou tem estacionamento ou é infratora", afirmou. Rafael Greca defende EstaR eletrônico e afirma que modelo é democrático. Reprodução/RPC Aplicativos O EstaR eletrônico começou a funcionar em março deste ano na capital. Atualmente, existem aproximadamente 12 mil vagas em que o uso do EstaR é obrigatório. Conheça os aplicativos, compare e escolha qual instalar no seu celular Além dos pontos de venda fixos, o usuário pode fazer a compra de créditos por meio de oito aplicativos de celular disponíveis para os sistemas Android e IOS. Veja todos os 220 pontos de venda do EstaR em Curitiba O pagamento dos créditos é feito por boleto, transferência bancária ou cartões de crédito e débito. VÍDEOS: Pedágios nas rodovias do Paraná Veja mais notícias do estado no G1 Paraná. Curitiba

Desde a última terça (1º), motoristas que estacionam em vagas do EstaR sem ativar os créditos eletrônico estão sujeitos à multa imediata de R$ 195,23. Prefeito comenta o EstaR eletrônico de Curitiba O prefeito de Curitiba, Rafael Greca (DEM), defendeu o EstaR eletrônico e afirmou que o modelo foi utilizado 2.418.303 vezes desde sua criação, em março deste ano. A afirmação foi dada nesta sexta-feira (4). O prefeito ainda ressaltou que o resultado dos nove meses foi positivo em relação ao uso da população. "Tivemos 99% de respeito no uso pela população", elencou. Desde a últim...

Leia mais



Casamento coletivo virtual une oficialmente mais de 3 mil casais no Paraná; veja como assistir

Quarta edição do programa tem número de recorde de casais inscritos. Por causa da pandemia do novo coronavírus, oficializações serão realizadas remotamente com transmissões online. Inscrições estão abertas para casamento civil coletivo na Arena da Baixada, em Curitiba Divulgação O casamento coletivo, promovido pelo Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR), une oficialmente 3.040 casais em todo Paraná nesta sexta-feira (4), a partir das 18h. Por causa da pandemia do novo coronavírus, a cerimônia será realizada online no SESC São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, com transmissão ao vivo pelo YouTube. Veja no vídeo abaixo. O número de casais inscritos é recorde do programa, que chegou à quarta edição neste ano, de acordo com a coordenadora do projeto, desembargadora Joeci Camargo. A cerimônia terá a presença também de um padre e um pastor. Segundo Joeci, a desembargadora e juízes do estado estão oficializando a união de casais nos cartórios de forma remota. Segundo ela, é uma medida de prevenção para que não haja aglomeração dos casais nos cartórios nesta sexta. Dessa forma, os casais se dirigem presencialmente ao cartório e oficializam a união pela internet com a desembargadora ou um juiz do outro lado da tela. O casamento coletivo é uma iniciativa do Poder Judiciário do Paraná e do SESC Cidadão. VÍDEOS: Pandemia do novo coronavírus no Paraná Veja mais notícias do estado em G1 Paraná.

Quarta edição do programa tem número de recorde de casais inscritos. Por causa da pandemia do novo coronavírus, oficializações serão realizadas remotamente com transmissões online. Inscrições estão abertas para casamento civil coletivo na Arena da Baixada, em Curitiba Divulgação O casamento coletivo, promovido pelo Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR), une oficialmente 3.040 casais em todo Paraná nesta sexta-feira (4), a partir das 18h. Por causa da pandemia do novo coronavírus, a cerimônia será realizada online no SESC São José dos Pinhais, na Região...

Leia mais



Empresário de Rolândia é morto a tiros durante assalto; imagens de câmeras vão ajudar polícia a identificar suspeitos

Polícia Civil abriu inquérito e, além de analisar as imagens, está ouvindo testemunhas sobre o caso. Corpo foi enterrado nesta sexta-feira (4), no Cemitério Municipal de Rolândia. Câmeras de segurança vão ajudar nas investigações de latrocínio em Rolândia A Polícia Civil investiga a morte de um empresário que reagiu a um assalto em Rolândia, no norte do Paraná, na quinta-feira (3). Imagens de câmeras de segurança registraram o momento em que ele, a esposa e a filha, de 16 anos, foram rendidos pelos ladrões. Luiz Carlos da Silva tinha 47 anos e era proprietário de uma lanchonete há mais de 20 anos na cidade. A esposa, Cleide Rodrigues dos Santos, contou que o marido chegava em casa do serviço em uma caminhonete quando os ladrões renderam a família. Durante o assalto, o empresário reagiu e foi atingido por disparos no corpo. Dois tiros perfuraram o pulmão. Ele foi socorrido, levado para um hospital, mas sofreu duas paradas cardiorrespiratórias e morreu. Cleide dos Santos relatou que durante o assalto os ladrões pediam dinheiro e falavam com uma outra pessoa dizendo que estavam levando a família para o local combinado. Por esse motivo, ela desconfia que o crime foi planejado. O corpo foi enterrado nesta sexta-feira (4) no Cemitério Municipal. O delegado responsável pelo caso disse que está ouvindo testemunhas e analisando outros detalhes para chegar aos suspeitos do crime. Suspeitos invadiram residência quando vítima chegava em casa, em Rolândia Reprodução/RPC Suspeitos estavam armados com armas longas Reprodução/RPC Caminhonete de empresário morto em Rolândia Reprodução/RPC Assista as principais matérias do estado desta sexta-feira (4) Veja mais notícias da região no G1 Norte e Noroeste.

Polícia Civil abriu inquérito e, além de analisar as imagens, está ouvindo testemunhas sobre o caso. Corpo foi enterrado nesta sexta-feira (4), no Cemitério Municipal de Rolândia. Câmeras de segurança vão ajudar nas investigações de latrocínio em Rolândia A Polícia Civil investiga a morte de um empresário que reagiu a um assalto em Rolândia, no norte do Paraná, na quinta-feira (3). Imagens de câmeras de segurança registraram o momento em que ele, a esposa e a fil...

Leia mais



Presos quebram parede e fogem da Penitenciária Estadual de Guarapuava

Dois detentos conseguiram fugir na madrugada desta sexta-feira (2), segundo a PM. Agentes de segurança fazem buscas pelos fugitivos. Presos fogem da Penitenciária Estadual de Guarapuava Dois presos fugiram da Penitenciária Estadual de Guarapuava, na região central do Paraná, na madrugada desta sexta-feira (4), de acordo com a Polícia Militar (PM). A PM informou que os detentos quebraram uma parede do alojamento e pularam uma tela que cerca a penitenciária. Até a publicação desta reportagem, nenhum preso havia sido recapturado, de acordo com a polícia. O G1 entrou em contato com o Departamento Penitenciário do Paraná e aguarda retorno. Penitenciária Estadual de Guarapuava Eduardo Andrade/RPC Guarapuava VÍDEOS: Meio-Dia Paraná de sexta-feira, 4 de dezembro Veja mais notícias da região no G1 Campos Gerais e Sul.

Dois detentos conseguiram fugir na madrugada desta sexta-feira (2), segundo a PM. Agentes de segurança fazem buscas pelos fugitivos. Presos fogem da Penitenciária Estadual de Guarapuava Dois presos fugiram da Penitenciária Estadual de Guarapuava, na região central do Paraná, na madrugada desta sexta-feira (4), de acordo com a Polícia Militar (PM). A PM informou que os detentos quebraram uma parede do alojamento e pularam uma tela que cerca a penitenciária. Até a publicação desta reportagem, nenhum preso havia sido recapturado, de acordo com a polícia. O G1 entrou em contato com o Departamento...

Leia mais



VÍDEOS: Meio-Dia Paraná de sexta-feira, 4 de dezembro

Assista aos vídeos do telejornal com as notícias do Paraná. Assista aos vídeos do telejornal com as notícias do Paraná.

Assista aos vídeos do telejornal com as notícias do Paraná. Assista aos vídeos do telejornal com as notícias do Paraná. ...

Leia mais



PF cumpre mandados em três estados contra tráfico internacional de drogas

Operação Hélice é um desmembramento do inquérito relativo à apreensão de um helicóptero com quase meia tonelada de cocaína, ocorrida em 2013 no Espírito Santo. PF cumpre mandado em três estados durante operação contra tráfico inetrnacional Divulgação/PF A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta sexta-feira (4), uma operação de combate ao tráfico internacional de drogas para cumprir quatro mandados de busca e apreensão e três mandados de prisão preventiva nos estados de São Paulo, Paraná e Paraíba. A Operação Hélice é um desmembramento do inquérito relativo à apreensão de um helicóptero com quase meia tonelada de cocaína, ocorrida em 2013 no Espírito Santo. De acordo com a Polícia Federal, após sete anos, foi possível identificar todo o grupo responsável pela logística e financiamento da ação, concluindo em definitivo o caso. Os mandados foram expedidos pela Justiça Federal de Vitória e a operação contou com a participação de 16 policiais federais. A Polícia Federal não informou quantos mandados foram cumpridos, nem os nomes dos alvos. Os investigados responderão pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico, com aumento de pena em função da transnacionalidade do delito, cujas penas somadas podem ultrapassar os 25 anos de reclusão. Helicóptero Helicóptero da família Perrella Reprodução/TV Gazeta O helicóptero foi apreendido com 445 kg de cocaína ao pousar em uma fazenda do município de Afonso Cláudio no dia 24 de novembro de 2013. Ele pertencia ao ex-deputado estadual mineiro Gustavo Perrella. No dia, quatro pessoas foram presas e, junto com elas, a polícia ainda encontrou R$ 16 mil, fruto do comércio de entorpecentes. Anos depois, no dia 6 de dezembro de 2017, o dono da fazenda onde o helicóptero pousou foi preso durante uma operação contra o tráfico de drogas. A polícia explicou que já estava investigando há cerca de 20 dias a movimentação naquela propriedade rural. A suspeita é de que parte da cocaína seria exportada para a Europa. . O piloto da aeronave, Rogério Almeida Antunes, foi condenado a dez anos e quatro meses de prisão em regime fechado, além de multa. O copiloto, Alexandre José de Oliveira Júnior, foi condenado a dez anos e quatro meses em regime fechado e multa. Apontados como interceptadores, Everaldo Lopes Souza foi condenado a nove anos e quatro meses de reclusão em regime fechado e multa e Robson Ferreira Dias, a oito anos e oito meses de reclusão em regime fechado e multa. O dono da fazenda, Elio Rodrigues, foi condenado a dez anos e oito meses de reclusão em regime fechado, além de multa. Helicóptero foi apreendido com cocaína ao pousar em Afonso Cláudio no dia 24 de novembro de 2013 VÍDEOS: mais assistidos do G1 nos últimos 7 dias Veja o plantão de últimas notícias do G1 Espírito Santo

Operação Hélice é um desmembramento do inquérito relativo à apreensão de um helicóptero com quase meia tonelada de cocaína, ocorrida em 2013 no Espírito Santo. PF cumpre mandado em três estados durante operação contra tráfico inetrnacional Divulgação/PF A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta sexta-feira (4), uma operação de combate ao tráfico internacional de drogas para cumprir quatro mandados de busca e apreensão e três mandados de prisão preventiva nos estados de São Paulo, Paraná e Paraíba. A Operação Hélice é um desmembramento do inq...

Leia mais



Após queda de árvores, Zoológico de Cascavel é fechado nesta sexta-feira (4)

Segundo a direção do zoológico, local ficará fechado durante a tarde para prevenir acidentes com os visitantes. Algumas árvores caíram após uma forte chuva atingir a cidade. Árvores caíram durante a chuva desta sexta-feira (4), em Cascavel Prefeitura de Cascavel/Divulgação O Zoológico de Cascavel, no oeste do Paraná, ficará fechado na tarde desta sexta-feira (4). A medida foi tomada após a queda de algumas árvores no local, segundo a prefeitura. De acordo com o município, o objetivo da decisão é prevenir acidentes e garantir a segurança dos visitantes. Veja a previsão do tempo na sua cidade As árvores do parque caíram durante a forte chuva que atingiu a cidade, segundo a prefeitura. O local ficará fechado temporariamente para prevenir que os visitantes se machuquem com a possível queda de outras árvores. Uso de máscara é obrigatório no Zoológico de Cascavel Anna Flávia Nunes/RPC VÍDEOS: Bom Dia Paraná de sexta-feira, 4 de dezembro Veja mais notícias da região no G1 Oeste e Sudoeste.

Segundo a direção do zoológico, local ficará fechado durante a tarde para prevenir acidentes com os visitantes. Algumas árvores caíram após uma forte chuva atingir a cidade. Árvores caíram durante a chuva desta sexta-feira (4), em Cascavel Prefeitura de Cascavel/Divulgação O Zoológico de Cascavel, no oeste do Paraná, ficará fechado na tarde desta sexta-feira (4). A medida foi tomada após a queda de algumas árvores no local, segundo a prefeitura. De acordo com o município, o objetivo da decisão é prevenir acidentes e garantir a segurança dos visitantes. Veja a previsão do t...

Leia mais



Funcionário do Samu e outras três pessoas são presas suspeitas de tráfico de drogas, em Foz do Iguaçu

Prefeitura informou que servidor público suspeito trabalhava há quatro meses no Samu e que será aberto um processo administrativo contra ele. PM apreendeu 140 quilos de maconha. Funcionário do Samu é preso com maconha Um servidor público do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e outras três pessoas foram presas suspeitas de tráfico de drogas, no Arroio Dourado, em Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, segundo a Polícia Militar (PM). A ocorrência foi registrada na quinta-feira (3). De acordo com a polícia, os suspeitos presos estavam em dois carros. Em um deles era transportado 90 quilos de maconha e o segundo veículo tinha 50 quilos de maconha. A PM informou ainda que o servidor suspeito estava com o uniforme de trabalho no momento da prisão. O caso foi registrado durante um patrulhamento de rotina no bairro. A droga e os suspeitos foram levados para a Delegacia de Foz do Iguaçu. O que diz a prefeitura? A Secretaria Municipal da Saúde informou que o servidor público suspeito não estava em horário de expediente no momento da prisão. De acordo com a prefeitura, funcionário público trabalha na prefeitura desde 2009 e faz parte da equipe do Samu há 4 meses. A diretoria de Urgência e Emergência, que coordena os trabalhos do Samu, informou que encaminhará a documentação do servidor à procuradoria geral do município para verificar a possibilidade de um processo administrativo e a devida responsabilização do funcionário. Em caso de condenação, o suspeito poderá perder a função pública, segundo a prefeitura. Segundo a PM, suspeito usava o uniforme do trabalho quando foi flagrado com a droga, em Foz do Iguaçu PM/Divulgação VÍDEOS: Bom Dia Paraná de sexta-feira, 4 de dezembro Veja mais notícias da região no G1 Oeste e Sudoeste.

Prefeitura informou que servidor público suspeito trabalhava há quatro meses no Samu e que será aberto um processo administrativo contra ele. PM apreendeu 140 quilos de maconha. Funcionário do Samu é preso com maconha Um servidor público do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e outras três pessoas foram presas suspeitas de tráfico de drogas, no Arroio Dourado, em Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, segundo a Polícia Militar (PM). A ocorrência foi registrada na quinta-feira (3). De acordo com a polícia, os suspeitos presos estavam em dois carros. Em um deles era transportado 90 ...

Leia mais



Piloto de moto morre após ser atropelado por carro da PM, em Foz do Iguaçu

Acidente aconteceu na noite de quinta-feira (3), na região oeste do Paraná. A PM informou que está apurando o caso. Jovem morre após ser atropelado por viatura da PM O motociclista de 20 anos João Victor Alves morreu depois de ser atropelado por um carro da Polícia Militar (PM), em Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, na noite de quinta-feira (3). Segundo familiares, o jovem trabalhava como servente de pedreiro e tinha acabado de sair de casa pra comprar um refrigerante quando aconteceu o acidente. Ele foi socorrido pelos bombeiros, mas morreu a caminho do hospital. Depois do acidente, houve confusão no local. Os moradores ficaram revoltados, e a PM precisou acionar um reforço da equipe. Os dois policiais que estavam no carro foram embora em outro veículo. A família de João Victor disse que eles estavam trafegando em alta velocidade. A PM informou que está apurando o caso, e que o policial que dirigia o veículo no momento do acidente foi submetido ao teste do bafômetro, que deu negativo para ingestão de bebida alcoólica. Vítima morreu atropelada pela PM, em Foz do Iguaçu Arquivo pessoal Veja mais notícias da região no G1 Oeste e Sudoeste.

Acidente aconteceu na noite de quinta-feira (3), na região oeste do Paraná. A PM informou que está apurando o caso. Jovem morre após ser atropelado por viatura da PM O motociclista de 20 anos João Victor Alves morreu depois de ser atropelado por um carro da Polícia Militar (PM), em Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, na noite de quinta-feira (3). Segundo familiares, o jovem trabalhava como servente de pedreiro e tinha acabado de sair de casa pra comprar um refrigerante quando aconteceu o acidente. Ele foi socorrido pelos bombeiros, mas morreu a caminho do hospital. Depois do acidente, ho...

Leia mais



Coronavírus: Justiça suspende festa com pelo menos 600 pessoas em Siqueira Campos, diz MP-PR

Evento estava marcado para este sábado (5) em uma casa de shows da cidade. Segundo a decisão, estabelecimento pode ser multado em R$ 50 mil se descumprir a medida. Ministério Público do Paraná (MP-PR) Reprodução/RPC A Justiça suspendeu por meio de uma liminar uma festa que estava programada para acontecer no sábado (5), em Siqueira Campos, na região dos Campos Gerais do Paraná, segundo o Ministério Público do Paraná (MP-PR). De acordo com a decisão, o evento estava com a venda de ingressos esgotada e que a festa contaria com "aglomeração de pelo menos 600 pessoas", já que o estabelecimento recebeu autorização para funcionar com esta capacidade. O MP-PR ajuizou uma ação civil pública para suspender a festa por causa da pandemia do novo coronavírus. Atualmente, de acordo com a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), o Paraná tem 291.244 casos confirmados com 6.259 mortes provocadas pela Covid-19. Em Siqueira Campos são 211 diagnósticos e nove óbitos. CORONAVÍRUS NO PARANÁ: Veja as principais notícias De acordo com o Ministério Público, a realização da festa afronta os decretos do Governo do Paraná que estipulou o toque de recolher entre 23h e 5h e proibiu eventos com mais de 10 pessoas. A Justiça estipulou multa de R$ 50 mil caso a casa de shows que organiza a festa descumpra com a medida. VÍDEOS: Vacina contra a Covid-19 no Paraná Veja mais notícias da região no G1 Campos Gerais e Sul.

Evento estava marcado para este sábado (5) em uma casa de shows da cidade. Segundo a decisão, estabelecimento pode ser multado em R$ 50 mil se descumprir a medida. Ministério Público do Paraná (MP-PR) Reprodução/RPC A Justiça suspendeu por meio de uma liminar uma festa que estava programada para acontecer no sábado (5), em Siqueira Campos, na região dos Campos Gerais do Paraná, segundo o Ministério Público do Paraná (MP-PR). De acordo com a decisão, o evento estava com a venda de ingressos esgotada e que a festa contaria com "aglomeração de pelo menos 600 pessoas", já que o estabelecimen...

Leia mais



Maternidade Victor Ferreira do Amaral é reativada para atender pacientes exclusivos de Covid-19 em Curitiba

Mais de 100 pacientes de Curitiba e região metropolitana com Covid-19 ou suspeita da doença aguardam por uma vaga de enfermaria ou UTI em algum hospital da região, de acordo com a Secretaria Estadual da Saúde (Sesa). Situação das UTIs exclusivas para Covid-19 está no limite A Maternidade Victor Ferreira do Amaral, que fica no bairro Água Verde, em Curitiba, foi reativada, nesta quinta-feira (3), pela Prefeitura de Curitiba exclusivamente para paciente encaminhados pela Central Metropolitana de Leitos Hospitalares. O hospital tem capacidade para 54 leitos, sendo que oito são para Unidades de Terapia Intensiva (UTI's). A administração municipal orienta que a população não deve procurar atendimento diretamente no local. Atualmente, mais de 100 pacientes de Curitiba e região metropolitana com Covid-19 ou suspeita da doença aguardam por uma vaga de enfermaria ou UTI em algum hospital da região, de acordo com a Secretaria Estadual da Saúde (Sesa). De acordo com a prefeitura, a maternidade estava fechada desde março deste ano e atualmente vinha sendo usada como retaguarda para atender pacientes do Hospital de Clínicas. Desde o início da pandemia, o Instituto de Medicina e o Hospital Vitória também foram abertos para atender pacientes exclusivos de Covid-19 na cidade . Maternidade Victor Ferreira do Amaral foi reativada para atender pacientes exclusivos de Covid-19 em Curitiba Ricardo Marajó/ SMCS A administração municipal destacou ainda que a reativação do Hospital Victor Ferreira do Amaral faz parte de um pacote de 174 novos leitos SUS exclusivos que serão ativados em dezembro no combate ao coronavírus. CORONAVÍRUS NO PARANÁ: Veja as principais notícias Ao todo, garante a prefeitura, até o fim do mês serão 50 leitos de de UTI e 124 de enfermaria a mais na cidade. Maternidade Victor Ferreira do Amaral tem capacidade para 54 leitos, sendo que oito são para Unidades de Terapia Intensiva (UTI's) Ricardo Marajó/ SMCS Pacientes na fila Até quarta-feira (2), 120 pacientes estavam esperando em UPAs da região ou hospitais menores para serem transferidos para 53 leitos de UTI e 67 leitos de enfermaria. Em Curitiba, há 344 leitos de UTI adultos do SUS para pacientes com Covid-19 ou suspeita da doença. Mas, até quinta (3), 320 deles estavam com pacientes, o que representa uma ocupação de cerca de 93%. Nas enfermarias, são 453 leitos no total, e 386 estão ocupados. Coronavírus em Curitiba O boletim mais recente da Sesa aponta que a capital tem 43.565 casos confirmados de coronavírus e que 1.682 morreram pela doença. Em todo o Paraná são 291.244 casos confirmados com 6.259 mortes. Veja mais notícias no G1 Paraná.

Mais de 100 pacientes de Curitiba e região metropolitana com Covid-19 ou suspeita da doença aguardam por uma vaga de enfermaria ou UTI em algum hospital da região, de acordo com a Secretaria Estadual da Saúde (Sesa). Situação das UTIs exclusivas para Covid-19 está no limite A Maternidade Victor Ferreira do Amaral, que fica no bairro Água Verde, em Curitiba, foi reativada, nesta quinta-feira (3), pela Prefeitura de Curitiba exclusivamente para paciente encaminhados pela Central Metropolitana de Leitos Hospitalares. O hospital tem capacidade para 54 leitos, sendo que oito são para Unidades de ...

Leia mais



Como sua empresa pode evitar os erros contábeis mais comuns

Consultor Lucas Ribeiro, fundador da fintech ROIT, dá dicas para uma gestão contábil e financeira mais eficiente Erros nos processos contábeis prejudicam o desempenho financeiro – e não é exagero dizer que podem levar empresas a fecharem as portas. O alerta é do advogado tributarista Lucas Ribeiro, fundador e CEO da fintech ROIT, que tem sede em Curitiba e atende negócios das mais diversas atividades econômicas, em todo o Brasil. Segundo Lucas Ribeiro, pesquisas no mercado apontam que pelo menos seis em cada dez empresas recebem, com frequência, notas fiscais com algum tipo de erro tributário. Ele dá dicas para que a gestão contábil seja mais eficiente, e jogue a favor do crescimento do empreendimento. Uma primeira providência é tratar a contabilidade como área estratégica para o desenvolvimento da empresa – e não apenas como um setor ou serviço encarregado de gerar guias de tributos. “A contabilidade deve estar focada em subsidiar o gestor e o empresário na tomada de decisões sobre planejamento tributário, financeiro, societário, sucessório, precificação, entre outras frentes”, exemplifica. Além dessa mudança de cultura na forma como a contabilidade é encarada, Lucas Ribeiro enumera orientações mais pontuais, para se combater erros contábeis. Confira: Escolha do regime tributário. No Brasil, as empresas podem optar pelos regimes Lucro Real, Lucro Presumido e Simples Nacional; e há ainda o MEI (Microempreendedor Individual), e o Lucro Arbitrado (geralmente determinado pela autoridade fiscal). Regularmente, empresas de menor porte escolhem o Simples Nacional e o Lucro Presumido, menos complexos que o Lucro Real. Entretanto, adverte Lucas Ribeiro – cuja fintech que dirige é especializada em atender organizações inseridas no regime Lucro Real –, é preciso estudar as especificidades da empresa e a conjuntura. “No regime Lucro Real, o tributo recolhido é aquele devido de maneira precisa. Muitas vezes, em busca de uma simplificação de procedimentos, ao optar pelos outros regimes, a empresa acaba pagando mais tributos do que deveria. Isso significa aumento de custos e, portanto, perda de competitividade”, alerta. Erros nas entregas de obrigações acessórias ao Fisco (declarações periódicas). Tanto erros de informação como, sobretudo, descumprimento de prazos, geram gastos desnecessários, e muitas vezes comprometedores. Definição incorreta de código de serviço para uma atividade ou para um produto. Este equívoco pode fazer com os tributos gerados sejam maiores ou menores do que o devido; a incorreção acarreta aumento de gastos e retrabalho. Não observância das normas fiscais. O descumprimento de regras e prazos, além do risco com problemas jurídicos, resulta em aumento de tempo e gastos, quando da necessidade de se ajustar a tais normas. Lançamentos contábeis em contas incorretas. A desatenção pode gerar desde situações desagradáveis a transtornos e aumento de gastos, quando do momento da correção. Reconhecimento incorreto entre custos e despesas, prejudicando o diagnóstico preciso do desempenho financeiro da organização. Lucas Ribeiro finaliza acrescentando a importância de se optar pelas soluções em tecnologia da informação para a execução dos processos contábeis. “Não se trata mais de uma tendência: já é uma realidade. Escritórios de contabilidade precisam lançar mão da automatização e da inteligência artificial, não só pela agilidade, mas pela precisão e segurança”, avalia. A incorporação definitiva das tecnologias da informação permite com que a área de contabilidade se torne de fato estratégica, e não meramente operacional – indo ao encontro da mudança de cultura defendida pelo consultor. “A robotização e a inteligência artificial evitam erros contábeis; combinam milhões de hipóteses tributárias, impossíveis para o ser humano, que passa a contar com o trabalho da tecnologia como subsídio para suas decisões de gestão”, argumenta.

Consultor Lucas Ribeiro, fundador da fintech ROIT, dá dicas para uma gestão contábil e financeira mais eficiente Erros nos processos contábeis prejudicam o desempenho financeiro – e não é exagero dizer que podem levar empresas a fecharem as portas. O alerta é do advogado tributarista Lucas Ribeiro, fundador e CEO da fintech ROIT, que tem sede em Curitiba e atende negócios das mais diversas atividades econômicas, em todo o Brasil. Segundo Lucas Ribeiro, pesquisas no mercado apontam que pelo menos seis em cada dez empresas recebem, com frequência, notas fiscais com algum tipo de err...

Leia mais



Vinhos para o fim de ano

Escolha o cardápio da ceia e confira nossas dicas de harmonização. Quando o assunto é vinho e gastronomia, a ideia é melhorar ainda mais a sua experiência! Como nem todos dominam a arte de harmonizar, preparamos uma lista de combinações típicas para as festas de fim de ano. Afinal, não sabemos se haverá amigos ou família juntos, mas é hora de celebrar o fim de um ciclo e renovar as esperanças por um ano melhor. Todos os vinhos abaixo são trazidos ao Brasil pelas importadoras Porto a Porto e Casa Flora. Para quem optar por leitão assado, três dicas deliciosas. Começando pelo português Bom Juiz, tinto seco, de médio corpo e ótima acidez, o que o torna uma ótima companhia para pratos mais gordurosos. Esse rótulo amadurece por 18 meses em barrica de carvalho francês. Outra dica é o Dinâmica tinto, da enóloga Filipa Pato, aqui uma harmonização clássica, leitão e vinho da Bairrada. Se você prefere um francês, a sugestão é o Château Reynon Tinto, que amadurece em barricas de carvalho francês por 12 meses antes de ser comercializado. Uma combinação poderosa. Bom Juiz Porto a Porto Dinâmica tinto Porto a Porto Château Reynon Tinto Porto a Porto Se na sua ceia não pode faltar peru, aposte nos rótulos brancos. O Reguengos Reserva branco possui ótimo frescor e final prolongado em boca. Parte do lote estagia em barrica, o que confere maior complexidade à bebida. Outra dica é o Château Reynon Sauvignon Blanc , rótulo branco francês, de Bordeaux, complexo, frutado e mineral, uma composição interessante com a carne macia da ave. Reguengos Reserva branco Porto a Porto Château Reynon Sauvignon Blanc Porto a Porto Se a protagonista do cardápio for a carne de cordeiro, indicamos o Reguengos Garrafeira dos Sócios. Rótulo português que estagia 24 meses em barrica de carvalho e 12 meses em adega antes de ser comercializado, é encorpado e com taninos que serão um excelente contraponto à carne. Reguengos Garrafeira dos Sócios Porto a Porto Para carnes vermelhas suculentas, o espanhol Marquês de Tomares Reserva, de aromas intensos e complexos, além de excelente estrutura tânica. Se o cardápio incluir massas com molhos intensos, a indicação é o Duorum Colheita. Esse tinto seco português estagia 12 meses em barricas de carvalho francês, o que resulta em um vinho encorpado, com taninos finos e acidez equilibrada. Marquês de Tomares Reserva Porto a Porto Duorum Colheita Porto a Porto Há quem opte por bacalhau e para uma harmonização étnica a dica é o português Marquês de Borba Colheita tinto, de taninos suaves e equilibrado, resultado dos 6 meses em que estagia no carvalho. O francês Le Rosé de Floridene é uma ótima combinação para acompanhar o tender. Francês de intensos aromas frutados, será um excelente complemento para as notas tostadas desta carne. Marquês de Borba Colheita Porto a Porto Le Rosé de Floridene Porto a Porto Para finalizar a Ceia, as sobremesas geralmente são panetone, rabanada ou frutas secas. Por isso, não esqueça dos vinhos de sobremesa, combinação deliciosa com essas iguarias. O Porto Messias Tawny, um português fortificado com aromas de frutas vermelhas e toques de baunilha. O Justino´s Madeira 3 anos Doce é outra opção. Macio e com excelente acidez, combina também com sobremesas à base de café ou chocolate. Porto Messias Tawny Porto a Porto Justino´s Madeira 3 anos Doce Porto a Porto

Escolha o cardápio da ceia e confira nossas dicas de harmonização. Quando o assunto é vinho e gastronomia, a ideia é melhorar ainda mais a sua experiência! Como nem todos dominam a arte de harmonizar, preparamos uma lista de combinações típicas para as festas de fim de ano. Afinal, não sabemos se haverá amigos ou família juntos, mas é hora de celebrar o fim de um ciclo e renovar as esperanças por um ano melhor. Todos os vinhos abaixo são trazidos ao Brasil pelas importadoras Porto a Porto e Casa Flora. Para quem optar por leitão assado, três dicas deliciosas. C...

Leia mais



Com aumento de casos, Prefeitura de Maringá transfere atendimentos exclusivos de Covid-19 para UPA da Zona Sul

Desde o início da pandemia, UPA da Zona Norte era referência em atendimentos de casos confirmados ou suspeitos da doença. Segundo a secretaria, UPA da Zona Sul tem o dobro de leitos e mudança vale a partir das 7h de domingo (6). UPA da Zona Sul, em Maringá, passa a atender casos exclusivos de Covid-19 Aldemir de Moraes/Prefeitura de Maringá/Divulgação Com o aumento no número de diagnósticos positivos de Covid-19 em Maringá, no norte do Paraná, a Secretaria Municipal de Saúde decidiu transferir os atendimentos exclusivos de pessoas com sintomas da doença da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Zona Norte para a UPA da Zona Sul. Boletim de quinta-feira (3) confirmou 319 novos diagnósticos positivos para a doença. Desde o início da pandemia, a cidade confirmou 16.328 casos de contaminação pelo novo coronavírus, sendo que 12.449 pessoas se recuperaram e 217 morreram por complicações da doença. Nos hospitais, 88 pessoas estão internadas em leitos de enfermarias e 55 em leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). CORONAVÍRUS NO PARANÁ: Veja as principais notícias A mudança passa a valer a partir das 7h de domingo (6). Conforme a Secretaria de Saúde, a UPA da Zona Sul tem capacidade para até 50 leitos, o dobro da UPA da Zona Norte, e fica ao lado do Hospital Municipal, o que facilita a realização de exames e melhora o atendimento dos pacientes. Desde março, a UPA da Zona Norte estava atendendo apenas pacientes com suspeita ou confirmação de Covid-19 e a UPA da Zona Sul passou a atender pessoas com sintomas de outras doenças, quedas e outras necessidades. No entanto, com o aumento de casos na cidade no último mês, em alguns períodos do dia, a UPA da Zona Norte enfrentou problemas de lotação. Um container foi instalado na unidade para agilizar a realização de exames e diminuir o tempo de espera. "A média móvel de casos está crescendo, a taxa de ocupação do leitos também está aumentando e na macroregião noroeste amanhecemos todos os dias com 10 a 12 leitos disponíveis para uma população de mais de um milhão de habitantes. O decreto estadual e municipal vão ajudar a diminuir os casos, mas só vamos perceber essa redução daqui há alguns dias", disse o secretário Jair Biatto. Novo decreto da Prefeitura de Maringá aumenta tempo do toque de recolher e impõe mais restrições contra a Covid-19 Em novo decreto, prefeitura impõe horário para comércio e Lei Seca a partir das 17h para conter Covid-19 em Maringá Saiba quais serviços devem funcionar das 9h às 17h em Maringá com novo decreto Fique atento às mudanças Com a mudança, no domingo (5), a UPA da Zona Norte ficará fechada para higienização e organização. Os pacientes com sintomas respiratórios deverão procurar a UPA da Zona Sul. Outros casos, como pessoas que tiverem dor de cabeça, forem vítimas de quedas ou de acidentes domésticos deverão procurar as Unidades Básicas de Saúde (UBS) Pinheiros e Iguaçu. Na segunda-feira (7), a UPA da Zona Norte reabre atendendo casos que não são de Covid-19. ja mais notícias da região no G1 Norte e Noroeste.

Desde o início da pandemia, UPA da Zona Norte era referência em atendimentos de casos confirmados ou suspeitos da doença. Segundo a secretaria, UPA da Zona Sul tem o dobro de leitos e mudança vale a partir das 7h de domingo (6). UPA da Zona Sul, em Maringá, passa a atender casos exclusivos de Covid-19 Aldemir de Moraes/Prefeitura de Maringá/Divulgação Com o aumento no número de diagnósticos positivos de Covid-19 em Maringá, no norte do Paraná, a Secretaria Municipal de Saúde decidiu transferir os atendimentos exclusivos de pessoas com sintomas da doença da Unidade de Pron...

Leia mais



Homem é baleado e morto na zona rural de Pinhão

Segundo a polícia, irmãos que passavam pelo local encontraram o corpo ao lado de motocicleta, na quinta-feira (3). Caso é investigado. PM foi chamada ao local por dois irmãos Divulgação/PMPR Um homem foi baleado e morto na zona rural de Pinhão, na região central do Paraná, segundo a Polícia Militar (PM). O corpo da vítima foi encontrado caído ao lado de uma motocicleta, na quinta-feira (3). A PM informou que dois irmãos que passavam pela região encontraram o homem caído em um campo de plantação, ao lado da moto. Os dois chamaram a polícia. Segundo a PM, o homem tinha 40 anos e tinha uma perfuração nas costas, o que provavelmente provocou a morte da vítima. A motocicleta que estava com o homem tem placas de Salto do Lontra, no sudoeste do estado, e estava regular. O Instituto Médico-Legal (IML) foi chamado, e a Polícia Civil investiga o caso. VÍDEOS: Bom Dia Paraná de sexta-feira, 4 de dezembro Veja mais notícias da região no G1 Campos Gerais e Sul.

Segundo a polícia, irmãos que passavam pelo local encontraram o corpo ao lado de motocicleta, na quinta-feira (3). Caso é investigado. PM foi chamada ao local por dois irmãos Divulgação/PMPR Um homem foi baleado e morto na zona rural de Pinhão, na região central do Paraná, segundo a Polícia Militar (PM). O corpo da vítima foi encontrado caído ao lado de uma motocicleta, na quinta-feira (3). A PM informou que dois irmãos que passavam pela região encontraram o homem caído em um campo de plantação, ao lado da moto. Os dois chamaram a polícia. Segundo a PM, o homem tinha 40 anos e ...

Leia mais



VÍDEOS: Bom Dia Paraná de sexta-feira, 4 de dezembro

Assista aos vídeos do telejornal com as notícias do Paraná. Assista aos vídeos do telejornal com as notícias do Paraná.

Assista aos vídeos do telejornal com as notícias do Paraná. Assista aos vídeos do telejornal com as notícias do Paraná. ...

Leia mais



Polícia apreende cigarros contrabandeados e R$ 15 mil em dinheiro durante operação, em Umuarama

PM apreendeu três carros e encaminhou um suspeito para a Delegacia da Polícia Federal de Guaíra, na noite de quinta-feira (3). Ação faz parte da megaoperação 'Sinergia'. Carro estava com cigarros contrabandeados PM/Divulgação Uma operação da Polícia Militar (PM) apreendeu 30 caixas de cigarros contrabandeados e cerca de R$ 15 mil em dinheiro na noite de quinta-feira (3), em Umuarama, na região noroeste do Paraná. A ação faz parte da Operação Sinergia. A PM informou que foi até uma casa após uma denúncia anônima. Ao chegar no local, uma pessoa fugiu pelos fundos da residência e não foi mais localizada. Os policiais fizeram buscas na casa e encontraram dois carros carregados com cigarros contrabandeados do Paraguai, segundo a polícia. Um terceiro veículo estava preparado para fazer o transporte da mercadoria. Ainda segundo a PM, dois motoristas foram abordados na região durante as buscas. Um deles, de 32 anos, estava com mais de R$ 15 mil em dinheiro. A polícia disse que homem relatou que usaria o dinheiro para comprar um carro, mas não soube informar o valor. Para a PM, o suspeito frequentava a casa onde a mercadoria contrabandeada estava. O homem foi levado para a Delegacia de Polícia Federal de Guaíra, junto dos três carros e das caixas de cigarros contrabandeados. Policiais apreenderam mercadoria contrabandeada do Paraguai PM/Divulgação Sinergia A "Sinergia" é uma megaoperação desencadeada no fim de novembro pela polícia do Paraná para evitar crimes como o tráfico de drogas e o contrabando. A operação é um ação integrada da Polícia Militar, Polícia Civil, Receita Estadual e Guardas Municipais, além da Polícia Federal (PF), Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Receita Federal. Mais de quatro mil policiais participam da operação. De acordo com a PM, aeronaves, embarcações, viaturas e motos estarão por todos os municípios fazendo patrulhamento, abordagens e fiscalizações. VÍDEOS: mais assistidos do G1 PR nos últimos 7 dias Veja mais notícias da região no G1 Norte e Noroeste.

PM apreendeu três carros e encaminhou um suspeito para a Delegacia da Polícia Federal de Guaíra, na noite de quinta-feira (3). Ação faz parte da megaoperação 'Sinergia'. Carro estava com cigarros contrabandeados PM/Divulgação Uma operação da Polícia Militar (PM) apreendeu 30 caixas de cigarros contrabandeados e cerca de R$ 15 mil em dinheiro na noite de quinta-feira (3), em Umuarama, na região noroeste do Paraná. A ação faz parte da Operação Sinergia. A PM informou que foi até uma casa após uma denúncia anônima. Ao chegar no local, uma pessoa fugi...

Leia mais



Dois homens são presos em cerco montado após explosões em bancos e confronto com a polícia, em Ponta Grossa

Suspeitos estavam em um carro com uniformes parecidos com os que estavam sendo utilizados no dia em que houve troca de tiros, segundo a polícia. Homens foram levados para a delegacia. Dois homens foram presos em um cerco montado por agentes de segurança após um confronto que aconteceu com policiais, em Ponta Grossa, na região dos Campos Gerais do Paraná. Os suspeitos foram presos na quinta-feira (3). Suspeitos de terem explodido duas agências bancárias em Floraí, no norte do estado, trocaram tiros com policiais na BR-373, em Ponta Grossa, na terça-feira (1º). Uma agente de segurança acabou sendo baleada. De acordo com a Polícia Militar (PM), os homens foram presos na região onde houve o confronto. Os dois estavam em uma estrada rural e com um carro. A polícia informou que os suspeitos não souberam dizer porque transitavam pela região. Além disso, dentro do carro, a PM encontrou duas facas e dois uniformes parecidos com que os homens usavam na terça-feira. Os materiais foram apreendidos. Os homens foram levados para a delegacia de Ponta Grossa. A Polícia Civil informou que os suspeitos foram liberados, já que não foi comprovado o envolvimento de ambos com o crime. Na terça-feira, homens fugiram após perseguição policial, em Ponta Grossa Fábio Angelo/RPC Ponta Grossa Explosões e troca de tiros Ladrões explodiram duas agências bancárias de Floraí na madrugada de terça-feira. Depois das explosões, os criminosos conseguiram fugir e ninguém se machucou. Horas depois, em Ponta Grossa, suspeitos de participação nas explosões trocaram tiros com a polícia após uma perseguição, na BR-373. Enquanto tentava escapar, o carro onde os suspeitos estavam capotou, e os homens fugiram a pé pela mata. A polícia continua fazendo buscas pela região. Denúncias podem ser feitas para o telefone 190. VÍDEOS: mais assistidos do G1 PR nos últimos 7 dias Veja mais notícias da região no G1 Campos Gerais e Sul.

Suspeitos estavam em um carro com uniformes parecidos com os que estavam sendo utilizados no dia em que houve troca de tiros, segundo a polícia. Homens foram levados para a delegacia. Dois homens foram presos em um cerco montado por agentes de segurança após um confronto que aconteceu com policiais, em Ponta Grossa, na região dos Campos Gerais do Paraná. Os suspeitos foram presos na quinta-feira (3). Suspeitos de terem explodido duas agências bancárias em Floraí, no norte do estado, trocaram tiros com policiais na BR-373, em Ponta Grossa, na terça-feira (1º)....

Leia mais



PF de SP faz operação contra tráfico de animais silvestres e prende um dos maiores contrabandistas do país

Zé do Bode, um dos maiores traficantes de animais do país, foi preso nesta manhã. Ação ocorreu em 4 estados do país e prendeu 11 pessoas. PF de SP faz operação contra tráfico de animais silvestres A Polícia Federal de São Paulo deflagrou na manhã desta sexta-feira (4) uma operação para desarticular uma quadrilha especializada no tráfico de animais silvestres. Mais de 200 animais foram resgatados e 11 pessoas foram presas na ação que ocorreu nos estados de São Paulo, Mato Grosso do Sul, Paraná e Pernambuco. Um dos presos na cidade de São Paulo, Roberto Augusto Martinez Filho, conhecido como “Zé do Bode”, é apontado por agentes da Polícia Federal e da Polícia Ambiental como um dos maiores traficantes de animais silvestres do Brasil. Ele usava redes sociais para vender animais e já tinha sido preso em agosto do ano passado após ser flagrado com um casal de macacos, mas estava em liberdade. Aves apreendidas durante a segunda fase da operação Urutau contra o tráfico de animais silvestres Divulgação Além do Zé do Bode, foi preso um outro homem que vendia animais de forma clandestina há 38 anos. O filho desse homem também participava do esquema, mas não foi localizado pela polícia. Entre os animais apreendidos está a arara-azul, que corre risco de extinção. Também foram apreendidas outras aves como papagaios, tucanos e até ouriços. Polícia prende em SP um dos maiores traficantes de animais silvestres do país Foram cumpridos 11 dos 14 mandados de prisão preventiva, 17 mandados de busca e apreensão e 5 mandados de apreensão de veículos automotores nas cidades de São Paulo, Diadema (SP), Jacareí (SP), Mongaguá (SP), Ivinhema (MS), Novo Horizonte do Sul (MS), Aparecida de Goiânia (GO), Curitiba (PR) e Alagoinha (PE). A operação Urutau 2 foi realizada em conjunto com o Ministério Público Federal, Secretaria Municipal do Meio Ambiente de São Paulo, Polícia Militar Ambiental do São Paulo, Polícia Militar Ambiental do Mato Grosso do Sul e o Ibama. Macaco apreendido durante operação da Polícia Federal nesta sexta-feira (04). Reprodução/TV Globo O nome da operação é uma alusão aos urutaus, que são aves exclusivamente noturnas e que utilizam sua plumagem para se camuflar com o ambiente, dificultando a sua localização pelos predadores. A primeira fase da operação ocorreu em 23 de maio de 2019. Na ocasião, nove pessoas foram presas e cerca de 350 animais mantidos em cativeiro apreendidos. Durante as investigações, foram apreendidos centenas de animais retirados da natureza e mantidos em cativeiros. Eram comercializados animais silvestre em extinção como: arara-canindé, arara-azul, arara-vermelha, ararajuba, jabuti-piranga, jacaré, macaco-prego, sagui de tufos brancos, saíra-pintor e tucano-toco. PF tenta desarticular quadrilha especializada em tráfico de animais silvestres em SP, MS PR e PE Foram encontraram papagaios que eram transportados em caixas de leite no litoral de SP Divulgação PF

Zé do Bode, um dos maiores traficantes de animais do país, foi preso nesta manhã. Ação ocorreu em 4 estados do país e prendeu 11 pessoas. PF de SP faz operação contra tráfico de animais silvestres A Polícia Federal de São Paulo deflagrou na manhã desta sexta-feira (4) uma operação para desarticular uma quadrilha especializada no tráfico de animais silvestres. Mais de 200 animais foram resgatados e 11 pessoas foram presas na ação que ocorreu nos estados de São Paulo, Mato Grosso do Sul, Paraná e Pernambuco. Um dos presos na cidade de São Paulo, Roberto Augusto Martinez Filho, conheci...

Leia mais



Operação combate crimes de violência contra idosos em todo país

Força-tarefa investiga aumento de casos de maus-tratos durante pandemia do novo coronavírus. Ação no DF e em 26 estados é comandada pelo Ministério da Justiça e polícias civis. Operação de combate à violência contra idosos é feita em todos os estados e no DF O Ministério da Justiça e Segurança Pública e as polícias civis de todo o país deflagraram, nesta sexta-feira (4), a operação Vetus, de combate a crimes de violência contra idosos. A ação ocorreu nos 26 estados e no Distrito Federal. De acordo com o Ministério da Justiça, a força-tarefa investiga o aumento de casos de maus-tratos contra idosos durante a pandemia do novo coronavírus. Até as 15h, 45 pessoas haviam sido presas em flagrante nesta sexta. Desde 1º de outubro, quando a investigação começou, 495 pessoas foram detidas. Cresce 59% o número de denúncias de violência contra o idoso no Brasil durante a pandemia da Covid-19 Asilo de idosos é alvo de duas denúncias de maus-tratos Desde outubro, Polícia Civil do DF apurou 473 denúncias de violência contra idosos PCDF/Divulgação Segundo dados do Disque 100, que recebe denúncias de violações de direitos humanos, foram registradas mais de 62 mil denúncias de crimes contra idosos até setembro de 2020. No mesmo período, em 2019, foram cerca de 36 mil. Segundo a Ouvidoria Nacional de Direitos Humanos, o número subiu mais de 80% depois que a pandemia da Covid-19 começou. Nesta sexta-feira, os policiais foram as ruas para apurar as denúncias. Além da abertura de investigações e prisões, eles também encaminharam vítimas para abrigos. Segundo o Ministério da Justiça, a operação realizou: Número de denúncias apuradas: 12.584 desde 1º de outubro, e 1.767 nesta sexta-feira Inquéritos instaurados: 3.433 desde 1º de outubro, e 351 nesta sexta-feira Mandados cumpridos: 229 desde 1º de outubro, e 64 nesta sexta-feira Visitas/diligências: 14.113 desde 1º de outubro, e 1.512 nesta sexta-feira Termos circunstanciados: 2.554 desde 1º de outubro, e 209 nesta sexta-feira Pessoas presas: 495 desde 1º de outubro, e 45 nesta sexta-feira Vítimas atendidas: 13.189 desde 1º de outubro, e 1.518 nesta sexta-feira Medidas protetivas cumpridas: 839 desde 1º de outubro, e 70 nesta sexta-feira Segundo o Ministério da Justiça, os principais crimes apurados são agressões e crimes patrimoniais. De acordo com o Estatuto do Idoso, colocar em risco a integridade e saúde física ou psíquica do idoso é crime e tem pena de detenção de 2 meses a 1 ano e multa. Se o fato resultar em lesão corporal, a pena pode ser aumentada para 1 a 4 anos. Distrito Federal Casos de maus-tratos contra idosos são investigados no DF PCDF/Divulgação Somente no Distrito Federal, a Polícia Civil investigou 480 denúncias. Desde o início da operação, 576 idosos foram atendidos e 148 procedimentos investigativos abertos. Até a última atualização desta reportagem, 13 pessoas haviam sido presas. Nesta sexta-feira, a Polícia Civil verificou mais de 30 denúncias de maus-tratos. Segundo a delegada Ângela Maria, são investigadas principalmente ocorrências de tratamento indevido e situações patrimoniais. "Vemos casos de maus-tratos muito associados a violência psicológica. Isso acaba diminuindo a auto-estima do idoso. A pessoa diz que ele não é capaz, não consegue fazer coisas. Isso é uma violência psicológica que é porta de entrada para demais violências", explicou. Veja vídeos do Monitor da Violência Leia mais notícias sobre a região no G1 DF.

Força-tarefa investiga aumento de casos de maus-tratos durante pandemia do novo coronavírus. Ação no DF e em 26 estados é comandada pelo Ministério da Justiça e polícias civis. Operação de combate à violência contra idosos é feita em todos os estados e no DF O Ministério da Justiça e Segurança Pública e as polícias civis de todo o país deflagraram, nesta sexta-feira (4), a operação Vetus, de combate a crimes de violência contra idosos. A ação ocorreu nos 26 estados e no Distrito Federal. De acordo com o Ministério da Justiça, a força-tarefa...

Leia mais



Operação prende 9 suspeitos de furtar combustíveis de dutos da Transpetro e da Petrobras

Segundo a polícia, grupo é suspeito de atuar em quatro estados. Só no Norte do RJ eles teriam feito 12 perfurações. Prejuízo estimado é de R$ 25 milhões. Operação prende 7 suspeitos de furtar combustíveis de dutos da Transpetro e da Petrobras A Polícia Civil e o Ministério Público fizeram na manhã desta sexta-feira (4) uma operação contra uma quadrilha suspeita de furtar combustível de dutos da Transpetro e da Petrobras. Ao todo, foram expedidos 14 mandados de prisão preventiva e nove pessoas foram presas, uma delas no Paraná. Segundo a polícia, o grupo agia em quatro estados da região Sudeste — Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, Espírito Santo — e também no Paraná. Só no Norte do Rio de Janeiro — Quissamã e Carapebus — seriam 12 perfurações. O prejuízo estimado é de R$ 25 milhões para a Petrobras. Suspeito de furtar combustíveis de dutos da Transpetro e da Petrobras foi preso na manhã desta sexta (4) Reprodução/TV Globo A ação é um "Operação Sete Capitãs, que ocorreu em novembro do ano passado. "São mais seis meses de investigação. E agora a gente conseguiu identificar toda a cadeia criminosa. É importante ressaltar que essa operação é da Polícia Civil em conjunto com o Gaeco, aqui do estado do Rio de Janeiro", explica o delegado Felipe Curi. "Conseguimos identificar toda a cadeia criminosa, desde as lideranças, os responsáveis pelas perfurações, as pessoas que também eram responsáveis pelo transporte do combustível até o Paraná. Esse grande receptor que foi preso agora. Ele tinha um grande galpão e receptava 80% desse combustível que era subtraído, que era furtado", completou. Curi explica que, além do dano financeiro, a quadrilha também causava uma série de danos ambientais e um número indeterminado de vítimas. Furto na Baixada No dia 14 de outubro, seis suspeitos de integrar uma quadrilha especializada nesse tipo de furto foram presos na Baixada Fluminense. Segundo as investigações, o prejuízo com os roubos chega a R$ 1 milhão e o grupo atuava em Japeri. Um dos presos chegou a fazer vizinhos reféns quando agentes da Delegacia de Defesa dos Serviços Delegados chegaram, mas acabou se entregando — e ninguém se feriu. Como a quadrilha agia Segundo as investigações, os suspeitos instalavam torneiras diretamente nos dutos e usavam longas mangueiras, para que o armazenamento do produto furtado acontecesse em locais mais discretos. O transporte dos combustíveis furtados era feito em caminhões-baú adaptados com vários reservatórios, em vez de caminhões-tanque, a fim de despistar a polícia. A delegacia afirma também que o bando mobilizava homens armados nos furtos, para garantir a segurança da quadrilha, e batedores nas estradas, a fim de avisar da presença de policiais. Além do prejuízo financeiro — R$ 1 milhão — a delegacia especializada destacou que havia riscos ambientais e operacionais com os furtos. Os roubos derramavam petróleo no solo e tinham perigo de explosão, e depois o fluxo de óleo tinha que ser interrompido para a Petrobras recompor os dutos perfurados. VÍDEOS: Os mais vistos do Rio nos últimos 7 dias:

Segundo a polícia, grupo é suspeito de atuar em quatro estados. Só no Norte do RJ eles teriam feito 12 perfurações. Prejuízo estimado é de R$ 25 milhões. Operação prende 7 suspeitos de furtar combustíveis de dutos da Transpetro e da Petrobras A Polícia Civil e o Ministério Público fizeram na manhã desta sexta-feira (4) uma operação contra uma quadrilha suspeita de furtar combustível de dutos da Transpetro e da Petrobras. Ao todo, foram expedidos 14 mandados de prisão preventiva e nove pessoas foram presas, uma delas no Paraná. Segundo a polícia, o grupo agia em quatro estado...

Leia mais



Receita Federal apreende 322 quilos de cocaína no Porto de Paranaguá escondidos em carga de cerâmica

Droga seria levada para o Porto de Valência, na Espanha, e foi apreendida na noite de quinta-feira (3). Droga foi apreendida no Porto de Paranaguá, no litoral do Paraná, na quinta-feira (3) Reprodução/RPC A Receita Federal apreendeu 322 quilos de cocaína, na noite de quinta-feira (3), no Porto de Paranaguá, no litoral do Paraná. De acordo com os agentes, a droga estava escondida em um container com carga de cerâmica e seria levada para o Porto de Valência, na Espanha. Ainda conforme a Receita, desde o início do ano, mais de cinco toneladas da droga foram apreendidas no terminal de embarcação. Até a última atualização da reportagem, ninguém tinha sido preso. Veja mais notícias no G1 Paraná.

Droga seria levada para o Porto de Valência, na Espanha, e foi apreendida na noite de quinta-feira (3). Droga foi apreendida no Porto de Paranaguá, no litoral do Paraná, na quinta-feira (3) Reprodução/RPC A Receita Federal apreendeu 322 quilos de cocaína, na noite de quinta-feira (3), no Porto de Paranaguá, no litoral do Paraná. De acordo com os agentes, a droga estava escondida em um container com carga de cerâmica e seria levada para o Porto de Valência, na Espanha. Ainda conforme a Receita, desde o início do ano, mais de cinco toneladas da droga foram apreendidas no terminal de e...

Leia mais



PodParaná #2: Humorista Fagner Zadra vence câncer e luta para voltar a andar

Integrante do grupo Tesão Piá, ele conta como transforma a dor em humor e fala também sobre a carreira de escritor. O humorista Fagner Zadra, do grupo Tesão Piá, é o entrevistado do segundo episódio do podcast PodParaná, feito pela equipe do G1 Paraná e da RPC, publicado nesta sexta-feira (4). Você pode ouvir o PodParaná no G1, no Spotify, no Castbox, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, no Deezer, no Hello You ou no aplicativo de sua preferência. Assine ou siga o PodParaná, para ser avisado sempre que tiver novo episódio no ar. Na entrevista ao PodParaná, Zadra contou que venceu um câncer durante a pandemia do novo coronavírus. O ator, que ficou paraplégico após um acidente em 2014, precisou tirar um rim. "É devastador, uma sensação de sentença de morte. Mas como tudo na minha vida eu encarei, fui pra cima. Quase um ano depois recebi a notícia que estou curado. Sai a carga de um caminhão de cima das costas", afirmou. Fagner Zadra durante entrevista ao PodParaná G1 PR Ele também falou sobre como transforma a dor em humor, a luta para voltar a andar e a carreira de escritor. "Estou com 37 anos. Acredito que a vida ainda vai me dar desgostos. Eu vou lutar. A vida é uma luta, a gente está sempre lutando. Eu estou sempre tentando aliviar essa dor das pessoas através do humor", disse. O PodParaná tem episódios semanais que contam a história de moradores do estado e trata de temas importantes para os paranaenses. Para sugerir temas e interagir com a equipe, os ouvintes podem usar o aplicativo Você na RPC. Fagner Zadra integra o grupo Tesão Piá Reprodução/Facebook Vídeos mais assistidos do G1 Paraná Veja mais notícias do estado no G1 Paraná.

Integrante do grupo Tesão Piá, ele conta como transforma a dor em humor e fala também sobre a carreira de escritor. O humorista Fagner Zadra, do grupo Tesão Piá, é o entrevistado do segundo episódio do podcast PodParaná, feito pela equipe do G1 Paraná e da RPC, publicado nesta sexta-feira (4). Você pode ouvir o PodParaná no G1, no Spotify, no Castbox, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, no Deezer, no Hello You ou no aplicativo de sua preferência. Assine ou siga o PodParaná, para ser avisado sempre que tiver novo episódio no ar. Na entrevista ao PodParaná, Zadra contou que venceu um...

Leia mais



Coronavírus no Paraná: veja as principais notícias sobre a pandemia
Acompanhe em tempo real a atualização das informações Coronavírus no Paraná: veja as principais notícias sobre a pandemia Acompanhe em tempo real a atualização das informações Veja a playlist com os vídeos exibidos nos telejornais da RPC. Confira as datas dos vestibulares das universidades federais e estaduais do Paraná. Veja o mapa por cidade com casos e mortes por Covid-19 no Paraná Acompanhe em tempo real a atualização das informações Coronavírus no Paraná: veja as principais notícias sobre a pandemia Acompanhe em tempo real a atualização das informações Veja a playlist com os vídeos exibidos nos telejornais da RPC. Confira as datas dos vestibulares das universidades federais e estaduais do Paraná. Veja o mapa por cidade com casos e mortes por Covid-19 no Paraná ...
Leia mais



Rede de Proteção Animal de Curitiba faz live para adoção de cães e gatos no sábado (5)

Evento será transmitido pelas redes sociais da Prefeitura de Curitiba com cães e gatos para adoção. Esta será a última edição do ano. Feira de adoção virtual será transmitida pelo Facebook da Prefeitura de Curitiba. Divulgação/Prefeitura de Curitiba A terceira edição do evento de adoção online Amigo Bicho ocorre neste sábado (5) com transmissão pelas redes sociais da Prefeitura de Curitiba a partir das 10h. Será possível adotar cães e gatos resgatados pela Rede de Proteção Animal da cidade. No evento, haverá mais de 10 animais para adoção. Eles foram resgatados pela rede em atendimento de animais de rua atropelados. Veja todos os animais para adoção da Rede de Proteção Todos estão recuperados e são castrados, desverminados e microchipados. Durante a transmissão, veterinários vão apresentar as características e comportamentos de cada um dos animais para ajudar no processo de adoção. Os veterinários também responderão dúvidas enviadas pelos interessados. Esta será a última edição do evento neste ano. VÍDEOS: Paraná Veja mais notícias do estado em G1 Paraná.

Evento será transmitido pelas redes sociais da Prefeitura de Curitiba com cães e gatos para adoção. Esta será a última edição do ano. Feira de adoção virtual será transmitida pelo Facebook da Prefeitura de Curitiba. Divulgação/Prefeitura de Curitiba A terceira edição do evento de adoção online Amigo Bicho ocorre neste sábado (5) com transmissão pelas redes sociais da Prefeitura de Curitiba a partir das 10h. Será possível adotar cães e gatos resgatados pela Rede de Proteção Animal da cidade. No evento, haverá mais de 10 animais para adoção. Eles foram resgatados pela rede e...

Leia mais



Lava Jato: Vitol fecha acordo de leniência que prevê pagamento de R$ 232 milhões à Petrobras

Grupo reconheceu pagamentos de propina a funcionários da estatal em troca de favorecimento. Acordo fechado nesta quinta (3) deverá ser pago após homologação pela Câmara de Combate à Corrupção do MPF. Dinheiro do acordo de leniência será pago para a Petrobras Reprodução/RPC Um acordo de leniência foi firmado nesta quinta-feira (3) entre o Ministério Público Federal (MPF) e o grupo Vitol, que opera compra e venda de petróleo e derivados no mercado externo, de acordo com a força-tarefa da Operação Lava Jato. O acordo, que prevê o pagamento de R$ 232 milhões à Petrobras, envolve crimes de corrupção relacionados a esquema de pagamento de propina a funcionários da estatal em troca de favorecimento em operações comerciais - reconhecidos pelo grupo. Conforme a força-tarefa, a empresa pagará o valor em parcela única, em até 20 dias após a homologação do acordo pela Câmara de Combate à Corrupção do MPF. O G1 tenta contato com o grupo Vitol. Do total a ser pago, R$ 44 milhões são por reparação de danos e R$ 126 milhões a título de devolução de lucros. Referente à multa prevista na Lei de Improbidade Administrativa, o acordo determina o pagamento de R$ 62 milhões. Os valores originalmente estipulados em dólares americanos foram convertidos em reais à taxa de câmbio vigente na data de assinatura do acordo, informou o MPF. Crimes e investigações Segundo o MPF, o acordo de leniência teve como objetivo a apresentação de provas por parte da empresa para aprofundamento das investigações sobre atividades de empregados e administradores da Vitol, desligados ou não, que possam caracterizar atos de improbidade ou crimes contra o sistema financeiro. A empresa reconheceu que um representante no Brasil realizou pagamentos indevidos para funcionários da Petrobras em troca de informações confidenciais internas que colocariam a Vitol em vantagem em processos licitatórios de compra e venda de combustíveis, informou a força-tarefa. Ainda de acordo com o MPF, a própria companhia, em investigação interna, identificou o pagamento de mais de 70 faturas cujos beneficiários eram doleiros que disponibilizavam dinheiro em espécie no Brasil para a realização dos pagamentos indevidos. O grupo também se comprometeu com o MPF a adotar medidas de transparência e, nos dois primeiros anos após o acordo, apresentar relatórios de cumprimento de medidas corretivas e de revisão de análise de riscos de corrupção e lavagem de dinheiro. Acordos da Lava Jato Segundo a força-tarefa, esse foi o 17º acordo de leniência fechado em quase sete anos de operação. Considerando os acordos de colaboração e reparação, o total ultrapassa R$ 14,6 bilhões, dos quais R$ 4,3 bilhões já foram efetivamente devolvidos para as vítimas. Vídeos mais assistidos do G1 Paraná Veja mais notícias do estado no G1 Paraná.

Grupo reconheceu pagamentos de propina a funcionários da estatal em troca de favorecimento. Acordo fechado nesta quinta (3) deverá ser pago após homologação pela Câmara de Combate à Corrupção do MPF. Dinheiro do acordo de leniência será pago para a Petrobras Reprodução/RPC Um acordo de leniência foi firmado nesta quinta-feira (3) entre o Ministério Público Federal (MPF) e o grupo Vitol, que opera compra e venda de petróleo e derivados no mercado externo, de acordo com a força-tarefa da Operação Lava Jato. O acordo, que prevê o pagamento de R$ 232 milhões à Petrobras, envolve...

Leia mais



Coronavírus: Governo do Paraná restringe consumo e venda de bebidas alcoólicas e proíbe eventos com mais de 10 pessoas

Novo decreto foi publicado na noite desta quinta-feira (3), diante do aumento de casos da Covid-19; documento tem validade de 15 dias. Governo já havia determinado toque de recolher em todo o estado. Paraná chegou a 291.244 casos confirmados do novo coronavírus Giuliano Gomes/PR Press Para conter a alta no número de casos do novo coronavírus, o Governo do Paraná publicou um novo decreto na noite desta quinta-feira (3). O documento é válido por 15 dias, podendo ser prorrogado. Entre as medidas, está a proibição da venda e consumo de bebidas alcoólicas em espaços de uso público ou coletivo das 23h às 5h, assim como em qualquer estabelecimento comercial. Essa decisão acompanha o toque de recolher no mesmo período, que começou a valer desde quarta-feira (2). O governador Ratinho Junior pontuou que as novas medidas buscam conter a movimentação de pessoas durante o período noturno, especialmente dos mais jovens. "Estamos vivendo um dos piores períodos da pandemia. O vírus não tem horário, mas 15% dos leitos de UTIs do nosso estado são utilizados de batida de carro na madrugada. Pessoas que bebem, pegam o carro, batem no poste e acabam usando UTIs que poderiam estar disponíveis para o coronavírus", afirmou o governador. O decreto também proíbe a realização de confraternizações e eventos presenciais com mais de dez pessoas - sendo excluídas dessa contagem crianças de até quatorze anos. Ações sem contato físico, incluindo o modelo drive in, estão liberadas. As novas medidas restritivas foram elaboradas em conjunto com as 29 cidades que formam a Associação dos Municípios da Região Metropolitana de Curitiba (Assomec). A partir deste documento, cada prefeitura irá redigir um decreto próprio, obedecendo as particularidades locais, mas a tendência, segundo o governo, é que acompanhem as normativas estabelecidas pela capital. VEJA O DOCUMENTO NA ÍNTEGRA Paraná determina lei seca e eventos com, no máximo, 10 pessoas Cultos religiosos O decreto estabelece que celebração de cultos religiosos podem ocorrer no estado, desde que o espaço destinado ao público tenha ocupação máxima de 30%, garantido o afastamento mínimo de dois metros entre as pessoas. Entretanto, essa medida começa a valer somente na segunda-feira (7) para dar tempo de as igrejas se organizarem a respeito da mudança. O governo recomenda que a população participe de atos religiosos em casa, de forma individual ou em família. CORONAVÍRUS NO PARANÁ: Veja as principais notícias Teletrabalho Neste novo decreto também está estabelecido que deve-se priorizar, em órgãos públicos e empresas privadas, a readequação de horários de trabalho e também a migração para o trabalho remoto, quando possível, para reduzir o número de pessoas transitando pela cidade ao mesmo tempo, além de evitar aglomerações no sistema de transporte e em outros locais. O formato deve adotado para as funções que forem compatíveis no âmbito da administração estadual - com exceção das secretarias da Saúde, Segurança Pública e Fazenda, segundo o governo. Fiscalização A fiscalização do cumprimento das novas determinações será de responsabilidade da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), por meio da Vigilância Sanitária, e da Secretaria de Estado da Segurança Pública (Sesp), por meio da Policia Militar e da Guarda Municipal. "O decreto do toque de recolher já foi bem acatado, nós estamos trabalhando com apoio da Polícia Militar em todo o estado de maneira ostensiva, mas também levando em conta o bom senso", disse o secretário de Saúde, Beto Preto. Governo discute novas medidas para segurar o avanço da Covid-19 no estado Novo coronavírus no Paraná Um boletim divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), nesta quinta-feira (3), aponta que o Paraná chegou a 291.244 casos confirmados do novo coronavírus. O estado registra 6.259 óbitos pela doença. Há registro de mortes pela Covid-19 em 337 cidades, das 399 existentes no estado, segundo o relatório. Todos os municípios paranaenses possuem casos da doença. A Sesa informou que 1.163 pacientes diagnosticados com Covid-19 no Paraná estão internados, sendo que 870 pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e outros 293 pela rede particular. A taxa de ocupação dos leitos de UTI adulto exclusivos para pacientes suspeitos ou contaminados pela doença no estado está em 88% e de enfermaria em 68%. A macrorregião Leste, que abrange Curitiba, Ponta Grossa, Guarapuava e Litoral, apresenta 91% de ocupação em UTI e 68% em enfermaria. A espera por leitos no estado há algumas semanas era de 4 horas. Agora, conforme a secretaria, pode levar até de um dia para outro. "Nós estamos com profissionais da saúde desde março trabalhando 24 horas por dia. Não adianta mais comprar respirador, nós não temos mais médicos para ocupar essas UTIs, nós não temos mais enfermeiros. Os profissionais de saúde estão exaustos", comentou Ratinho Junior. Governador pede ajuda da população para conter a propagação do coronavírus CRM alerta para sobrecarga do sistema de saúde: 'Profissionais estão no limite físico e emocional' Situação da capital De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde de Curitiba, os leitos de UTI para adultos com suspeita ou casos da Covid-19 pela rede pública de saúde têm ocupação de 94% na cidade, considerando que há 315 pacientes internados em um total de 334 vagas. Conforme os dados da prefeitura, estão ocupados cinco, dos 10 leitos de UTI oferecidos, com taxa de 50% de ocupação. O município informou que a taxa geral de ocupação dos leitos de UTI pelo SUS é de 93%. Segundo a prefeitura, dos 453 leitos de enfermaria para adultos e crianças com suspeita ou diagnóstico da Covid-19, 386 estão ocupados. A taxa de ocupação é de 85%. Ainda de acordo com a administração municipal, a capital registrou 82.647 casos confirmados do novo coronavírus e 1.788 mortes desde o início da pandemia. Leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Arquivo/RPC 'Temos que manter medidas preventivas por mais alguns meses até termos vacinas no Brasil', diz presidente da Sociedade Brasileira de Infectologia VÍDEOS: Pandemia do novo coronavírus no Paraná Initial plugin text Veja mais notícias da região em G1 Paraná.

Novo decreto foi publicado na noite desta quinta-feira (3), diante do aumento de casos da Covid-19; documento tem validade de 15 dias. Governo já havia determinado toque de recolher em todo o estado. Paraná chegou a 291.244 casos confirmados do novo coronavírus Giuliano Gomes/PR Press Para conter a alta no número de casos do novo coronavírus, o Governo do Paraná publicou um novo decreto na noite desta quinta-feira (3). O documento é válido por 15 dias, podendo ser prorrogado. Entre as medidas, está a proibição da venda e consumo de bebidas alcoólicas em espa...

Leia mais



Pediatra de Guarapuava que morreu vítima da Covid-19 é homenageado com carreata

George Karam tinha 59 anos e morreu na quarta-feira (2) em um hospital de Florianópolis. Profissional é o 20º médico paranaense vítima da doença, de acordo com o CRM-PR. Homenagem ao pediatra George Karam Amigo e familiares do pediatra George Karam, que morreu vítima da Covid-19, prestaram uma homenagem ao médico na tarde desta quinta-feira (3), em Guarapuava, na região central do Paraná. Karam tinha 59 anos e trabalhava há mais 30 em Guarapuava. O médico morreu devido a complicações causadas pela doença na quarta-feira (2). Novo coronavírus: Paraná chega a 291.244 casos confirmados com 6.259 mortes, diz Sesa CORONAVÍRUS NO PARANÁ: Veja as principais notícias O pediatra foi homenageado com uma carreata que foi conduzido pelo caminhão do Corpo de Bombeiros. Os veículos pararam em frente ao Instituto Virmond, onde o profissional trabalhava. Em frente ao hospital, profissionais de saúde e colegas de trabalho aplaudiram o médico. O enfermeiro Jurandir Portela Júnior, que trabalhava com Karam, disse que a sociedade perdeu um grande profissional. "Nós não perdemos só um colega de profissão, mas um grande profissional da medicina pediátrica e um grande amigo. Ele nos deixa de uma forma triste, na luta pelo enfrentamento à Covid-19, mas que deixa um legado de mais de 30 anos de muito trabalho, profissionalismo e dedicação", disse. Karam estava internado em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de Florianópolis e é o vigésimo médico paranaense a morrer vítima da Covid-19, de acordo com o Conselho Regional de Medicina do Paraná (CRM-PR). O pediatra foi sepultado no Cemitério Central de Guarapuava. George Karam trabalhava em Guarapuava há mais de 30 anos Arquivo pessoal VÍDEOS: Vacina contra a Covid-19 no Paraná Initial plugin text Veja mais notícias da região no G1 Campos Gerais e Sul.

George Karam tinha 59 anos e morreu na quarta-feira (2) em um hospital de Florianópolis. Profissional é o 20º médico paranaense vítima da doença, de acordo com o CRM-PR. Homenagem ao pediatra George Karam Amigo e familiares do pediatra George Karam, que morreu vítima da Covid-19, prestaram uma homenagem ao médico na tarde desta quinta-feira (3), em Guarapuava, na região central do Paraná. Karam tinha 59 anos e trabalhava há mais 30 em Guarapuava. O médico morreu devido a complicações causadas pela doença na quarta-feira (2). Novo coronavírus: Paraná ch...

Leia mais



Filhote de macaco-prego é resgatado após ser encontrado abraçado com mãe atropelada, em Cascavel

Segundo a Patrulha Ambiental, cena do filhote abraçado com a mãe macaco-prego, que morreu atropelada, comoveu moradores que passavam pela rua. Filhote de macaco-prego é resgatado, em Cascavel Um filhote de macaco-prego foi resgatado pela Patrulha Ambiental, em Cascavel, no oeste do Paraná, nesta quinta-feira (3). De acordo com a patrulha, o filhote foi encontrado abraçado com o corpo da mãe, que foi atropelada na Rua Bom Jesus. A cena comoveu moradores que passavam pela rua e chamaram a Guarda Municipal (GM). A região onde o animal foi atropelado é de mata fechada e, por isso, é comum que animais silvestres deixem o local para procurar comida, conforme a patrulha. Filhote de macaco-prego foi resgatado pela Patrulha Ambiental, em Cascavel Guarda Municipal/Divulgação O filhote estava na rua com a mãe, por isso, também poderia ter sido atropelado e foi resgatado. Uma equipe veterinária foi acionada e o animal foi levado para o Zoológico de Cascavel, segundo a patrulha. Filhote foi atendido pelos veterinários e levado para o Zoológico de Cascavel Patrulha Ambiental/Divulgação VÍDEO: Globo Natureza Veja mais notícias da região no G1 Oeste e Sudoeste.

Segundo a Patrulha Ambiental, cena do filhote abraçado com a mãe macaco-prego, que morreu atropelada, comoveu moradores que passavam pela rua. Filhote de macaco-prego é resgatado, em Cascavel Um filhote de macaco-prego foi resgatado pela Patrulha Ambiental, em Cascavel, no oeste do Paraná, nesta quinta-feira (3). De acordo com a patrulha, o filhote foi encontrado abraçado com o corpo da mãe, que foi atropelada na Rua Bom Jesus. A cena comoveu moradores que passavam pela rua e chamaram a Guarda Municipal (GM). A região onde o animal foi atropelado é de mata fechada e, por isso, é comum ...

Leia mais



Transporte coletivo amplia horários em Foz do Iguaçu a partir de sexta-feira (4); confira

Segundo o Foztrans, tabela foi reformulada para ampliar a oferta nos horários de pico de seis linhas. Prefeitura assumiu a gestão do transporte público na quarta-feira (2). Transporte coletivo de Foz do Iguaçu tem ampliação de horários O transporte público de Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, ofertará mais 15 horários a partir de sexta-feira (4), segundo o Instituto de Transportes e Trânsito de Foz do Iguaçu (Foztrans) Conforme o instituto, a reformulação da tabela atenderá os horários de pico de seis linhas de ônibus. Veja abaixo. Confira a nova tabela de horários Com a ampliação dos horários, algumas linhas farão o mesmo trajeto duas vezes e outras receberão mais um ônibus. Conforme o Foztrans, a ampliação de horários ocorrerá conforme a demanda, mas devem ser dispostos mais cinco veículos pela manhã e mais cinco no período da tarde para atender os passageiros. Linhas beneficiadas: 10 - Cidade Nova 103 - Porto Belo 335 - Morumbi / Centro 120 - Parque Nacional 200 - Gleba Guarani 225 - Três Lagoas / Centro O município assumiu a gestão do transporte público na quarta-feira (2). A medida foi tomada após o Consórcio Sorriso não cumprir com as obrigações da prestação de serviço e passageiros relatarem aglomerações nos ônibus. Horários serão ampliados a partir desta sexta-feira (3), em Foz do Iguaçu RPC/Reprodução Mais ônibus Antes da pandemia, 135 ônibus circulavam na cidade para atender cerca de 60 mil passageiros. Até terça-feira (1º), segundo a prefeitura, o consórcio oferecia 73 ônibus para cerca de 27 mil passageiros. De acordo com o prefeito em exercício, Nilton Bobato, a expectativa do município é aumentar a frota durante a intervenção para oferecer mais qualidade no serviço. "Teremos que contratar pelo menos 54 motoristas para aumentar 30 ônibus. A contratação não é um processo que acontece do dia para a noite. Nós temos uma lista de motoristas que foram demitidos durante a pandemia e vamos priorizar a contratação deles. Esperamos que no prazo de uma semana, algo assim, nós tenhamos condições de dar um retorno da quantidade de ônibus que queremos aumentar", disse. Prefeitura de Foz faz intervenção no transporte coletivo da cidade VÍDEOS: Pedágio nas rodovias do Paraná Veja mais notícias da região no G1 Oeste e Sudoeste.

Segundo o Foztrans, tabela foi reformulada para ampliar a oferta nos horários de pico de seis linhas. Prefeitura assumiu a gestão do transporte público na quarta-feira (2). Transporte coletivo de Foz do Iguaçu tem ampliação de horários O transporte público de Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, ofertará mais 15 horários a partir de sexta-feira (4), segundo o Instituto de Transportes e Trânsito de Foz do Iguaçu (Foztrans) Conforme o instituto, a reformulação da tabela atenderá os horários de pico de seis linhas de ônibus. Veja abaixo. Confira a nova tabela de horários Com a amplia...

Leia mais



Prefeitura prorroga medidas da bandeira laranja em Curitiba por sete dias

Município informou que aguarda definição de um possível novo decreto estadual para reavaliar as restrições prorrogadas, nesta quinta-feira (3); veja as regras vigentes na capital. Prefeitura de Curitiba prorrogou medidas da bandeira laranja por sete dias Giuliano Gomes/PR Press Em um decreto, publicado nesta quinta-feira (3), a Prefeitura de Curitiba prorrogou por sete dias, as medidas de restrição estabelecidas com o retorno da bandeira laranja, diante da pandemia da Covid-19. Na sexta-feira (27), o município decretou o retorno às regras da bandeira laranja, com o fechamento de bares, casas noturnas e de festas, além da definição de novos horários de funcionamento em atividades comerciais. A prefeitura informou que o período da prorrogação das medidas começa a valer nesta sexta-feira (4), data em que terminaria a validade do decreto anterior. CORONAVÍRUS NO PARANÁ: Veja as principais notícias Com a prorrogação, o município informou que aguardava a definição de um possível novo decreto do Governo do Paraná, com novas regras para todo o estado. VEJA A ÍNTEGRA DO DECRETO QUE TEVE AS MEDIDAS PRORROGADAS A prefeitura da capital disse que, após essa determinação estadual, pretendia reavaliar as medidas locais. Logo em seguida, o governo estadual publicou um novo decreto em que proibiu o consumo e venda de bebidas alcoólicas, inclusive em estabelecimentos comerciais, entre 23h e 5h. Também foi proibida a realização de eventos com mais de 10 pessoas no estado. Na terça-feira (1º), o governo já havia determinado toque de recolher, entre 23h e 5h, em todas as cidades. Pandemia em Curitiba Na sexta-feira, após o decreto do retorno à bandeira laranja, a secretária municipal de Saúde, Márcia Huçulak, comentou que os dados de óbitos pela Covid-19 e o expressivo aumento nas taxas de ocupação das Unidades de Terapia Intensiva (UTI) foram os critérios que levaram à decisão. Nesta quinta-feira, a Secretaria Municipal de Saúde informou que a taxa geral de ocupação dos 344 leitos de UTI pelo SUS é de 93%. De acordo com a prefeitura, estão ocupados 315, dos 334, leitos de UTI para adultos com casos ou suspeita da doença, pela rede pública, o que representa uma taxa de ocupação de 94%. Na ala pediátrica, estão ocupados cinco, dos 10 leitos de UTI oferecidos, com taxa de 50% de ocupação. Dos 453 leitos de enfermaria para adultos e crianças com suspeita ou diagnóstico da Covid-19 na cidade, 386 estão ocupados, com taxa de ocupação de 85%. Segundo o município, a capital registrou 82.647 casos confirmados do novo coronavírus e 1.788 mortes pela doença. Veja o que prevê o decreto em vigência Não podem funcionar: Bares, casas noturnas e atividades correlatas; Estabelecimentos destinados ao entretenimento, casas de festas, de eventos ou recepções, parques infantis e temáticos; Estabelecimentos destinados a eventos técnicos, mostras comerciais, congressos, convenções. Podem funcionar com restrição no horário de funcionamento: Restaurantes e lanchonetes: podem funcionar das 6h às 22h. No decreto anterior, podiam funcionar até as 23h; Circos, teatros, cinemas e museus: podem abrir das 6h às 22h. Antes não tinham restrições de horário. Feiras de varejo e feiras livres: podem abrir das 6h às 22h. Antes não tinham restrições de horário. Podem funcionar e têm ampliação no horário de funcionamento: Atividades comerciais de rua não essenciais, galerias e centros comerciais: podem funcionar das 9h às 20h. No decreto anterior, podiam abrir das 10h às 20h; Shopping centers: podem funcionar das 8h às 22h. No decreto anterior, podiam abrir das 11h às 22h. Podem funcionar com 50% da capacidade: Hotéis, resorts, pousadas e hostels. Podem funcionar com 50% da capacidade e restrição de horário: Serviços de call center e telemarketing: a partir das 9 horas, exceto aqueles vinculados aos serviços de saúde ou executados em home office. Recomendações O decreto recomenda que as empresas priorizem o trabalho remoto quando for possível, com o objetivo de reduzir o número de pessoas circulando pela cidade e para evitar aglomerações no transporte público. A prefeitura também recomendou a suspensão de circulação de pessoas na cidade das 23h às 5h. A medida não impõe novas restrições ao transporte público, que continua operando com 70% da capacidade de passageiros. Medida não impõe novas restrições ao transporte público, que continua operando com 70% da capacidade de passageiros Giuliano Gomes/PR Press Bandeiras na capital Curitiba ficou em bandeira laranja pela primeira vez de junho a agosto. Ao longo deste período, bares, parques e clubes esportivos ficaram proibidos de funcionar. As determinações da bandeira laranja precisaram ser prorrogadas pela administração municipal por duas vezes. A primeira ocorreu no dia 3 de agosto, quando a prefeitura ampliou os horários de funcionamento de shoppings e comércios de rua. A segunda prorrogação foi no dia 10 de agosto mas, dessa vez, a administração não fez alterações no documento, mantendo o funcionamento de atividades mais restrito durante os fins de semana. Em 18 de agosto, o decreto que determinou bandeira amarela em Curitiba liberou bares, parques e feiras livres. Em 7 de setembro, a capital voltou para bandeira laranja, fechando bares e restringindo o funcionamento do comércio e supermercados. A medida valeu até 25 de setembro, retornando depois à bandeira amarela. Em 27 de novembro, diante do aumento expressivo de casos e das taxas de ocupação de leitos para Covid-19, a prefeitura retornou às restrições da bandeira laranja, porém, com regras diferentes. Assista aos vídeos sobre a pandemia no estado Veja mais notícias do estado no G1 Paraná.

Município informou que aguarda definição de um possível novo decreto estadual para reavaliar as restrições prorrogadas, nesta quinta-feira (3); veja as regras vigentes na capital. Prefeitura de Curitiba prorrogou medidas da bandeira laranja por sete dias Giuliano Gomes/PR Press Em um decreto, publicado nesta quinta-feira (3), a Prefeitura de Curitiba prorrogou por sete dias, as medidas de restrição estabelecidas com o retorno da bandeira laranja, diante da pandemia da Covid-19. Na sexta-feira (27), o município decretou o retorno às regras da bande...

Leia mais



VÍDEOS: Boa Noite Paraná de quinta-feira, 3 de dezembro

Assista aos vídeos do telejornal com as notícias do Paraná. Assista aos vídeos do telejornal com as notícias do Paraná.

Assista aos vídeos do telejornal com as notícias do Paraná. Assista aos vídeos do telejornal com as notícias do Paraná. ...

Leia mais



Jovem é morto em casa após briga em Jardim Olinda, diz polícia

Rapaz de 19 anos foi baleado na tarde de quarta (2). Município, que tem a menor população do Paraná, estava há mais de 10 anos sem registrar homicídio de moradores, segundo a Polícia Civil. Jovem é morto após briga entre vizinhos, diz polícia Um jovem de 19 anos foi morto em casa após uma briga entre vizinhos por causa de som alto, no Centro de Jardim Olinda, no noroeste do Paraná, na quarta-feira (2), de acordo com a Polícia Militar (PM). Segundo a polícia, os vizinhos da vítima, um homem de 42 anos e o filho dele de 23 anos, foram até a casa do rapaz e atiraram nele com uma espingarda. Os suspeitos fugiram. A irmã da vítima, de 28 anos, que estava em casa no momento do crime, levou um tiro de raspão e foi internada, conforme a PM. Homicídio foi registrado em Jardim Olinda depois de uma briga entre vizinhos, segundo a polícia RPC/Reprodução O caso está sendo investigado pela Polícia Civil. Testemunhas devem ser ouvidas até a próxima semana. Ninguém havia sido preso até a publicação desta reportagem. Jardim Olinda é o município com a menor população do Paraná, com 1.320 habitantes. A polícia informou que a cidade estava há mais de 10 anos sem registrar homicídio de moradores. Em 2016, de acordo com a polícia, houve um homicídio no município, mas envolvendo pessoas de fora da cidade por causa de uma operação. Vídeos mais assistidos do G1 Paraná Veja mais notícias da região no G1 Norte e Noroeste.

Rapaz de 19 anos foi baleado na tarde de quarta (2). Município, que tem a menor população do Paraná, estava há mais de 10 anos sem registrar homicídio de moradores, segundo a Polícia Civil. Jovem é morto após briga entre vizinhos, diz polícia Um jovem de 19 anos foi morto em casa após uma briga entre vizinhos por causa de som alto, no Centro de Jardim Olinda, no noroeste do Paraná, na quarta-feira (2), de acordo com a Polícia Militar (PM). Segundo a polícia, os vizinhos da vítima, um homem de 42 anos e o filho dele de 23 anos, foram até a casa do rapaz e atiraram nele com uma e...

Leia mais



Deputado Cobra Repórter recebe alta e vai continuar tratamento da Covid-19 em casa, diz assessoria

Ele estava internado na Unidade de Terapia Intensiva de um hospital em Arapongas, no norte do Paraná, desde segunda-feira (30). Deputado Cobra Repórter Dálie Felberg/Alep O deputado estadual Cobra Repórter (PSD), de 46 anos, recebeu alta do hospital nesta quinta-feira (3). Ele estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de um hospital em Arapongas, no norte do Paraná, após testar positivo para a Covid-19. De acordo com a assessoria do parlamentar, como a tomografia e os outros exames apontaram melhoras no quadro de saúde, a equipe médica o liberou para realizar o restante do tratamento em casa. O deputado permanecerá em isolamento domiciliar, com o uso de medicamentos, por sete dias, segundo a assessoria. CORONAVÍRUS NO PARANÁ: Veja as principais notícias A esposa do parlamentar, Vânia Duarte, e uma das filhas do casal também testaram positivo para coronavírus e se recuperam em casa. Os outros três filhos do casal não foram diagnosticados com a doença. VÍDEOS: Pandemia do novo coronavírus no Paraná Veja mais notícias do estado em G1 Paraná.

Ele estava internado na Unidade de Terapia Intensiva de um hospital em Arapongas, no norte do Paraná, desde segunda-feira (30). Deputado Cobra Repórter Dálie Felberg/Alep O deputado estadual Cobra Repórter (PSD), de 46 anos, recebeu alta do hospital nesta quinta-feira (3). Ele estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de um hospital em Arapongas, no norte do Paraná, após testar positivo para a Covid-19. De acordo com a assessoria do parlamentar, como a tomografia e os outros exames apontaram melhoras no quadro de saúde, a equipe médica o liberou para realizar o restante do trata...

Leia mais



Show Rural de Cascavel é adiado para março de 2021

Segundo a organização, medida foi tomada após alta de casos confirmados do novo coronavírus em novembro, em Cascavel. Feira agropecuária seria realizada em março de 2021. Show Rural é adiado para março O tradicional Show Rural de Cascavel, no oeste do Paraná, foi adiado para março de 2021 por causa do aumento de casos da Covid-19 na cidade, segundo a organização. A feira é considerada como uma das maiores da América Latina para o agronegócio e seria realizada em fevereiro de 2021. Com o avanço da doença em novembro, a organização optou por adiar excepcionalmente o evento para o período entre 22 e 26 de março. Conforme a organização da feira, a cadeia do agronegócio brasileiro é muito importante para segurança alimentar do mundo e, por isso, a compreensão de todos é o mais importante para que esse momento difícil seja superado. Show Rural foi adiado por causa da pandemia, em Cascavel RPC/Reprodução Veja mais notícias da região no G1 Oeste e Sudoeste.

Segundo a organização, medida foi tomada após alta de casos confirmados do novo coronavírus em novembro, em Cascavel. Feira agropecuária seria realizada em março de 2021. Show Rural é adiado para março O tradicional Show Rural de Cascavel, no oeste do Paraná, foi adiado para março de 2021 por causa do aumento de casos da Covid-19 na cidade, segundo a organização. A feira é considerada como uma das maiores da América Latina para o agronegócio e seria realizada em fevereiro de 2021. Com o avanço da doença em novembro, a organização optou por adiar excepcionalmente o evento para o...

Leia mais



Câmara libera R$ 620 mil para compra de máscaras e álcool em gel para alunos de Ponta Grossa

Prefeitura encaminhou projeto em regime de urgência e prevê compra de cerca de 100 mil máscaras descartáveis. Aulas estão programadas para retornar no dia 8 de fevereiro de 2021. Câmara libera R$ 620 mil para comprar máscaras e álcool em gel para alunos de Ponta Grossa A Câmara de Vereadores de Ponta Grossa, na região dos Campos Gerais do Paraná, aprovou a liberação de R$ 620 mil para que a prefeitura compre máscaras e álcool em gel para estudantes da rede municipal de ensino. O projeto foi enviado pela prefeitura em regime de urgência e votado em sessão feita na quarta-feira (2). Os equipamentos de proteção individual devem ser usados para o retorno das aulas presenciais. O crédito adicional será direcionado à Fundação Municipal de Saúde. A prefeitura informou que deve comprar mais de 100 mil máscaras descartáveis para entregar aos alunos. Atualmente, cerca de 15 mil crianças com até 12 anos estão matriculadas em escolas do município. A gestão municipal informou ainda que a previsão é que as aulas retornem no dia 8 de fevereiro de 2021. Na segunda-feira (30), a prefeita eleita Professora Elizabeth (PSD) disse em entrevista ao Meio-Dia Paraná que havia a expectativa para o retorno das aulas presenciais em fevereiro de 2021. O projeto ainda deve passar por segunda discussão no dia 7 de dezembro na Câmara de Vereadores. Câmara de Ponta Grossa Paulo Martins/RPC Ponta Grossa VÍDEOS: Meio-Dia Paraná de quinta-feira, 3 de dezembro Veja mais notícias da região no G1 Campos Gerais e Sul.

Prefeitura encaminhou projeto em regime de urgência e prevê compra de cerca de 100 mil máscaras descartáveis. Aulas estão programadas para retornar no dia 8 de fevereiro de 2021. Câmara libera R$ 620 mil para comprar máscaras e álcool em gel para alunos de Ponta Grossa A Câmara de Vereadores de Ponta Grossa, na região dos Campos Gerais do Paraná, aprovou a liberação de R$ 620 mil para que a prefeitura compre máscaras e álcool em gel para estudantes da rede municipal de ensino. O projeto foi enviado pela prefeitura em regime de urgência e votado em sess...

Leia mais